WALTER APRESENTA PEC QUE AMPLIA INVESTIMENTOS EM SEGURANÇA

Diante do crescimento da violência no Rio Grande do Norte, o deputado Walter Alves (PMDB) anunciou na sessão plenária de ontem a apresentação de uma Proposta de Emenda Constitucional, que destina 9% do Orçamento Geral do Estado para segurança pública. Segundo o parlamentar, os homicídios aumentaram 50% em relação ao mesmo período do ano passado e já chegam a 471 em 2013. Só no último fim de semana foram 19 assassinatos no Estado.

“Os governos não têm agido de maneira eficaz para oferecer a segurança que precisamos. Hoje nem 1.500 policiais quando deveriam ser mais de três mil. É um absurdo. Como podemos cobrar resultados da investigação da polícia civil? Como cobrar ações se nem pistolas existem? Novas comarcas já deveriam ter sido criadas há muito tempo, assim como o aumento do efetivo”, declarou.


Segundo dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública, o ITEP do Rio Grande do Norte tem uma das piores condições de trabalhos e equipamentos. “A polícia científica é incapaz de gerar provas técnicas para desvendar os crimes. Hoje 95% dos assassinatos não são esclarecidos”, afirmou Walter Alves, que apresentou um balanço dos requerimentos atendendo aos pedidos de moradores e autoridades de diversos municípios para o aumento do efetivo e aquisição de viaturas. “Esse é o nosso trabalho como deputado estadual. Propor o que achamos que seja de interesse público que resulte em ações práticas para melhorar a vida dos cidadãos”.

A proposta recebeu apoio dos parlamentares presentes na sessão ordinária. O deputado Fábio Dantas (PHS) sugeriu a nacionalização da iniciativa. “A segurança deve ter transferência fundo a fundo como é a saúde e a segurança”, declarou. “Proporcionalmente a situação do RN é pior do que São Paulo”, reclamou Márcia Maia (PSB). A deputada Larissa Rosado (PSB) afirmou que a população deve incluir a pauta da segurança nas mobilizações. Os deputados Tomba Farias (PSB) e George Soares (PR) também apoiaram a PEC da Segurança.
TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário