GOVERNADORA ROSALBA CIARLINI E MAIS SETE GOVERNADORES SOLICITAM A PRESIDENTE DILMA PARA ENGAVETAR A PEC 300

Na semana que antecedeu o carnaval, no Rio de Janeiro, na presença da presidente Dilma Rousseff, o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), ouviu um apelo de oito governadores para não pôr a PEC 300 na pauta de votação.

Rosalba Ciarlini (DEM-RN), Sérgio Cabral (PMDB-RJ), Eduardo Campos (PSB-PE), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Jaques Wagner (PT-BA), Renato Casagrande (PSB-ES), Marcelo Déda (PT-SE) e Cid Gomes (PSB-CE) acreditam que isso detonará uma greve nacional.

Ocorre que a PEC tramita na Câmara desde 2008, assim como outros projetos que tratam do direito de greve de servidores públicos, inclusive os militares. E foi aprovada em primeira votação em 2010, quando recebeu apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do atual vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), então presidente da Câmara, que deram legitimidade à reivindicação de um piso salarial unificado para todos os estados. Era véspera de eleição.

Mesmo com tantos governadores contrários à votação da PEC, é possível que ela volte à discussão na Câmara dos Deputados na próxima semana. O ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) e o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), interlocutores assumidos do movimento grevista dos policiais militares, se encarregarão de reacender o fogaréu. Há outros políticos envolvidos com o movimento.

Novamente, estamos em véspera eleitoral.

11 comentários:

  1. COMO UMA PESSOA TEM UMA ÍDOLE TÃO MALVADA QUANTO ESSA DONA, PARECE QUE QUER O DINHEIRO DO ESTADO PRA ELA, TOME VERGONHA NA CARA E ADMITA O QUE VEM DEIXANDO SER FEITO POR SEUS PARENTES SABES BEM QUEM, SE NÃO QUER QUE APRVE FIQUE CALADA, MAIS QUERER SEGURANÇA NA SUA RESIDENCIA E PARA SEUS AMIGOS SABE CORRER ATRÁS DA POLÍCIA, QUERIA QUE SUA CASA PEGASSE FOGO OU ADENTRASSEM E ROUBASSEM, ESTUPRASSEM E FIZESSE BÁRBARIES COM VOCÊS PRA VER SE ERA OS SEUS BAJULADORES QUE IRIAM AJUDAR A RESOLVER TODOS ESSES PROBLEMAS, GOVERNE PARA TODOS E NÃO PRA POUCOS COMO TODOS OS QUE COLOCARAM A NADEGAS NESSA CADEIRA E NÃO FIZERAM NADA A NÃO SER AUMENTAR O PATRIMÔNIO PARTICULAR. NÃO QUERIA CHEGAR A ESSE PONTO MAIS FICAR CALADO VENDO AS COISAS ACONTECEREM AI JÁ É DEMAIS.

    ResponderExcluir
  2. Está aí a prova que tanto faz o partido político, é tudo da mesma corja e contra os trabalhadores.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns presidenta e governadora 2014, vem ai...

    ResponderExcluir
  4. SGT NICODEMOS/BANDA DE MÚSICA
    OBRIGADO POR DIVULGAR ESTA NOTÍCIA. iSTO QUER DIZER QUE DEVEMOS FICAR MAIS ATENTOS, E PEDIR A AJUDA DE DEUS PARA QUE EM JULHO, A GOVERNADORA POSSA REALMENTE CUMPRIR O PRIMEIRO E ÚNICO ACORDO SALARIAL REALIZADO EM SUA GESTÃO.

    ResponderExcluir
  5. trabalhei em Pendências no domingo de carnaval, quando houve a morte de um sem futuro e a população chorou desesperadamente, meu Pai, que mundo é esse, a cidade tava pegando fogo, traficantes ameaçando bagunçar a festa com armamento pesado, e 17 policiais militares asseguraram a segurança de uma cidade de 12 mil habitantes fora os foliões de fora. O que seria desse país miserável sem agente. Estamos em um país de ladrões, por isso massacram tanto a polícia, nos vêem com grupo contrário!

    ResponderExcluir
  6. isso é facil de resolver, ela finge que paga um bom salario e eu finjo que trabalho, e a pópulação oooooooooooooooooooo se fo.............

    ResponderExcluir
  7. Isso é de se esperar de um desgoverno que não tem compromisso com funcionários nem com a população, continuo dizendo que não acredito no cumprimento do subsídio, pois, a governadora não tem palavra, e ação criada na Bahia e Rio de Janeiro, teve apenas o intuito de intimidar e desestabilizar os movimentos das PMs e BMs no País, todavia, não devemos nos intimidar.
    Companheiros, lembrem-se que a Presidenta é o nosso maior espelho para agirmos e lutar-mos, pois, para chegar onde está, foi ASSALTANTE, TERRORISTA, SEQUESTRADORA e até hoje mantém contato e dar apoio a Gurpo de Guerrilheiros da Colômbia ASFARC.

    ResponderExcluir
  8. Transformando em miudos o que se vê é o interesse da presidenta Dilma se mostrando através de seus aliados e de Rosalba que não tem o minimo de compromisso com o servidor público.

    ResponderExcluir
  9. Fodam-se os políticos, não voto mais neles, são todos safados. PT nunca mais.

    ResponderExcluir
  10. Prenderam até enquanto durou o Carnaval, para não dar tempo da tropa se organizar e acabar com a festa que rende milhões a Rede Globo e aos artistas da Bahia que estão cada vez mais milionários. Culpa da imbecilidade do povo, que só quer saber da orgia. Por isso essa porra não desse país nunca vai para frente.

    ResponderExcluir
  11. Por favor, não entendam como discriminação o que eu vou falar, mas mulher no comando não demonstra o mínimo de bom senso, e só age na primeira informação sem pesquisar antes.É por isso que vemos tanta indiferença por parte delas, quanto à necessidade da maioria dos brasileiros, então não é de se admirar a atitude das mesmas já que são traumatizadas com a polícia, principalmente a Presidente que já foi perseguida durante a ditadura e hoje está no poder executivo do país e demonstra que não é democrática com a classe policial, sancionando leis que dificultam a atividade da polícia contra o crime neste país. Para essas chefes do executivo, quem promove desordem é a polícia e não os criminosos, e quem é mais valorizado é o voto do criminoso do que o do policial que paga, inclusive imposto de renda, previdência estadual e ainda tem seus telefones grampeados para serem vigiados 24 horas, é isso mesmo GRAMPEADOS, não se enganem, estão de olho em todos os PMs e bombeiros deste Brasil, mas não importa, isso não muda muita coisa, mudaria se os governantes fossem grampeados também, para poder revelar os "acordos feitos" por aí afora, mas como eles têm imunidade, quem está disposto a vigiá-los,hein? PMs não podem fazer greve, porque se a greve de Militares em geral, fosse legalizada, Presidente;Governadores;Senadores e Deputados, quando no momento de uma greve, ficariam sem os Policiais que fazem a sua guarda, deixando eles expostos a atentados políticos, e claro, ficariam num prejuízo enorme com seus investidores de campanha e iria dar muito trabalho para devolver o dinheiro que investiram neles, quem decretou que militares não podem fazer greve, teve muita esperteza e uma grande idéia, podem ter certeza.E para terminar, pode ser até aprovado a PEC 300 um dia, mas com certeza, ficará cada vez mais difícil exercer a função policial, já que a população será iludida novamente.

    ResponderExcluir