COMANDO GERAL DA PM IRÁ APURAR AÇÃO DE POLICIAL CONTRA FOTÓGRAFA DO DIÁRIO DE NATAL

A fotógrafa do Diário de Natal, Ana Amaral foi vítima de intimidação policial enquanto registrava imagens no entorno do estádio Nazarenão na tarde desse domingo(20), na partida entre América e Paysandu, em jogo válido pela última rodada do grupo E, no Campeonato Brasileiro da Série C. Na ocasião, ela flagrou a ação de pelo menos cinco policiais militares que agrediam um torcedor não identificado.

Segundo a fotógrafa, um dos policiais que estava escorado acompanhando a ação contra o torcedor pediu que ela parasse de registrar as imagens de forma agressiva. “ Ele não chegou a encostar em mim, mas foi muito grosso, mesmo depois de me identificar como uma profissional que registrava aquele momento”, disse.

Ana Amaral ainda revelou que tentou argumentar sobre a necessidade do registro da imagem, mas o policial que estava de colete, apontou a sua arma em direção a região da cabeça da fotógrafa insistindo mais uma vez que ela saísse.” Nesse instante eu parei de registrar, fiquei muito nervosa, comecei a chorar e sai do local com medo de uma atitude inconseqüente do PM”, disse a profissional de imprensa.

A reportagem do Diário de Natal entrou em contato com o Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé Araújo, que confirmou que entrou em contato com a fotógrafa solicitando as imagens do policial.” Pedi que ela registre esse fato nesta terça-feira, dia útil, em nosso comando para que possamos identificar o responsável pela ação”, disse.

O coronel Araújo também destacou que apesar da situação do policial em um momento de tumulto esteja acompanhado de tensão, o fato não justifica a ação.” Iremos apurar o que realmente aconteceu e se confirmado, tomaremos as providências, principalmente, por esse tipo de conduta não fazer parte da Polícia Militar”, finalizou o comandante geral da PM.

DIÁRIO DE NATAL

Um comentário:

  1. Engraçado como são as coisas... O meu nome foi citado por diversas fontes de informação bem como a tribuna do Norte e o citado jornal o qual esta reporter trabalha, sendo estes a fonte da informação, Não recebi quaisquer ligações bem como fui recebido por ninguém, a não ser companheiros preocupados com a minha situação ou para servir de chacota quanto a informação erronea emitida quanto a minha pessoa. A atenção para os outros é total, mas quando é conosco, que se lasque!!!

    ResponderExcluir