DELEGADOS DISCUTEM PARALISAÇÃO DE ADVERTÊNCIA

PRESIDENTE DA ADEPOL, ANA CLAUDIA SARAIVA GOMES

A Associação dos Delegados da Policia Civil (Adepol) irá realizar na manhã desta segunda-feira (15), uma assembleia para discutir uma paralisação de advertência. Segundo nota divulgada à imprensa, no último sábado, os delegados foram surpreendidos com a publicação do decreto da Governadora cedendo o prédio da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) para o funcionamento do arquivo público estadual.


O decreto nº 23.576, de 11 de julho de 2013, diz que "fica afetado ao uso especial do Arquivo Público Estadual o bem imóvel estadual localizado na Avenida Interventor Mário Câmara, 2.550, Cidade da Esperança, Município de Natal-RN."

O governo também decretou que a responsabilidade do imóvel estadual será transferido do Gabinete Civil do Governador do Estado (GAC) para a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH).

Em nota, os delegados dizem que a paralisação de advertência é também pela luta por condições de trabalho, por mais segurança, saúde e educação e em prol ao funcionamento dos serviços essenciais do estado. Na oportunidade, os delegados irão abordar a recriação da Delegacia de Defesa do Patrimônio Público e Combate a Corrupção.

A presidente da Adepol, Ana Claudia Saraiva Gomes, disse que nesta terça-feira, haverá uma reunião sobre pautas comuns entre as três categorias: delegados, escrivões e agentes penitenciários.Na última quinta-feira (11), os escrivões e os agentes paralisaram as atividades por 48h.
TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário