EXCLUSIVO: COMANDO DO PCC DÃO ORDENS PARA ATACAR POLICIAIS MILITARES DO NORDESTE


A transferência de traficantes que estavam recolhidos em presídios de São Paulo para outros estados, acabou “irritando” o comando do PCC. Inconformados por não terem sido “avisados” da transferências dos comparsas, eles agora querem que “matem policiais do Nordeste”. A onda de atentados contra policias militares que vem ocorrendo em São Paulo deve chegar ao nordeste nos próximos dias, segundo investigação pelo serviço de inteligência da Policia Civil da Bahia. A informação está sendo divulgada através de mensagens de texto que estão sendo enviadas a todos os policiais militares dos estados do Nordeste. Isso tem gerado um clima de intranquilidade entre os PMs, principalmente em Sergipe onde o numero desses militares é muito reduzido. A mensagem diz que “informações da pc da Bahia dão como certa a ordem do PCC para atacar policiais militares do Nordeste em retaliação a transferência da cúpula da quadrilha”, diz o e-mail enviado a um policial militar do estado de Sergipe. O remetente do e-mail pede ainda que este seja enviado para outros militares. Isso acabou gerando um certo constrangimento e preocupação dentro da classe militar. “Eu sou um policial militar e embora seja evangélico, não posso aceitar uma situação dessas. Afinal de contas eu ganho para proteger o cidadão, e agora, quem vai me proteger. Quem vai proteger os nossos irmãos militares”, questionou um sargento da PM que recebeu o e-mail. Um outro policial, ao tomar conhecimento da situação ficou ainda mais preocupado. “Se realmente isso for confirmado, todos os policiais militares de Sergipe correm risco de perder a vida. O numero de PMs em nosso estado é muito pequeno. Alem disso, nós teremos que enfrentar um inimigo desconhecido. Enfim, esses marginais que são extremamente perigosos, são transferidos de São Paulo para outros presídios e quem vai pagar as contas somos nós?’, questionou um oficial”. Em São Paulo, os assassinatos a policias tem chamado a atenção de autoridades internacionais. Tudo teria começado quando em 28 de maio, policiais da Rota mataram seis suspeitos de pertencerem a uma facção que se reuniam no estacionamento de um bar na favela Tiquatira, na região da Penha, Zona Leste. Em junho, como represália, 11 policiais foram assassinados, quase o dobro do mês anterior (em todo estado, foram registrados 92 homicídios dolosos a mais).
Fonte: FAXAJU

4 comentários:

  1. E! enquanto só policial tiver morrendo tá bom pr as autoridades mas quando o negócio chegar na vida confortável deles eles mundam até as leis pr esse povo nos pms somos descartáveis como já vi pessoas da política e do jurídico insinua esse tipo de comentário .

    ResponderExcluir
  2. enquanto os pms brasileiros nao procurar seus direitos como seres humanos,vai acontecer mais e mais porque somos tratados como nimguem no brasil cheio de corrupçao,esses vagabundos dos estados que estao tentando impor medo nos cidadaos porque eles nao procura bagunçar em frente de forum, assembleia legislativas e outros locais que tem autoridades,eles nao vai porque nesses locais eles se toravam mais depressa.

    ResponderExcluir
  3. digo e repito: "não prenda bandido armado"

    ResponderExcluir
  4. digo e repito: "não prenda bandido armado"

    ResponderExcluir