JOVEM ACUSADO DE MATAR SOLDADO DA POLÍCIA MILITAR É EXECUTADO

Jackson Michael da Silva, de 25 anos, que respondia a processo pela morte de um policial militar, em Natal, foi executado em uma comunidade rural, no município de Afonso Bezerra. Ele era acusado de matar o soldado José Nelson Fernandes, mais conhecido como J. Fernandes, em 2010. A mulher de Jackson Michael, identificada como Francisca Lúcia Lopes Dantas, também tinha sido assassinada, ainda em 2010, um dia após a morte do soldado J. Fernandes, quando saía da Delegacia de Plantão da Zona Norte. De acordo com a polícia, Jackson Michael estava morando no assentamento Floresta I, em Afonso Bezerra, juntamente com o pai e uma filha de 4 anos. No último sábado (23), ele voltava para casa em uma carroça com a família, quando foi surpreendido por homens armados que o esperavam. Os bandidos arrastaram a vítima, atiraram várias vezes contra ele e, em seguida, fugiram em um carro preto. Jackson Michael morava na zona Norte de Natal, em 2010, quando policiais militares teriam invadido o local. Houve uma troca de tiros e o soldado J. Fernandes acabou morrendo. Na época, o então delegado geral da Polícia Civil, Elias Nobre, chegou a afirmar que a suspeita é que J. Fernandes fizesse parte de um grupo que extorquia traficantes e que Jackson seria um desses traficantes.
PORTAL BO

Um comentário: