ASSEMBLEIA GERAL SOBRE A LEI DE PROMOÇÃO DE PRAÇAS

As Associações representativas de Praças Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte, conseguiram durante as negociações do Subsídio, colocar a Lei de Promoção de Praças como a principal demanda a ser encaminhada no âmbito da PM/RN e do CBM/RN. A dificuldade é convencer nossos Comandantes que esse é o momento de encaminharmos a Lei de Promoção de Praças.

Com o Subsídio conquistamos a isonomia entre ativos e inativos, a valorização das graduações aplicando a hierarquia também aos vencimentos dos Praças (até então a diferença salarial entre Soldados, Cabos e Sargentos era ridícula). Com a Lei de Promoção de Praças conquistaremos a valorização profissional, com respeito à antiguidade e ascensão funcional para TODOS. A proposta que elaboramos, juntamente com os Oficiais da PM/RN e CBM/RN, transforma de maneira radical a nossa realidade funcional. Veja como:
  • Acaba com Curso de Formação de Cabos e estabelece o interstício de 5 anos para a promoção;
  • Garante o acesso ao Curso de Habilitação de Sargentos (CHS) por ordem de antiguidade para os Cabos com 3 anos na graduação. O CHS terá duração de 90 dias;
  • Estabelece a promoção até 2º Sargento exclusivamente por antiguidade;
  • Define critérios objetivos para a ficha de avaliação de conceito do 2º Sargento, valorizando cursos na área Policial Militar e Bombeiro Militar e especializações, pós-graduações conquistadas no meio civil;
  • Cria para os Praças o mecanismo da promoção trintenária, a exemplo do que já existe para os Oficiais;
  • Traz a possibilidade real de o Soldado ascender funcionalmente até, pelo menos, a Graduação de 1º Sargento.
  • Concretiza uma política de valorização profissional iniciada com o Subsídio, complementada pela substituição do RDPM pelo Código de Ética e concretizada com a Lei de Promoção de Praças.
Mas, para que a Lei de Promoção de Praças se torne uma realidade, precisamos estar organizados e dispostos para lutar pela sua efetivação.

Os trabalhos de mobilização tem início no próximo dia 31 de agosto, a partir das 9:00 Horas no Clube Tiradentes.

Vamos todos participar da Assembleia Geral Unificada, a primeira do ano, para juntos, debatermos as estratégias para o encaminhamento de nosso Plano de Carreira.

9 comentários:

  1. Meus amigos podem contar comigo sempre, com meus familiares tb, porém peço encarecidamente que nas proximas asssembléias seja marcada no horário da tarde para que os praças que trab no expediente possam comparecer tb ! Que todos divulguem aos amigos sobre a assembleia pois esta luta esta só começando ! Só depende de nós mais esta realidade !

    ResponderExcluir
  2. sd ítalo/4ºBPM.para mim,o primeiro critério para promoção,deve ser "tempo na atividade fim".para ter tempo de fazer especializações,pós-graduações,e os outros cursos,o policial tem que ir pro expediente,pois se tiver na rua,só termina os estudos quando a reserva também já estiver batendo a porta.

    ResponderExcluir
  3. Discordo desse criterio de promoção só por antiguidade. Pois tem muito antigo com quase 20 anos de serviço que só sabe abri a boca pra pedir. Quando no serviço de rua, abre a boca e diz: "eu não corro atrás de ocorrência, só vou quando me chamarem". Criando assim, uma cultura diferente do que a sociedade precisa. Na hora que for dada promoção, exclusivamente, para esse tipo de cidadão. O que será valorizado?
    Enquanto isso, muitos soldados preparado, com 5 anos de policia, com experiência das forças armadas, vão ficar limitado a galgar novos passos, com esse criterio.
    Promover por antiguidade, se faz necessário. Mas, obstruir quem se dedica: a estudar, a batalhar, a valorizar o serviço policial militar, é injusto, e desproporcional ao pilares da nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  4. NÃO GOSTO DE OPORTUNISMO, MAS QUERO DIZER Á TODOS OS QUE TIVEREM A OPORTUNIDADE QUE VÁ A ASSEMBLÉIA. NADA VAI SER DECIDIDO, MAS TEMOS QUE MOSTRAR QUE ESTAMOS INDIGNADOS. SEI QUE POUCOS GRADUADOS VÃO SE FAZER PRESENTE, MAS A HORA DE MOSTRAR A CARA DE QUEM É A BASE DA PM/RN É AGORA. OS MAIS PREJUDICADOS FORAM OS SOLDADOS E SÓ ELES PODEM MUDAR O FINAL DESSA HISTÓRIA.

    TEMOS O MÁU HÁBITO DE RECLAMARMOS DE TODO MUNDO QUE NÃO CORRE ATRÁS DOS NOSSOS DIREITOS, MAS É BOM SABER QUE TE MOMENTOS EM QUE CADA UM TEM QUE FAZER A SUA PARTE!!!

    ResponderExcluir
  5. Apesar de saber que vamos ter palanques armados e um montão de candidatos tentando aproveitar a oportunidade, vamos nos fazer presentes galera, e mostrar que não somos marionetes.

    Estamos insatisfeitos!!!!

    ResponderExcluir
  6. concordo com italo; pois este meio de faculdade só iria beneficiar os praças expediente que vive abrindo portas e servindo cafezinho para quem não preciso dizer

    ResponderExcluir
  7. AMIGOS NÃO QUERO POLEMIZAR, QUANDO SE FALA EM FACULDADE SÓ NA POLÍCIA É QUE NÃO VALORIZA POIS EM VÁRIOS OUTROS ÓRGÃOS O SERVIDOR TEM SEU SALÁRIO DOBRADO OU QUALQUER OUTRO TIPO DE BENEFÍCIO POIS VALORIZA O PROFISSIONAL QUE DESEJA SE ESPECIALIZAR, MAIS NA PM NADA RESOLVE VOCÊ TENTAR ESTUDAR, MAIS VALE DE INCENTIVO A QUEM NEM TEM TERMINADO OS ESTUDOS E FAZER UM SUPLETIVO E TENTAR A FACULDADE TAMBÉM.

    ResponderExcluir
  8. Concordo com uma restruturação nos moldes de promoção por antiguidade, mas não há de se deixar de fora a possibilidade de ascenção por meio de concurso. Li a minuta que fala sobre o tempo minimo de promoção e o maximo, que é o que se dá por ex oficio, e analisando bem pude observar que ninguem, há não ser alguns soldados(com mais de 10 anos) e cabos antigos(com mais de 6 anos), irão ser promovidos no tempo minimo ou seja todos sempre serão promovidos sempre no limite do prazo a ex oficio. E quem tem interesse em estudar, como já foi dito aqui, vai ficar travado???

    ResponderExcluir
  9. nós estamos numa situação em que o que vinher é lucro

    ResponderExcluir