BAHIA: POLICIAIS MILITARES ACAMPAM NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

O cabo de guerra entre o Comando da Polícia Militar e a Associação dos Policiais, Bombeiros e de seus Familiares do Estado (Aspra), tem deixado os baianos apreensivos. De um lado o soldado Prisco, presidente da Aspra, afirma que a greve está em pleno vapor, e cada vez mais policiais tem aderido ao movimento, deflagrado após assembleia na tarde de terça-feira (31), em Salvador. Do outro lado o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado da Bahia, Coronel Alfredo Castro, assegura que não existe paralisação da categoria.

Segundo o presidente da Aspra, centenas de policiais militares estão acampados desde a noite de terça-feira (31) na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). “O nosso movimento é vitorioso. Estamos de braços cruzados e só vamos sair daqui quando fomos recebidos pelo governador ou um representante que possa responder por ele”, disse Prisco.

Para tranquilizar os baianos, o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Alfredo Castro, em entrevista ao Balanço Geral, da Record Bahia, e ao programa do Bocão, na Rádio Sociedade, voltou a assegurar a segurança em todo o estado. “Venho a público afirmar o compromisso com a lei e com a ordem. Os serviços de segurança seguem dentro da normalidade. Todas as providências já foram tomadas e estão mantidas as rotinas do policiamento na capital e no interior”, disse o comandante.

A Aspra reivindica o cumprimento da lei 7.145 de 1997, com pagamento imediato da GAP V, incorporação da GAP V ao soldo, regulamentação do pagamento de auxílio acidente, periculosidade e insalubridade, cumprimento da lei da anistia e a criação do código de ética, além da criação de uma comissão para discutir um plano de carreira para a categoria.

BOCÃONEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário