OAB DE CAICÓ VAI ACOMPANHAR CASO DE ESTUDANTES QUE FORAM IMPEDIDOS POR PADRE-CAPELÃO DE PROTESTAREM EM CAICÓ

O caso dos estudantes da Escola EECCAM, que foram impedidos nesta terça-feira de realizarem uma manifestação pacífica nas dependências da Câmara Municipal de Caicó, por ocasião da visita da governadora Rosalba Ciarlini será acompanhado pela Ordem dos Advogados do Brasil, Subsecção de Caicó.

De acordo com o presidente Roberto Diniz, a OAB como órgão que defende a liberdade de expressão não aceitará jamais que fatos desta natureza se repitam em Caicó, e emitirá uma nota de repudio nas próximas horas contra a atitude do capelão do 6º Batalhão de Polícia Militar, padre Alexandre Lopes pelos atos cometidos contra os alunos, que reivindicavam melhores condições para a Escola. A OAB também analisará a possibilidade de solicitar oficialmente uma investigação dos fatos ao 6º BPM, órgão a qual o padre é ligado.

CÂMARA MUNICIPAL DE CAICÓ
Em tom de revolta, o vereador José Rangel (PDT) abriu a série de repúdio contra a atitude do policial-religioso. “Padre Alexandre vem cometendo atitudes nesta cidade que nos envergonha. Eu repudio estas atitudes truculentas e esses abusos de autoridades. Eu fui colega dele na Casa do Estudante, mas não posso aceitar que dentro dessa Casa, num período de liberdade, um companheiro que nasceu na época da ditadura, queira tirar das pessoas a atitude de se indignar. Essa casa não pode permitir isso”, disse Rangel.

2 comentários:

  1. DITADURA! na verdade ela nunca acabou! infelizmente oficiais das policia militar agem de forma bruta e hostil, pensando estar na época em que militares ditavam as regra e que suas decisões eram acatadas uma vez que predominava o uso da força. atitudes desta natureza fere o estado de direito, uma democracia não pode admitir fatos desta natureza. A sociedade não sabe mas dentro da caserna a perseguição, humilhação e o abuso de autoridade que sofre a classe de praças onde são reprimido por um regulamento arcaico. O Brasil pode em parte estar sobre um regime democrático onde é exercido a plenitude do estado de direito, mas senhores legisladores, membros da OAB, dentro das policias militares o que impera é a verdadeira "DITADURA". Será! Meu Deus! que nunca ninguém vai tomar uma providência e encontrar uma solução definitiva pra acabar de vez com isso. Até quando estes (oficiais) vão pintar e bordar ditando o que bem entende...

    ResponderExcluir