VIATURAS DA PMRN SERÃO SUBSTITUÍDAS EM JANEIRO

As 220 viaturas que seriam recolhidas ontem pela empresa Locação de Veículos e Serviços Ltda (LOCAVEL) serão substituídas paulatinamente durante o mês de janeiro. A empresa havia alugado os veículos à Polícia Militar e a prorrogação do contrato extinguiu-se ontem. Através de um acordo entre representantes do Poder Executivo Estadual e a loca-dora, não haverá perda de veículos. Caso o recolhimento fosse efetivado, dezenas de cidades do interior do estado ficariam sem uma única viatura policial. A medida foi tomada durante uma reunião que foi realizada na quinta-feira passada, envolvendo membros do governo e da locadora. Segundo o coronel Francisco Araújo Silva, comandante-geral da PM no Rio Grande do Norte, os 230 veículos do contrato antigo serão entregues durante o mês de janeiro e outros 220 serão repostos, em outro contrato que foi firmado com nova empresa. Araújo garantiu, no entanto, que a substituição será feita paulatinamente e que nenhuma cidade ficará sem veículo. À medida que os carros forem sendo entregues, novos serão direcionados imediatamente. “Em hipótese alguma teremos cidades sem viaturas”, assegura. A determinação para a entrega dos carros partiu do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O contrato já havia vencido havia alguns meses e o Governo do RN fez um aditivo para que o mesmo fosse prorrogado e um novo processo licitatório realizado para a substituição de todas as viaturas. Já na próxima terça-feira (1º), 20 carros de pequeno porte serão entregues à Locavel e 20 novas caminhonetes serão repostas, todas utilizadas durante a Operação Verão 2013. Esses 230 carros alugados pela Locavel correspondem apenas a uma parcela da frota da Polícia Militar do RN. Se-gundo o coronel Araújo, são aproximadamente 600 veículos operacionais, sem incluir aqueles que são usados para dar apoio aos trabalhos policiais, como os ônibus e microônibus. Recentemente, a PM já havia adquirido 164 novos carros que estão circulando por todo o estado, além de 125 Blazer e mais 30 caminhonetes (as motocicletas, que compõem as equipes de ronda motorizada, não estão inclusas nos 600). Em algumas cidades da região Seridó, por exemplo, alguns carros chegaram a serem recolhidos pela Locavel. A empresa já havia ameaçado recolher seus veículos noutra oportunidade, por falta de pagamento. No total, o contrato entre o governo e a locadora envolvia cerca de 300 viaturas.
DE FATO

Nenhum comentário:

Postar um comentário