MOVIMENTO DE APOIO AOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DA BAHIA

POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES TAMBÉM SÃO TRABALHADORES!

Os policiais e bombeiros militares da Bahia deflagraram greve no último dia 31/01, desde então o Governo ao invés de negociar de forma democrática e através do diálogo, no sentido de avançar no processo de negociação com os grevistas, optou por solucionar o problema da maneira muito contraditória para uma administração supostamente democrática e popular, isto é, dificultando o processo de negociação e buscando apoio em Forças Policiais Federais para reprimir o movimento paredista, buscando criminalizar os movimentos sociais.

Temos 12 policiais militares que tiveram sua prisão preventiva decretada e são considerados foragidos da Justiça Baiana desde sábado dia 04 (quatro) entre eles, o Potiguar Cabo Jeoás Nascimento dos Santos que está sendo “caçado” por tropas federais quando na verdade, seu único crime foi reivindicar melhores condições de trabalho para sua categoria. O PM potiguar é Presidente da Associação de Cabos e Soldados do RN e Vice-Presidente da ANASPRA – Associação Nacional dos Praças.

No Brasil, o final da década de 70 e parte dos anos 80 foram marcados por movimentos sociais contra o regime militar que reprimia violentamente toda e qualquer manifestação da classe trabalhadora e de militantes estudantis, portanto, não podemos permitir que a ditadura retorne ao nosso país, queremos avançar com o fortalecimento da democracia, de modo que um trabalhador e/ou uma trabalhadora não seja considerado (a) criminoso (a) simplesmente porque se organiza para reivindicar direitos como, condições de trabalho e melhores salários.

Policiais são seres humanos, trabalhadores e cidadãos, titulares, portanto, dos direitos humanos, é com esta certeza que estamos saindo às ruas para defender a anistia de nossos companheiros, o direito à sindicalização e solicitar o apoio da população, à greve dos policiais e bombeiros militares que têm a legitimidade política de lutarem por direitos trabalhistas.

Negociação, sim! Repressão, não!

SINDGUARDAS/RN, SINDSAÚDE/RN, SINPOL/RN, CONLUTAS, CTB, FECEB, STTN, FECNAT, SINDIPETRO/RN, SINTECT/RN, SINTEST/RN, MANDATO DO VEREADOR DE GEORGE CÂMARA/ PC do B, PSTU, SINTRO/RN, CONSELHO COMUNITÁRIO DO BOM PASTOR, ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DOS MORADORES DO LOTEAMENTO PARQUE FLORESTA, APAC.

2 comentários:

  1. Todos devem comparecer e fazermos um movimento pra chamar atenção da sociedade pois o que está acontecendo na bahia pode acontecer aqui tambem... Aos companheiros que estão de folga vamos comparecer ao movimento em solidariedade aos colegas bainos e aos companheiros que estão sendo perseguidos por mandados de prisão pela PF.vamos fazer um movimento passifico em forma de protesto.

    ResponderExcluir
  2. brigar por melhorias de salarios, é crime, a onde é que já se viu isto, é um absurdo, os GOVERNOS, INCLUSIVE O FEDERAL, na última campanha, muitos falaram em MELHORIAS SALARIAS, hoje os POLICIAIS de todos PAÍS CLAMAM pos melhorias, temos é que CAPTURAR e PRENDER BANDIDOS e NÃO PRENDER POLICIAIS, isto não era para estar acontecendo, se os GOVERNOS tivessem cumprido o que foi promtido em CAMPANHA.

    REFLEXÃO: QUER DIZER QUE TODA CATEGORIA TEM DIREITO DE BRIGAR POR MELHORIAS SALARIAS, MENOS OS POLICIAIS MILITARES, É BRINCADEIRA, O POLIICIAL É PARA GANHAR UM SALARIO DIGNO QUE ATENDA AS SUAS NECESSIDADES BÁSICAS.

    ResponderExcluir