POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE PARELHAS DOA DINHEIRO PARA CONSERTO DE VIATURAS

Parece que a população do Município de Parelhas está levando ao pé da letra o que diz a Constituição Federal acerca da segurança pública como sendo responsabilidade de todos.

Em Parelhas, uma emissora de rádio local iniciou uma campanha para arrecadar dinheiro para custear o conserto de uma viatura pertencente à frota da PMRN. A viatura é uma S10, a qual é utilizada pelo Grupo Tático Operacional (GTO) do Município, onde o orçamento para seu conserto está avaliado em R$ 1,2 mil.

Como o Estado não se posicionou para custear o conserto, a emissora iniciou a campanha, tendo arrecadado até essa quinta-feira (9) R$ 1,5 mil com doações de empresários e comerciantes do Município.

Segundo informações de um jornalista local, já estão idealizando outra campanha para consertar mais uma viatura da PMRN.

“Se o Governo não faz a sua parte, a população mostra sua força e faz aquilo que é competência do Estado”, declarou o jornalista Marcos Silva.
SOLDADO GLAUCIA, VIA PORTAL BO

Um comentário:

  1. Já pensou se a moda pega?

    Os pais vão ter que fazer "vaquinha" para comprar material escolar quando este faltar (redundância), nas escolas estaduais e municipais;

    Os pacientes teram que levar para os hospitais públicos os equipamentos de uso dos médicos e enfermeiros.

    A Polícia Militar é conhecida por esse "jeitinho", onde alguns policiais tiram do próprio bolso ou saem ás ruas pedindo "favores", para consertar viaturas, comprar a própria farda, o próprio armamento, algemas, etc, etc e etc.

    O que a população deveria fazer é cobrar dos seus representantes, pois já pagam uma carga tributária enorme, e que esses impostos, que só servem para enriquecer políticos, sejam bem aplicados, inclusive com o devido retorno no conserto de viaturas.

    Se acostumarem o governo consertando viaturas, fazendo vaquinha,além de ser uma espécie de bitributação, além de fazer com aja uma espécie de privatização do serviço público ( pois por maior que seja a boa vontade do povo, aqueles que "pagarem" terão, em tese prioridade de atendimento sobre aqueles que não pagaram o conserto.

    Sendo assim, cuidado população! Se vocês acostumarem a fazer vaquinha para ajudar, vão terminar igual a alguns policiais que destinam uma parte do que ganham para tentar consertar o desperdício dos governantes e maquiar a real situação do serviço público.

    ResponderExcluir