PARA DELEGADO GERAL É PRECISO INTERIORIZAR A POLÍCIA CIVIL

Desde que assumiu o cargo de delegado geral da Polícia Civil, no ano passado, Fábio Rogério tem reiterado sua prioridade na interiorização da Polícia Civil. “As delegacias de Natal têm suas dificuldades, mas as do interior estão na UTI. Já fui delegado regional e conheço a realidade dessas delegacias”.

Dos 156 novos policiais civis nomeados, durante sua gestão, mais de 90% foram designados para delegacias do interior. Municípios onde se quer existiam representantes da Polícia Civil receberam equipes com delegados, agentes e escrivães para atender as demandas. Todas aparelhadas com viaturas, armas e coletes novos.

Os novos policiais civis, designados para as delegacias do interior, realizaram inclusive, cursos complementares, como forma de aperfeiçoar a técnica de tiro desses policiais recém convocados.

Em conversa com a equipe de reportagem do Nominuto.com, o delegado falou sobre o projeto de interiorização da Polícia Civil que encaminhou ao secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Aldair da Rocha.

“Nesse projeto identificamos as 34 comarcas onde não existem delegacias e desenvolvemos uma estratégia para a criação delas. A cada nomeação de novos policiais civis estamos completando as lacunas. Municípios como Campo Grande, Janduís e Umarizal, serão beneficiados com equipes nomeadas essa semana”.

“Locais onde todas as investigações dependiam da Delegacia Regional agora terão equipes próprias para atender as demandas da cidade. Isso melhora a qualidade do serviço prestado a sociedade, e diminui, inclusive, a quantidade de municípios sob responsabilidade dos delegados regionais, o que era uma preocupação antiga da Degepol”.

Outra forma de reforçar o combate aos crimes no interior, encontrada por Fábio Rogério, foi o reaparelhamento da Divisão de Polícia Civil do Oeste (Divipoe), responsável por coordenar as investigações no Alto Oeste. “Os crimes naquela região, principalmente de pistolagem e roubo a bancos, aumentaram muito nos últimos anos. A nomeação do delegado Odilon Teodósio, o aumento do efetivo e a aquisição de novos carros, melhorou e muito o trabalho na região”.

Nessa sexta-feira (1), ele anunciou a criação da delegacia de Homicídios de Mossoró, com inauguração da sede nos próximos três meses. “Já estamos nos preparando para a efetivação da delegacia, desde a nomeação dos novos policiais até a capacitação que será ministrada por uma delegada de Brasília. A Dehom vai contar, inicialmente, com três delegados, dois escrivães, 11 agentes”, pontuou o delegado Fábio Rogério.

NOMINUTO.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário