PM OCUPA GARAGENS PARA QUE ÔNIBUS SAIAM ÀS RUAS E AVISA: QUEM TENTAR IMPEDIR VAI PRESO

Por Jacson Damasceno

Durante a madrugada desta quinta-feira, 17, a Polícia Militar iniciou uma operação especial a fim de garantir a frota de emergência determinada pela justiça durante a greve dos ônibus.

Telefonei para o comandante geral da PM, o coronel Francisco Araújo, que me disse que o objetivo é fazer com que a lei seja cumprida. O comandante recebeu hoje representante do sindicato dos donos de empresas (Seturn), que fez a solicitação. Nas mãos os patrões levaram a decisão da Justiça do Trabalho, que determina uma frota de 70% dos carros em horário de pico e 50% em horários normais. A operação só acaba junto com a greve e segundo o cel. Araújo, quem tentar impedir a saída dos ônibus vai ser preso. Abaixo a entrevista.

Jacson Damasceno: De onde surgiu esta operação?
Cel. Araújo: Houve uma reunião com o Seturn (sindicato dos donos de empresas). Eles levaram o ofício assinado pelo presidente, que é o Agnelo (Cândido, da empresa Trampolim da Vitória) pedindo o apoio da PM no tocante a dar cumprimento à decisão judicial. E anexaram a cópia da decisão do Tribunal do Trabalho, onde o desembargador determina que 70% da frota rode durante o período de maior movimento e 50% nos horários normais. E nos fizeram o pedido para que a PM garanta a saída dos ônibus nas sete garagens de ônibus. E amanhã, a partir das 3h a Polícia Militar vai estar exatamente nesses locais: nas sete garagens com o efetivo policial para garantir a saída dos ônibus. Aquele motorista que quiser se apresentar para trabalhar vai poder entrar na garagem, pegar o ônibus e seguir à rua para o serviço normal.

Jacson Damasceno: E se em algum desses locais os grevistas aparecerem e tentarem impedir, mesmo assim, a saída dos colegas?
Cel. Araújo: A polícia vai garantir a ordem pública no local, vai ser um facilitador para que o motorista que quer trabalhar possa adentrar na garagem e pegar o veículo. E se por acaso alguma pessoa que apareça no local impedir, será detido, conduzido à delegacia por desobediência a uma decisão judicial.

Jacson Damasceno: E o senhor está prevendo a possibilidade de os ônibus até saírem das garagens, mas haver retaliações ao longo do itinerário?
Cel. Araújo: Também. Nós estamos também com o efetivo disposto nas avenidas, nos corredores, caso aconteça algum atentado e o efetivo nosso estiver no momento presente, da mesma forma haver alguma depredação de ônibus ou dano ao patrimônio, a princípio estaremos prontos para resguardar a integridade das pessoas que estiverem dentro do ônibus. Tanto os operadores como os passageiros. Quem praticar qualquer tentativa dessa, a polícia irá agir de imediato. Nós fizemos uma reunião hoje no final da tarde e todo o efetivo está orientado a agir desse jeito. Da mesma forma que a Polícia Militar não irá permitir em hipótese alguma o trancamento de avenidas, obstrução da via pública. A princípio nós iremos orientar e dizer ao grupo de pessoas que elas não podem fazer aquilo. Caso insistam a polícia vai dispersar e tornar a via livre.

Um comentário:

  1. ESTÁ VIRANDO COSTUME, O GOVERNO, SEJA ELE MUNICIPAL, ESTADUAL OU FEDERAL ESTÃO JOGANDO A POPULAÇÃO CONTRA OS MOVIMENTOS REINVINDICATÓRIOS AO INVÉS DE ATENDER OU MESMO NEGOCIAR... ACHARAM A MELHOR FORMA DE NEGAR SEM QUE O POVO FIQUE CONTRA, E A POLÍCIA (SEVERINO QUEBRA GALHO), TEM QUE SE METER EM TUDO, SEMPRE LEVANDO A CULPA POR ISSO E O GOVERNO SAINDO ILESO...

    SEREMOS VÍTIMAS DA MESMA SITUAÇÃO EM JULHO!!!

    SEREMOS CRIMINALIZADOS E A FORÇA NACIONAL JUNTAMENTE COM AS FORÇAS ARMADAS VÃO FAZER DE CONTA QUE FAZ A SEGURANÇA...
    ESTE PAÍS ESTÁ CADA VEZ AFUNDANDO MAIS!

    ResponderExcluir