MAJOR RODRIGUES EXPLICA REPRESSÃO POLICIAL: “ERA UMA PARTE SÓ DE BANDIDOS”

A Polícia Militar pode até não ter agido antes, mas já vinha acompanhando o grupo de vândalos desde o início do #ProtestoNatal praticavam pequenos furtos, pichações e depredações do patrimônio público. Pelo menos, foi isso que o major da PM, Rodrigues Barreto, em entrevista ao portalnoar.com por volta das 21h34, quando o Batalhão do Choque, a Cavalaria e a Rocam, além da Polícia Rodoviária Federal (PRF) começava a investir contra os poucos manifestantes que ainda insistiam em depredar a BR-101.


Manifestantes? “É uma parte mínima só de bandidos, que não representam aqueles que fizeram a manifestação de forma tão ordeira”, garantiu o major Rodrigues. “Desde o início que esse grupo tentava atentar contra o Estado”, acrescentou ele, afirmando que esse grupo chegou a “desde o início que queriam confronto, tanto que os cidadãos de bens quando perceberam que havia esse grupo, deixaram o movimento e partiram em paz para casa”.

Segundo o secretário-adjunto de Segurança, Clidenor Cosme, “o que pudemos ver claramente foi que as pessoas de bem protestaram de forma pacífica e a polícia acompanhou a distância. No final, praticamente todas as pessoas essas pessoas dispersaram. No final, algumas pessoas que saíram de casa mal intencionadas tentaram invadir a Governadoria e tentaram iniciar um tumulto. A Polícia teve agir para preservar o patrimônio público e a ordem”.

Foram, aproximadamente, 150 homens. “Temos aproximadamente 40 policiais da tropa convencional e 110 de choque”, acrescentou Clidenor Comes.
PORTAL NO AR

Nenhum comentário:

Postar um comentário