EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO SE REÚNEM COM SECRETÁRIO PARA IMPLANTAR MONITORAMENTO DE SEGURANÇA EM NATAL


O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte, Marcelo Fernandes de Queiroz, vai coordenar um esforço conjunto entre empresários, representados pelos sindicatos filiados à Federação, e a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, para viabilizar recursos que permitam colocar em prática um projeto de monitoramento de segurança das áreas comerciais de Natal.

A decisão foi tomada nesta terça-feira, 02, durante a reunião mensal ordinária da diretoria da Fecomércio, que aconteceu na sede da entidade, e que contou com a participação do secretário estadual de Segurança e Defesa Social, Aldair da Rocha. “O projeto já está pronto, e toda a área comercial de Natal, incluindo bairros como Alecrim e Petrópolis, por exemplo, já está mapeada. Só nos falta o dinheiro para executar. E para isso contamos com a ajuda da iniciativa privada, de vocês empresários, presidentes de sindicatos, e da própria Federação. Com o apoio de vocês não tenho dúvidas que será mais fácil pressionar, por exemplo, o Ministério da Justiça, para recebermos estes recursos”, disse Aldair da Rocha.
“A execução deste projeto esbarra na falta de recursos. Há um ano o secretário Aldair da Rocha esteve aqui na Fecomércio e já falava que o orçamento da sua pasta não passa dos R$ 7 milhões por ano. Nós precisamos nos colocar à frente disso, porque é o nosso interesse que está em jogo. Vamos unir esforços, ir até Brasília se for preciso, para botar este projeto para frente. Vamos buscar recursos junto ao Ministério da Justiça, em órgãos financiadores dos mais diversos, enfim. O importante é ajudarmos a tirar este projeto do papel”, explicou Marcelo Queiroz, convocando os presidentes dos sindicatos filiados, presentes à reunião.
Ainda durante a reunião, o secretário Aldair da Rocha apresentou as ações que a Sesed vem desenvolvendo para garantir e melhorar a segurança no estado, e também as dificuldades com relação ao efetivo e aos equipamentos disponíveis para a prevenção e combate ao crime. Segundo ele, hoje o Rio Grande do Norte conta com apenas 9 mil policiais militares, 600 bombeiros, 1.400 policiais civis, e 140 funcionários no Itep. “Já conversei com a governadora e até fevereiro do ano que vem vamos realizar concurso, e chamar os 300 policiais civis que já passaram pelo curso de formação e que estão prontos para trabalhar”, finalizou o secretário.


Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista do estado, George Ramalho, que lançou a ideia do esforço conjunto na reunião, o empresariado precisa agir de forma mais pragmática para pressionar pela obtenção destes recursos. “Nós precisamos de segurança. Já pagamos impostos demais para tê-la e não estamos conseguindo porque os recursos não chegam à pasta responsável. Se existe um projeto pronto, vamos aos órgãos federais, onde há recursos, buscá-los. O importante é que o projeto saia do papel e que possamos trabalhar em paz”, pontuou Ramalho.

O presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, deverá agendar dentro de aproximadamente duas semanas uma nova reunião entre os empresários e o secretário Aldair da Rocha. Neste novo encontro, o titular da Sesed irá detalhar o projeto de monitoramento por câmeras das áreas comerciais bem como todas as demais ações e necessidades que complementam esta medida. “Vamos discutir o projeto, dar nossas sugestões e, quando tivermos tudo afinado, vamos a Brasília ou onde quer que seja, buscar estes recursos. Precisamos mostrar que o clamor por segurança é também dos empresários. Nós que além de pagarmos uma carga tributária altíssima, também somos geradores de emprego e renda para o Estado”, afirmou Marcelo Queiroz.

O presidente ressaltou ainda que a efetiva implantação do projeto irá beneficiar toda a população, que também ganha maior segurança. Ele também não descartou a possibilidade de discutir ações semelhantes para outras cidades do estado. “Começaremos por Natal. Mas como a Fecomércio tem sindicatos filiados em todo o estado, podemos e devemos levar este esforço às demais cidades do interior”, diz ele.
BLOG DO BG

Nenhum comentário:

Postar um comentário