APÓS REUNIÃO, ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA PM DECIDE NÃO ADERIR À GREVE NA BAHIA

Depois de seis horas de reunião, 205 oficiais da Polícia Militar da Bahia resolveram não aderir à greve. Foram 54 votos a favor e 151 contra a paralisação. O tenente-coronel Edimilson Ferreira, presidente da Associação de Oficiais da Polícia Militar, afirmou que "a população já sofreu demais" por conta da greve que já dura 10 dias.

A Associação conta com 1.700 membros, e um mínimo de 340 agentes deveriam votar, representando 20% do total. Mesmo assim a votação foi considerada legítima, por se tratar de uma convocação extraordinária.

O comando-geral da PM deverá se encontrar com o governador Jaques Wagner durante o mês de março, em data ainda a ser definida, para discutir temas pendentes, como melhoria salarial e condições de trabalho.

FOLHA

Um comentário:

  1. claro que eles não iriam aderir, esses policiais são alienados, só pensam em promoção e dinheiro.!isso em todos os estados da federação.

    ResponderExcluir