POLICIAIS MILITARES CORREM RISCO DE MORRER POR FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO

Após a ocorrência de assalto na agência dos correios da cidade de São Rafael, na manhã desta segunda-feira, 04, um policial militar que se encontrava de serviço e realizou a perseguição fez um desabafo na internet divulgando as condições de trabalho.

Leia a seguir o depoimento do policial:
“Estávamos em perseguição pela RN 118, quando em uma curva um dos pneus da viatura estourou, por virmos em uma velocidade compatível para uma perseguição não conseguimos parar no momento do estouro do pneu, saímos fazendo zigue-zague na pista, até subirmos no acostamento e estourarmos outro pneu, por sorte passava no momento um cidadão que nos cedeu o pneu de suporte do seu veículo. Fiquei com tanta vergonha que me achei na obrigação de pagá-lo, e o fiz.”
Em seguida o policial expõe o seguinte pensamento:
“Antes morresse trocando tiros, pois é um risco que existe em minha profissão, mas morrer por falta de condições de trabalho, esse risco nenhum de nós, policiais, deve aceitar!”
Pois é, a realidade das condições de serviço exposta pelo policial militar é a mesma de tantos outros municípios do Rio Grande do Norte.

Até quando o estado irá abandonar a segurança pública do interior? Até quando o estado vai deixar o policial militar desprotegido e sem condições de realizar um serviço de qualidade?

Em muitos municípios o suporte de segurança pública é mantido pela própria prefeitura quando deveria ser de responsabilidade do estado.

E não precisamos ir muito longe, pois temos um município vizinho a capital do estado, Macaíba, onde a prefeitura paga o aluguel do prédio do 11º Batalhão de Polícia Militar e da Delegacia de Polícia Civil, bem como o consumo de Água, Luz e alimentação. Caso contrário, não teria nenhuma policial ou viatura policial trabalhando na cidade. Isso é um absurdo.

5 comentários:

  1. I Isso acontece e vai acontecer mais, na mente dos poderosos a PM da prejuizo, aqui em parnamirim o descaso ta pior, uma VTr para assumir varios bairros perigosos quando vamos pedir apoio as demais VTrs, e radio imterno com problemas, HT com problemas, ontem um veiculo de uma distribuidora foi assaltado por cinco assaltantes fortemente armados, graças a deus que a VTRs, nao chegou na hora se nao teria acontecido uma tragedia, por motivo da falta de condiçoes para se trabalhar.

    ResponderExcluir
  2. pura realidade que não entra nos "AUTOS"!Uma irresponsabilidade que tem origem na omissão de quem deveria ser o maior interessado na otimização e eficácia da prestação de segurança publica...afinal pagamos altos impostos para isso!so resta lamentar

    ResponderExcluir
  3. precisamos de ser vistos com bom olhos pois nao tem condisoes de trabalharmo sem segurança precisamos de viaturas de grande porte nao dar pra se trabalhar deici jeito e vergonhoso

    ResponderExcluir
  4. O governo tem que te um orgão para fiscalisar a LOCAVEL, esta recebendo o dinheiro não esta nem ai, os policiais eles que estão arriscando as proprias vidas.

    ResponderExcluir
  5. Essas VTR modelo SANDERO é um vergonha um carro 1,6 que mais parece 1,0 um carro de passeio. Perseguir um VITARA que tinha feito um arrobamento no caixa eletrônico de Macaíba mas a VTR não passou de 130km em pista livre quando o VITARA se distanciou muito e perdemos de vista, foi vergonhoso.

    ResponderExcluir