DOIS POLICIAIS MILITARES SÃO MORTOS A TIROS EM SP


Dois policiais militares foram mortos a tiros em São Paulo no início da madrugada desta quinta-feira (1º), na favela de Heliópolis, na Zona Sul. Eles foram levados ao Pronto-Socorro do Hospital Heliópolis, mas não resistiram aos ferimentos. As vítimas são um soldado da Força Tática e um cabo das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam). A PM não soube informar as circunstâncias do ataque. O crime deve ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

GOVERNO FEDERAL X GOVERNO DO ESTADO
O aumento recente do número de homicídios na Grande São Paulo e as execuções de PMs provocaram desentendimentos entre os governos estadual e federal. Desde o início do ano, 86 policiais foram executados. Brasília oferece parcerias em um plano de inteligência contra o crime. O governo paulista reivindica verba para equipamentos. Nesta terça-feira (30), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o secretário de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, trocaram críticas sobre a ajuda. Primeiro, o secretário negou ter recebido oferta de apoio formal, disse ter apenas recebido visita de cortesia do ministro em julho e ainda questionou qual seria o papel da Polícia Federal na onda de violência. Após as declarações, à tarde, o ministério divulgou nota rebatendo Ferreira Pinto.
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário