DEPUTADO DIZ QUE SITUAÇÃO DA SEGURANÇA NO RN ESTÁ CAÓTICA


Durante a sessão extraordinária dessa sexta-feira (28) da Assembleia Legislativa, os deputados estaduais discutiram a crise da segurança no Rio Grande do Norte. O deputado Walter Alves participou da discussão lamentando a situação que atinge diretamente todo o povo potiguar. Walter destacou que exerce o mandato de parlamentar graças ao voto do povo potiguar e lamentou a falta de ações efetivas do Governo do Estado para enfrentar a crise na segurança pública refletida diariamente em números crescentes de violência e criminalidade.

“Sou deputado e fui eleito graças ao povo do Rio Grande do Norte. Não sou subserviente ao Governo do Estado. A segurança pública está numa situação caótica. As pessoas me procuram perguntando o que o Governo do Estado tem feito para a segurança pública. Eu não sei informar”, criticou.

Durante o aparte, Walter também ressaltou a capacidade de endividamento do Estado que mesmo alta, ainda tem um baixo investimento em áreas básicas como segurança e saúde. “Iremos votar um empréstimo de R$ 615 milhões. O RN ao longo de vários governos tem tido uma boa capacidade de endividamento, o que a gente não pode permitir é que o Estado fique nesse paradoxo: a arrecadação sobe, o investimento com recursos próprios cai, o custeio cresce, a dívida aumenta e os serviços básicos e essenciais como a segurança pública e saúde não são atendidos”, criticou. Outro ponto destacado pelo parlamentar foi a convocação dos concursados das polícias Civil e Militar. Desde o início da luta, Walter já declarou apoio aos aprovados nos concursos, inclusive participando de reuniões na Governadoria, no Tribunal de Justiça e Ministério Público. O deputado ainda lembrou que existe um registro em que a própria governadora Rosalba Ciarlini se compromete a realizar o ato, mas que até agora a promessa ainda não foi cumprida. 

“Tem uma gravação que mandaram pra mim em frente a Governadoria ela dizendo que iria convocar os concursados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte”, rememorou.
DN ONLINE

2 comentários:

  1. enquanto nao tiver puniçao severa para ladroes do erario publico, vai ser dificil o aparelhamentos da seg. publica, da saude, da educaçao,Ora a ladra dos precatorios desviou milhoes com a corja,leiloaram alguns reais dela, nao deu cadeia severa, nao vai dar em nada, so vai servir p outros que tem intessao de furtar o estado sabe que nao dar em nada, era para a justça tomar tudo deixar com uma bicicleta c pneus furados e se vire.

    ResponderExcluir
  2. E por que essa governadora não chama os concursados da PM?
    Isso me paresse jogo politico dos mais sebosos. Essa governadora vai impugnar o nosso Estado anos de atraso.

    ResponderExcluir