NÃO VOU DAR ANISTIA NEM NEGOCIAR COM PM BANDIDO, DIZ GOVERNADOR DA BAHIA

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse que os métodos usados por uma parte dos grevistas da Polícia Militar do Estado são "coisa de bandido", e acrescentou que não vai ter negociação e anistia a esses policiais.

o governador apontou o envolvimento de policiais em tomadas de ônibus para bloquear vias e a alguns do assassinatos nos últimos dias. Desde o início da greve, na noite de terça-feira (31), 93 homicídios foram registrados na região metropolitana.

O governador afirmou que a greve na Bahia está sendo orquestrada nacionalmente para pressionar a aprovação da PEC-300, a proposta de emenda constitucional que cria um piso nacional para os policiais.

FOLHA

2 comentários:

  1. o que acontece é que tem bandido mesmo no meio do movemento grevista mesmo, o movimento é corretíssimo tem se que se fazer pressão mesmo, mas tem uns camarada de profissão que usa de molecagem, arruaça e de coisas que naõ convém a um militar, como ouve tb lá nos bombeiros no RJ, aí em vez de termos respeito de todos da população...não somos escrachados por causa de uns bandidinhos que temos no meio militar em todos os estados...

    ResponderExcluir
  2. SR. GOVERNADOR DA BAHIA E OUTRAS AUTORIDADES POLÍTICAS DESTE PAÍS, QUEM TEM CONHECIMENTO DE TUDO SABE, QUE OS SENHORES NÃO INVESTI EM SEGURANÇA PÚBLICA PORQUE SE NÃO OS PRIMEIROS BANDIDOS A SEREM PRESOS SÃO VOCÊS, NA POLÍCIA TEM ALGUNS BANDIDOS, MAS NA POLÍTICA SÃO TODOS.

    ResponderExcluir