CASO J. MARIA: SOLDADO VÍTIMA DE ATENTADO RECEBE ALTA

O ex-soldado da Polícia Militar, João Maria Marques da Silva, recebeu alta do Hospital Walfredo Gurgel durante a manhã desta quinta-feira (14). João Maria foi vítima de um atentado no dia 5 de março passado, quando teve a casa invadida e foi alvo de disparos de arma de fogo. O seu estado de saúde foi considerado gravíssimo e ele permaneceu mais de três meses na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital.

No final da manhã de hoje, deixou a unidade médica e foi levado em uma ambulância para Goianinha, onde mora. O veículo foi escoltado por uma viatura do Batalhão de Choque. O ex-soldado ainda apresenta graves seqüelas do ataque sofrido e ainda não tem condições de falar. A escolta que o acompanhou até Goianinha não permanecerá na residência de João Maria. O Comando-geral da PM informou que o policiamento da região ficará atento em caso de qualquer necessidade.

Suspeita-se que ele tenha sido atingido em virtude da série de denúncias que realizava tanto em Goianinha, quanto no município vizinho, Vila Flor. João Maria e o vereador Floriano Felinto foram considerados fundamentais na deflagração da operação Mensalão da Vila, do Ministério Público Estadual. Na oportunidade, o prefeito e seis vereadores foram presos sob suspeita de integrarem um esquema de corrupção em Vila Flor.

TRIBUNA DO NORTE

2 comentários:

  1. Se fosse um oficial ou um magistrado teria um VTR 24h por dia na porta de sua casa, mas, é um simples SOLDADO.

    ResponderExcluir
  2. Colega,espero melhoras de sua pessoa.

    ResponderExcluir