FALTA DE POLICIAIS É O PRINCIPAL PROBLEMA APONTADO PELA SOCIEDADE CIVIL PELA FALTA DE SEGURANÇA EM MACAÍBA

tenente-coronel Alarico
A falta de efetivo policial foi a principal causa apontada pela sociedade civil macaibense no combate à violência, no último dia 8, durante a realização de Audiência Pública sobre Segurança, no Pax Clube. Pelos aplausos às pessoas que discursaram, ficou evidente que a maioria dos presentes concordou que a falta de policiais nas ruas é sentida pela população e isso vem deixando Macaíba insegura e a mercê da bandidagem.

Ora, de acordo com os dados apresentados pela cúpula da PM na audiência, o RN tem 3.680 policiais. Ou seja, um PM para cada 343 cidadãos (e os dados são defasadíssimos, pois são de 2007). Se levarmos em conta que Macaíba tem somente 10 policiais patrulhando as ruas da cidade para uma população de estimados 70 mil habitantes, então temos um dado absurdo: 1 policial para proteger 7 mil pessoas! É mole?

Presidido pelo presidente da Câmara Municipal, Thomás Sena (PMDB), o evento foi proposto pelo vereador Eduardo Santos (o Rôdo, do PR). E contou com as presenças do secretário-adjunto Clidenor Cosme da Silva Júnior, da SESED (Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social); tenente-coronel Alarico José Pessoa Azevedo Júnior, do Comando de Policiamento Metropolitano; major Carlos Kleber Caldas Macedo, diretor do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp); major Fábio Araújo (comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar); promotora Kaline Cristina Almeida; prefeita Marília Dias; e outras autoridades.

Além de Sena e Eduardo Rôdo, participaram os vereadores Aluízio Sílvio (PMDB), Socorro Nogueira (PPS), Francisco Fernandes Maia (PSDB) e Emídio Júnior (PMDB).

Ao apresentar um slyde sobre a corporação da PM no Estado, o tenente-coronel Alarico Azevedo, que na ocasião representou o comandante geral, realizou algumas ligações de seu celular para alguns comandantes de batalhões da Região Metropolitana de Natal e garantiu que a partir da quarta-feira, dia 9, Macaíba seria atendida por policiais da Rocam, BP Choque e Cavalaria.

Por Rômulo Estânrley

Nenhum comentário:

Postar um comentário