DÉFICIT DE POLICIAIS FEMININAS PREJUDICAM SERVIÇO OSTENSIVO EM TODO O ESTADO

Por soldado Glaucia

Atualmente, a Polícia Militar do RN conta com pouco mais de 200 policiais femininas, distribuídas nos círculos de Oficiais e Praças da Corporação. Apesar dessas PFem’s estarem distribuídas em todo o Estado, poucas são vistas nas ruas, principalmente em cidades do interior, o que vem prejudicando o serviço ostensivo nessas localidades. Nesse domingo (13), em Mossoró, por exemplo, uma viatura da Polícia Militar permaneceu na Delegacia esperando uma profissional de segurança pública do sexo feminino para realizar uma revista pessoal em uma mulher suspeita de estar com drogas. A reclamação foi feita pelo próprio PM que estava de serviço na viatura. Segundo o mesmo, a revista foi realizada um tempo depois por uma Guarda Municipal que estava de serviço no CIOSP. A mesma teve que se ausentar de seu posto e deslocar-se até a Delegacia para realizar a revista pessoal. “Isso mostra a má distribuição ou grande defasagem de efetivo feminino nos quadros da PMRN”, relatou o policial. Hoje, a Companhia Feminina, que concentra a maior parte das PFem’s que atuam no serviço ostensivo da PMRN, distribui seu efetivo apenas na cidade de Natal. Há ainda algumas PFem’s em Batalhões; no entanto, muitas delas atuam apenas no serviço administrativo. Soma-se a isso, como já dito pelo Policial Militar, a má-distribuição do efetivo feminino e defasagem desse mesmo efetivo, o que não vem suprir a demanda atual da PM. O fato é que prejudica o serviço do PM que está nas ruas diariamente, devido a recomendação legal de revistas pessoais em mulheres apenas por profissionais do sexo feminino. Contudo, apesar de haver a recomendação, não se impede essa mesma revista por um profissional masculino quando se prejudica ou retarda o andamento do serviço. Entretanto, muitos PM’s evitam realizar tais revistas para não sofrer processos por constrangimento ou qualquer tipo de punição por parte de superiores.

Um comentário:

  1. Aconteceu comigo o trafico de drogas era constantes por tas do posto chianca os traficante iam detidos,mais tinha uma traficante que era dificil ria dos policias, um dia resolvi acabar com o trafico dela,troquei o patrulheiro pela SD viviane que esta na força nacional, e pedi que a sd aborda -se a traficante que foi encontrado varios papelotes de cocaina e foi cadeia com força.

    ResponderExcluir