'ATUAÇÃO DA PM NA FORÇA-TAREFA DO RN É LEGAL', DIZ SECRETÁRIO DE SEGURANÇA

“Atuação da Polícia Militar na força-tarefa do RN é legal”. A afirmação é do secretário de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte, Aldair da Rocha, em resposta à decisão do desembargador Vivaldo Otávio Pinheiro que anula a força-tarefa criada no mês passado no estado para investigar crimes de homicídios com autoria desconhecida e com características de execução. Ainda na manhã desta quinta, às 9h, Aldair dará uma entrevista coletiva para se posicionar sobre o assunto. Ao G1, contudo, ele já adiantou que iré recorrer da anulação.

“Juntamente com a Procuradoria Geral do Estado (PGE) vamos provar que a PM não está nesta força-tarefa para investigar. O que o Sindicato dos Policiais Civis está argumentado são mentiras e inverdades. A Polícia Militar é importante para nos auxiliar no cumprimento de mandados de prisão e nos ajudar a atuar em áreas de risco”, explicou Aldair.

A liminar que anula a força-tarefa foi publicada nesta quarta-feira (24) e questiona a participação de policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da 2ª Seção do Estado Maior Geral nas ações da força-tarefa.

“Essa decisão é importante, posto que convalida a autonomia das atividades da polícia judiciária. Isso mostra que a justiça não fecha os olhos para certas 'arbitrariedades' dos prepostos estatais (que, na verdade, camuflam os atos governamentais). Ou seja, não podem deliberar arbitrariamente ao arrepio da Lei e aos olhos da sociedade. É uma grande vitória na defesa dos interesses de toda a categoria dos policiais civis do RN”, ressalta, em nota, a diretoria do sindicato.

A força-tarefa
A Secretaria de Segurança Pública do RN (Sesed) criou a força-tarefa de investigação aos crimes de homicídios com autoria desconhecida e indícios de execução por meio de uma portaria (069/2013) publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 22 de março deste ano. Segundo a portaria, os elevados índices de ocorrências policiais envolvendo crimes de homicídio na região metropolitana de Natal foram levados em consideração e a força-tarefa foi tida como primeira medida de segurança adotada depois que o Rio Grande do Norte passou a integrar o Programa Brasil Mais Seguro, do Ministério da Justiça.

Aldair da Rocha também explicou que a força-tarefa é o primeiro passo para a implantação da Divisão Especializada em Investigações aos Crimes de Homicídios, que substituirá a Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom). “É uma preparação. A criação da Divisão vai levar uns 90 dias. Então não podemos ficar parados até lá”, disse ele, frisando a necessidade de o estado combater os chamados esquadrões da morte.

“Principalmente os grupos de extermínio e os assassinatos com características de execução”, pontuou. 

Segundo Aldair, cinco delegados compõem a força-tarefa, que é comandada pela delegada Sheila Freitas, titular da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor). Além da Polícia Civil e do Bope, fazem parte da força-tarefa o Centro de Inteligência da Sesed e o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep).

O secretário disse, por fim, que a força-tarefa será extinta quando for implantada a Divisão Especializada em Investigação aos Crimes de Homicídios.
G1/RN

2 comentários:

  1. A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: ESSA FORÇA ATAREFADA, É SÓ PARA PRENDER POLICIAIS, OU SERVE TAMBÉM PARA "OS BANDIDINHOS BONZINHOS" QUE TIRAM A VIDA DE UM PAI DE FAMÍLIA EM UM ASSALTO? LEMBRANDO MAIS UMA VEZ DA MORTE DO MOTO-TAXISTA EM PARNAMIRIM. É UMA BRIGA DE EGO TÃO GRANDE. ENQUANTO ISSO, ROSALBA SEGUE TORRANDO RIOS DE DINHEIRO COM FLORES,E PROPAGANDAS. ELA NÃO ESTÁ NEM AÍ, PARA ESTA GUERRA.
    TALVEZ ELA SE "SENSIBILIZE" COM ESTA SITUAÇÃO. ENVIANDO FLORES PARA TODOS.

    ResponderExcluir
  2. Quero parabenizar a justiça, pela decisão que anula esta força tarefa, em especial o SINPOL. função de policia militar e policiamento ostensivo e a policia civil as investigações. O que mais deixa todos da caserna é a postura do senhor Comandante Geral Coronel Araújo que quando reunido com todos da SESED, este mas parece um fantoche (boneco que é colocado no colo e controlado com uma mão por trás ao qual se fala por ele)com uma postura CALADINHO, CALADINHO... Senta o secretario ODAIR, ao lado o delegado geral DR. FABIO e pra não ficar mais notório que não é ninguém o nosso vergonhoso comandante geral... Saia dessa o senhor não pode perder sua essência, deixe de ser manipulado pois o valor ético vai muito acima do que diz o regulamento da PM. isso que o senhor tem sobre os ombros foi conquistado com seus méritos. deixe estes delegados juntos com o secretario falarem o que quiserem mas o senhor tem muito mais valores que estes ao menos é o que acredita a tropa, SAIA DO COMANDO DA PM COMO O COMANDANTE E NÃO COMO MAIS UM. pois todos que ai passaram foram uma vergonha. O comando da PM é pra comandar para seus pares e acima de tudo em prol a população sofrida com a violência, ISSO É UMA VERGONHA.

    ResponderExcluir