PROTESTOS SÃO LEGÍTIMOS ENQUANTO NÃO OCORREM ABUSOS, DECLARA COMANDANTE DA PM

O comandante geral da Polícia Militar do RN, coronel Araújo, disse que a PM acompanhou as manifestações contra o aumento das passagens de ônibus, ocorridas ontem (29), nas avenidas de Natal. “Nós acompanhamos em todo o tempo as manifestações, monitorando e quando ouve o desfecho com o enfretamento entre estudantes e os policiais, fomos até o local para dar as últimas deliberações”, esclarece.

Para o coronel Araújo, o movimento é legítimo enquanto não ocorrem abusos por parte dos manifestantes. “O movimento é legítimo, mas havia vândalos travestidos de estudantes. A Polícia não pode ver esses vândalos, depredando, jogando pedras contra os militares, paralisando o trânsito. Ocorreram situações que danificaram um posto e um fio caiu próximo aos policiais militares, o que poderia machucá-los. A PM teve que usar a força e a usou de forma progressiva”, argumenta.

“Não vamos tolerar desordem e vandalismo. Nós acreditamos que os estudantes não promovem desordem, eles fazem o protesto sem isso tipo de ação. Mas há esses vândalos e a polícia militar estará lá para coibir essas pessoas”, garante o policial militar.

E por falar em violência, no tocante ao enfrentamento e a ousadia dos criminosos, o comandante da PM/RN é objetivo e diz que “a violência está em todos os recantos da terra. O enfrentamento ocorre, porque os delinquentes sabem que a polícia está ali para enfrentá-los e eles vão contra a polícia. Nós temos dados que apontam que quando há esse enfrentamento, com troca de tiros, a maioria dos criminosos acaba morrendo”, explica.

No que diz respeito à solicitação da presença das tropas Federais durante as eleições 2012, mesmo com a presença da PM, o Coronel garante que a Polícia Militar possui a confiança da justiça. “Em hipótese alguma há desconfiança, porque a justiça eleitoral sempre contou e sempre pode contar com a PM. As tropas federais vão apoiar as ações da PM. Para você ter uma ideia, só a Polícia Militar vai receber as urnas um dia antes, nós vamos fazer a guarda nas 69 zonas eleitorais”, aponta.

Sobre a possibilidade de haver violência entre partidários, o Coronel Araújo garante que há um monitoramento por parte da polícia sobre os pontos com maior movimentação. “Nós temos as informações sobre os locais de concentração, sobre as principais avenidas que recebem essa concentração maior de pessoas. A polícia está em condições de inibir o que não for de acordo com a Lei, com o que não for de acordo com as determinações e normas do TSE e TER”, afirma.
NOMINUTO.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário