GOVERNO ENTREGA PROPOSTA DE SUBSÍDIO

O Governo do Estado apresentou, no final da tarde desta terça-feira (1), a proposta de implantação do subsídio para policiais e bombeiros militares, que deverá começar a ser pago a partir de julho de 2012, caso seja possível cumprir o limite da despesa de pessoal, conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal. A reunião aconteceu no gabinete do secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Aldair da Rocha, que ressaltou o empenho do Governo do Estado em promover melhorias aos servidores. "Todos saem ganhando com o acordo aqui firmado", disse.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, disse que o consenso sobre os números foi possível, após cinco reuniões, graças à boa vontade dos envolvidos. "O Governo do Estado tem compromissos com a sociedade e a Polícia Militar do Rio Grande do Norte tem a obrigação de promover a segurança da população e é isso que temos feito. À medida do possível, estamos atendendo as reivindicações da nossa tropa, para que, cada vez mais, os nossos policiais prestem um serviço de qualidade aos potiguares", disse.

Dando cumprimento ao compromisso anunciado no Dia do Soldado,o governo do estado apresentou proposta para o subsídio inicial do soldado no valor de R$ 2.200,00, conforme entedimento com os comandos da PM e CBMRN. A proposta de implantação de subsídio foi uma reivindicação das associações representativas dos membros da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares.

Na proposta também ficou mantido o escalonamento vertical com o soldado recebendo 20% do subsídio do coronel (último posto da corporação).

Com a implementação de "subsídio", não serão devidas quais outras vantagens remuneratórias, tais como gratificações, adicionais (exceto de tempo de serviço), abonos, ajudas de custo etc., posto se tratar de "parcela única", nos termos da Constituição Federal.

"É importante ressaltar que para implementar o subsídio tem as condições necessárias para que o estado possa cumprir com a proposta", disse Anselmo Carvalho, chefe do gabinete civil da governadora, referindo-se que a implementação é condicionada ao cumprimento do limite da despesa de pessoal conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal, isto é, a despesa com pessoal deve ficar abaixo de 46,55% da receita corrente líquida.

A apuração dos limites será feita com a publicação do Relatório de Gestão Fiscal, conforme previsto na LRF. Caso o índice da LRF não permita aumentar a despesa com pessoal, não será implantado o aumento.

Os representantes das associações promoverão uma assembleia, ainda esta semana, para anunciar o acordo aos seus integrantes.

TRIBUNA DO NORTE

13 comentários:

  1. rapaz eu já disse e continuo a dizer ela(ele)não paga, eu não faço apostas mas continuo dizendo.Podem me criticar mais eu me baseio em fatos ocorridos com funcionários em Mossoró, em que a administração dela(dele)como prefeita foi mais ou menos assim, segundo próprios munícipes.

    ResponderExcluir
  2. Li que todos saem ganhando? Será? Será que vai ser pago mesmo? Será que em julho o limite prudencial não será ultrapassado? O estado não tem só a polícia Militar para pagar não! Os funcionários do governo são muitos. Parece brincadeira. Ainda tem gente que acredita nessas coisas?

    ResponderExcluir
  3. OLHA SÓ PESSOAL PODE ESCREVER O QUE EU ESTOU FALANDO, ISSO NÃO VAI DAR EM NADA, JA TRABALHEI NA GOVERNADORIA E ESTOU POR DENTRO DESSAS COISAS. ISSO É MAIS UMA SAIDA PARA VCS ACREDITAREM.

    ResponderExcluir
  4. Se for realmente votado, aprovado e assinado por ela, o estado tem por obrigação pagar.

    ResponderExcluir
  5. POR ISSO QUE AS ASSOCIAÇÕES BRIGAM POR MAIS ASSOCIADOS. NÃO ADIANTA NADA ESSAS ASSOCIAÇÕES VOU SAIR AMANHÃ MESMO DESSAS RIDÍCULAS ASSOCIAÇÕES QUE NÃO TEM PUNHO FIRME. DE QUE ADIANTOU TANTA CONVERSA?? SE A GOVERNADORA PUBLICAR QUE O LIMITE PRUDENCIAL NÃO FOI ATINGINDO? E OLHEM QUE ESSE ANÚNCIO VAI SERVIR PARA QUE OS POLICIAIS ENDIVIDADOS VÃO ENTRAR EM DEPRESSÃO. ESSA É QUE É A VERDADE.

    ResponderExcluir
  6. Revolta, descrédito, pensamento negativo, seguem-se tantas outras meninices....,Será que você tem certeza que você é você mesmo?
    E necessário entendamos que nós não estamos em Mossoró, nem tampouco somos servidores da prefeitura daquela cidade interiorana.
    Nós somos policiais militares, portanto, servidores do Estado do Rio Grande do Norte. Será que você que tem este pensamento tão negativo está comparecendo às Reuniões das Entidades representativas da categoria? Será?!!!!!!
    Este comportamento é velho no seio da tropa. Infelizmente! Este conceito mal sucedido tem o objetivo de tentar corroer o sentimento de muitos que acreditam. Eu estava certo mesmo que estas coisas só teriam acontecido no meu tempo de ativa. Enfrentei grandes batalhas, fui perseguido, humilhado e massacrado pelo Alto Comando da Polícia Militar, inclusive, fui excluído da Reserva Remunerada da Corporação, pois o comando da corporação me acusou de haver liderado a grave do Carnatal de 1992. Fui à justiça e derrubei o ato macabro que me excluiu da RR, e retornei à Inatividade. Sofri muito. Meu sofrimento foi dobrado devido ao clima de negatividade que enfrentei, cujos patrocinadores foram os meus próprios companheiros de farda. Belos companheiros! Enquanto eu lutava para anular a minha exclusão, eles diziam: “Ganha não! Volta não! Duvido!” Muitos,que eram puxa-sacos do alto estrelado, até me afrontavam com desaforo. É lógico que outros me confortavam e acreditavam na minha vitória, que, por sinal, foi esmagadora porque contei com a mão do meu Deus, o Todo-Poderoso. Amém!

    ResponderExcluir
  7. a acs e nada e a mesma coisa pois a ex governadora vilma queria dar um aumento em parcelas e a acs cb joas não aceitou o que deixaria todos os sd com 2400 reais e a gente brigaria hoje por 3000 mil reias com a palavra a acs...

    ResponderExcluir
  8. AdmilsonXavier...

    ...cara, não seja tão inocente, q o estado tem por obrigação pagar é uma coisa, agora "PAGAR", é outra meu filho...

    ...a governadora Vilma de Farias assinou uma tal de lei (acho q era a 431, me desculpem a falha na memória), q pagava um atrasado, uma "ruma" de "puliça" "butou" adesivo vermelho no carro: - E era um tal de agora vai, "vamo ficá" rico, taí mano, ela assinou uma lei, e até hj ninguém viu esse dinheiro, pelo menos os soldados não. Think About bilú tetéia...

    ResponderExcluir
  9. Como os colegas citam e eu entendo assim com a lei de responsabilidade fical"se sobrar dinheiro"
    Uma bela piada de mal gosto.E quando se chegar a data"Julho 2012" já tenm se passado quase dois anos de seu governo.

    ResponderExcluir
  10. EU confesso que os únicos que saíram perdendo é quem mais trabalharam diariamente ( O SOLDADO), é uma pena que por ser maioria nunca levamos vantagens em nada, ou seja em quase nada.

    ResponderExcluir
  11. NOTA DEZ PARA O SUBTENENTE JÚLIO RIBEIRO

    ResponderExcluir
  12. quem disse que associação tem que ser representante da categoria? ela é apenas uma associação para arrecadação de fundos, de movimento político, de dar lazer aos seus "sócios", entre outras coisas que não condiz com polícia militar, portanto se quer se meter em assunto de caserna teria quer ser um sindicato, já que não pode não se metam.

    VOCÊS SÓ FAZEM M&$%#A, SE METEM ONDE NÃO SÃO CHAMADOS E NO FINAL DE ANO FAZ UMA FESTA PRA ENGANAR SEUS SÓCIOS FAMOSO "PÃO E CIRCO", RECENTEMETE USARAM O RDPM PARA RESOLVER PROBLEMA DE ASSOCIADO COM O PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO, SERÁ QUE FALTOU ARGUMENTOS E SE UTILIZOU DA FORÇA?

    PESSOAL PENSEM DUAS VEZES E PESSAM PRA SAIR.

    ResponderExcluir