GOVERNO E POLICIAIS CIVIS ABREM DIÁLOGO

Os policiais civis decidiram não dar continuidade à paralisação dos serviços que se estendeu durante todo o dia de ontem. Hoje, a partir das 8 horas da manhã, as unidades estarão novamente abertas para receber a população. Representantes do Sinpol/RN foram recebidos no Gabinete Civil e darão continuidade às negociações para se chegar a uma solução aos pontos de pauta apresentados. O Sinpol convocou uma nova assembleia para o dia 11 de julho.

O presidente do Sinpol, Djair Oliveira, informou que a negociação deve ser retomada nos próximos 20 dias, e a partir daí serão tomadas novas decisões. "A categoria optou por esperar pela próxima reunião. Nessa nova assembleia que já foi marcada tomaremos as decisões dependendo do que ocorrer até lá", disse Oliveira.

Na reunião com o Governo do Estado, foram discutidos pontos como a manutenção de presos em delegacias, vales-refeição para os servidores e a continuidade do enquadramento dos policiais nos níveis das suas respectivas carreiras. "Foi pedido para que seja esperado a posse do novo secretário da Sejuc, para que a partir daí, possamos sentar com ele e decidir quanto aos presos no interior do Estado", afirmou Djair Oliveira.

A Secretaria de Justiça e Cidadania é responsável pela administração das unidades prisionais e passou mais de 45 dias sem secretário titular. Hoje, o delegado Stênio Pimentel ocupa o posto interinamente, enquanto o delegado Kércio Pinto aguarda liberação da Superitendência da Polícia Federal para assumir o cargo.

Segundo Djair, o Governo esclareceu que não há intenção nenhuma de cortar os anuênios dos policiais. "Eles disseram que não irão mexer nos anuênios". O Governo do Estado realiza estudos para reduzir o limite prudencial e um dos pontos que estavam sob análise era o corte citado.

TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário