TRIO ACUSADO DE MATAR ESCRIVÃO DA POLÍCIA É CONDENADO A QUASE 30 ANOS

Escrivão Sidney Alves Lucas
Foram condenados nesta quinta-feira (10) o trio acusado de assassinar um escrivão da Polícia Civil em 2011. A decisão foi do juiz de direito Francisco Gabriel Maia Neto, da 4ª vara criminal do Fórum Distrital Varella Barca, Zona Norte de Natal. Sidney Alves Lucas foi assassinado após sair de uma agência bancária em março de 2011, na Zona Norte. Totalizadas as penas prisionais de reclusão, Rafael Bruno Araújo da Silva foi condenado a 29 anos e três meses em regime fechado. Luciano de Lira Lucena foi condenado a 25 anos e 10 meses, igualmente com regime inicialmente fechado. E Tarcísio Oliveira da Silva, condenado a 29 anos e três meses em regime fechado.

Memória
O crime foi praticado no último dia 11 de março, por volta das 15h, quando a vítima foi assaltada em frente à sua residência, no conjunto Gramoré da ZN de Natal, trinta minutos após sacar a quantia de R$ 11mil e 500 em uma agência do Banco do Brasil. O modo como foi o crime foi praticado reforçou a suspeita da polícia de ter sido uma tentativa de assalto, na modalidade conhecida como “saidinha de banco”.
DN ONLINE

Um comentário:

  1. quem perdeu foi o escrivao de policia meu saudoso amigo sidney com quem eu conversava quando conduzia detidos p a plantao, esses vagabundos foram condenados muitos justo, mais a frente vem alguamas brexa na lei, bom compotamento e outros, induto natalino ai nao voltao mais,e ai segue a lei brasileira, por isso que eu digo quem perdeu foi sidney.

    ResponderExcluir