EXISTEM APENAS 38 POLICIAIS MILITARES PARA ATENDER OS TURISTAS NO RN

Se a Copa fosse hoje, tanto o policiamento ostensivo, feito pela Polícia Militar, quanto o investigativo, realizado pela Polícia Civil, deixam a desejar no quesito assistência ao turista.

Isso porque vários fatores dificultam o trabalho dos policiais e agentes, tais como infraestrutura, pouco efetivo e falta de incentivo à capacitação, como os cursos de idiomas, imprescindíveis para quem lida com turistas estrangeiros.

A demanda é alta. Segundo a Secretaria Estadual de Turismo (Setur), cerca de 2 milhões de turistas visitam Natal a cada ano. Desse total, 30% são estrangeiros, a maior parte portugueses.

Contudo, com a justificativa de que quase não há ocorrências envolvendo turistas, pouco se investe nessa polícia especializada.

Para toda essa demanda atual, o efetivo total da Companhia Independente de Policiamento Turístico (Cptur) é de apenas 130 policiais.

Criada em abril de 2010 para agir preventivamente como órgão de apoio às ações de policiamento, a Cptur atua em áreas de especial interesse turístico e na preservação do patrimônio turístico da Região Metropolitana de Natal.

No caso da Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista (Deatur), que age em toda ocorrência policial onde a vítima é um turista, apenas 14 pessoas são responsáveis pelas investigações em todo o Estado, incluindo-se nessa cota a delegada responsável, os chefes de cartório e de investigação e os onze agentes.

Se a Copa trouxer na bagagem mais turistas, é preciso no mínimo um reforço para atender esse público.

Atualmente apenas 38 policiais fazem patrulhamento diário dentro das sete viaturas e dez bases policiais existentes na orla.

"Até o meio do ano estaremos instalados na Via Costeira, o que vai facilitar o nosso trabalho. Além disso, existe a questão do efetivo, sempre necessário. Quanto mais policiais nas ruas melhor para a população. Outra questão são as diárias operacionais, necessárias para os nossos homens que atuam na alta estação", diz o major Marlon de Góis Bay, que comanda a companhia independente.

DIÁRIO DE NATAL / EDITADO PELO AUTOR DO BLOG

Nenhum comentário:

Postar um comentário