A VIOLÊNCIA DOMINOU MACAÍBA, DOMINOU O ESTADO


Somente este ano cerca de 50 pessoas já foram assassinadas em Macaíba, e o número de assassinatos no estado em 2013 está perto de ultrapassar o número de 2012.

Todos os dias, acontece um homicídio, das mais diferentes formas, mas em comum as mesmas causas, a droga.

Mas a droga não provoca apenas homicídios causais, provoca o pior, provoca homicídios colaterais

Chamo de homicídios causais, os homicídios onde o autor e a vítima pertencem ao mundo da criminalidade, onde um vende e outro consome ou são concorrentes. Homicídios esses, que de certa forma traz alguma satisfação à sociedade, pois é menos um que estará na rua trazendo algum tipo de mal a uma pessoa de bem.

Por sua vez, existem também os homicídios colaterais, onde a vítima não pertence ao mundo da criminalidade, onde a vítima é uma pessoa do bem, um trabalhador, um estudante, um esportista, um professor, um idoso, uma criança, etc.

Uma vítima que estava no dia errado, no local errado, na hora errada.

Uma vítima, da falta de segurança, da falta de um projeto social, da falta de vontade política, da falta de capacidade dos gestores e da falta de preocupação do poder governamental.

Quando vemos uma pessoa de bem perder a vida, seja ele quem for: criança, jovem, adulto ou idoso. Uma pessoa que tinha passado exemplar ou um futuro cheio de boas expectativas. Sentimos dor e revolta. Ficamos tristes e choramos.

É preciso urgentemente investir de forma inteligente na segurança pública do estado. O problema não está na falta de efetivo, está na falta de gerenciamento.

Macaíba precisa de segurança, o estado precisa de segurança, não podemos mais sermos vítimas colaterais da violência, da insegurança e do tráfico de drogas que dominam as nossas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário