COMANDANTE DA POLICIA ALERTA POLICIAIS SOBRE RISCOS

FOLHA DE SÃO PAULO

O comandante-geral da PM, coronel Roberval Ferreira França, admitiu em carta que os quase cem mil policiais militares do Estado de São Paulo estão em alerta para ataques que, nos últimos dias, deixaram ao menos seis policiais mortos --cinco deles com característica de crime encomendado.

Leia a carta na integra:

O Comando da Polícia Militar tem o compromisso de garantir a segurança dos policiais militares e informá-los sobre qualquer situação de risco a que estejam expostos dentro ou fora de serviço.

Durante a noite e madrugada (21 e 22.06.2012), além do contingente regular, deslocamos para a Zona Sul e Leste um grande contingente da ROTA, CHOQUE e COE: 253 policiais militares, 57 viaturas e 20 motos.

Todas as patrulhas em serviço estão com orientação de conduta de segurança especial, com atendimento de ocorrência em pares de viaturas e cautelas redobradas no atendimento de ocorrências e na aproximação de veículos, motos e pessoas suspeitas.

Sobre os recentes episódios cabe esclarecer que não houve nenhum assassinato de PM em serviço em 2012 sendo certo que as mortes registradas ocorreram nas seguintes situações:

Policiais Militares de folga surpreendidos durante exercício de atividade extracorporação (bico).

Policiais Militares de folga que tentaram intervir em ocorrências de roubo contra terceiros.

Policiais Militares de folga surpreendidos por marginais em via pública.
Outras situações ainda por esclarecer.

Até o momento não há nada que indique que estes crimes covardes sejam ação orquestrada.

Toda a estrutura do Departamento de PM Vítima da Corregedoria e o DHPP estão trabalhando juntos para que os autores sejam rapidamente identificados e presos.

Vários casos registrados estão prestes a serem esclarecidos e a Polícia Militar não vai descansar enquanto os responsáveis não forem identificados e presos.

Transmitimos orientações de atenção e segurança a todas as equipes de serviço, aumentando ainda mais o esforço de prevenção e o grau de proteção de nossos policiais militares e de nossas instalações.

Com relação aos policiais militares de folga, recomendamos que adotem as mesmas cautelas e cuidados que mantem durante o serviço, bem como informem imediatamente à sua Unidade ou ao COPOM qualquer situação de risco ou a presença de indivíduos suspeitos. Recomendamos ainda que evitem a frequência em lugares que representem perigo à sua segurança.

Pedimos a todos os Policiais Militares que colaborem com este esforço trazendo ao nosso conhecimento qualquer informação que ajude a evitar, prevenir e identificar potenciais agressores.

É muito importante que todos os Policiais Militares tomem consciência que a nossa Instituição mantém um grande contingente de policiais em serviço, devidamente equipado para que aqueles que estiverem de folga não se exponham a riscos desnecessários.

A Polícia Militar se mantém firme na missão de proteger as pessoas, fazer cumprir as leis, combater o crime e preservar a ordem.

Nós envergamos uma farda que nos identifica como a força de proteção da sociedade.

Nossa própria segurança é cuidada por cada Policial Militar que trabalha dia e noite no Estado de São Paulo. Juntos, unidos, formamos uma grande rede de proteção. Todos os Policiais Militares devem se manter atentos para que não nos tornemos vítimas da ação covarde de criminosos.


ROBERVAL FERREIRA FRANÇA 
Comandante Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário