A QUEM INTERESSA ACABAR COM O POLICIAMENTO DE TRÂNSITO DE CANGUARETAMA/RN?

É isto mesmo! Desde que foi criado o NORE (Núcleo de Operações Rodoviária Estadual) de Canguaretama/RN, este foi praticamente levantado a custos próprios dos policiais, sem participação de nenhuma verba do Governo, graças ao Comandante da Polícia Militar, que vendo os anseios da população canguaretamense e dos militares que fazem parte da 2ªCPM/8ºBPM resolveu criá-lo, o mesmo vem enfrentando várias dificuldades em permanecer na cidade. Para entender melhor, o seu inicio se deu, pois a cada fim de semana na cidade acontecia no mínimo 01 óbito por acidente de trânsito e vários assaltos praticados por elementos em veículos roubados. O Comandante da 2ª Companhia Militar preocupado com a situação disponibilizou o efetivo e o Comandante Geral publicou em BG 030/2012.

Para Comandar o NORE veio o então 1º Tenente Cesar que juntamente com o CB Barreto, SD Rodrigues e o SD Gutemberg iniciaram os trabalhos de conscientização da população sobre o trânsito.


Claro que a população de bem agradeceu, mas como é cultural algumas pessoas que se acham acima da Lei tentaram derrubar o NORE. Para se ter uma idéia da situação que chegou, foi necessário a intervenção do Ministério Público na pessoa do Excelentíssimo Dr. José Roberto que convidou o Comandante atual do CPRE e o Comandante do 5º DPRE de Nova Cruz para dizer a estes, que os trabalhos desenvolvidos pelo TEN Cesar estava bastante eficaz e que não achava necessária a saída deste Tenente da cidade de Canguaretama/RN.

Com o apoio do MP, da 2ª CPM e a ASSPRA, o NORE pode desempenhar seus trabalhos sem tanta pressão. O Resultado foi que desde sua implantação nenhum óbito por acidente de trânsito em 06 meses ocorreu e os atendimentos no Hospital por acidentes de trânsito diminuíram drasticamente, de modo há reduzir significativamente os gastos com erário público; também várias “bocas de fumos” foram fechadas; foi única cidade do RN que a propaganda política em carros de som foi controlada; teve redução de 80% de assaltos com veículos roubados e o mais surpreendente, mesmo sendo o menor efetivo de trânsito no RN, com apenas 07 policiais produziu mais proporcionalmente que todos os outros grupos de trânsito neste Estado, conforme setor estatístico do CPRE.

Por tudo isto, já era para se dar, as estes militares um reconhecimento, mas ao contrário disto já faz 03 meses e meio que estão sem Viatura, sem aumento de efetivo, mesmo tendo voluntários e ainda são obrigados a ouvir a opção de que, se quiserem que se recolham a cidade de Nova Cruz (5ºDPRE), que será enviadas 02 motos todos os dias a cidade de Canguaretama. Hora! Já é difícil dar conta dos municípios de Canguaretama (Praia Barra de Cunhaú), Vila Flor, Baía Formosa e Pedro Velho com o que tem. Imaginem ficarem vindo apenas 02 motos por dia, da cidade de Nova Cruz para dar conta do mesmo serviço!

Na verdade é que este Grupo por ser inflexível, imparcial e não aceitar ingerência política em seus serviços, estão querendo aos poucos acabar com o NORE.

Lembrem-se que este Grupo já autuou várias pessoas que se acham acima da Lei e é claro que estes se sentem desafiados e farão de tudo para acabar com o Grupo de trânsito. E aí! Ficam as perguntas: Quem responderá pelo aumento da violência e acidentes nestes municípios quando o grupo acabar? Quem trará a vida dos jovens que usam seus veículos irregularmente, sem fiscalização? Quem trará a vida dos inocentes que são envolvidos acidentes de trânsito, por gente embriagadas no volante? Quem se servirá com o fim do policiamento de trânsito?

A ASSPRA estará levando ao conhecimento das Autoridades que podem resolver este problema e não pouparemos esforços para manter o NORE na cidade de Canguaretama, doe a quem doer!

Associação dos Praças da Polícia Militar da Região Agreste/RN

Um comentário:

  1. Parabéns ao Ten Cesar, quanto ao controle do som no período eleitoral, aqui em Extremoz também foi feito e como consequência o Tenente que comandava o Pelotão foi transferido! #Vergonhoso

    ResponderExcluir