O DIA EM QUE BEETHOVEN DESAFINOU

por Cabo Texeira
Recentemente uma declaração bastante inoportuna gerou um enorme blá-blá-blá no interior da tropa policial militar do nosso estado, falo de um comentário de um certo Wendel Beethoven, promotor de justiça, sobre folga dos policiais e respectivamente a prática dos serviços extras, denominados “bicos”. Ao que disse o magistrado: 
“os prolongados períodos de folga geralmente alternando-se em 24h de serviço por 72h de folga. Não há de se conceber que um homem sadio e em pleno vigor físico permaneça tanto tempo no ócio”.
O mesmo promotor ainda atribuiu a três fatores a facilitação do “bico”, mais uma vez sem propriedade e numa concepção simplista, típica de um leigo no assunto, então vejamos:


Confusão entre segurança pública e privada;
Baixa remuneração;
E jornada de trabalho dos policiais . ( Que para ele é folgada).

Vamos fazer uma rápida análise, ponto a ponto da visão estreita do promotor. Na verdade não existe confusão alguma entre as duas modalidades de segurança (pública e privada) estas na verdade se complementam, existe sim, uma demanda muito grande em função da omissão do estado em oferecer segurança pública de qualidade, fato esse que não é percebido pelo ministério público, do qual faz parte o nobre magistrado, cuja atividade fim, seria cobrar do estado o direito constitucional do cidadão a esse serviço essencial.

Quanto à baixa remuneração, podemos até encontrar fios de razão, porém não é fator determinante, uma vez que, o número de policiais envolvidos nesses serviços é mínimo se comparado ao efetivo total da policia militar. E mais, se confrontarmos esse dado, com dados do próprio ministério público, perceberemos que os magistrados do Rio grande do Norte ( leia-se juízes, promotores, desembargadores, procuradores) apesar de terem um salário exorbitante, vivem fazendo “bicos” em quase todas as universidades e faculdades e até em cursinhos, como professores, diga-se de passagem, alguns atribuindo valor secundário a atividade acadêmica e dando aulas de péssima qualidade.

Já referente à jornada de trabalho e conseqüentemente a folga do policial, ai sim, é que o magistrado demonstra desconhecer a realidade, pois todo aquele que trabalha em jornada de 24h ininterrupta, tem garantido por lei a folga de 72h, o que nunca ocorreu na policia militar, que só permite a folga de 48h, sendo a de 72h um fato recente e ainda pontual dentro da corporação. Um representante do MP folga muito mais, pois enquanto trabalhamos três dias em um, eles trabalham apenas ¼ de dia em um, já que a sua jornada é de 6h diárias. Assim em um dia trabalhado, o policial militar responde por quatro dias de um promotor.

Quando ele se refere ao completo vigor físico e mental do policial, que segundo o mesmo vive do ócio, engana-se mais uma vez, pois o policial militar é a categoria profissional que mais é vitimada por problemas psicológicos, psiquiátricos, problemas de stress motivado pelas jornadas sobre-humanas a que é submetido, as pressões do serviço diário na mediação de conflitos e nas derrotas constantes em sua atividade fim, do abuso da hierarquia e das constantes injustiças advindas da própria justiça, do stress característico de quem vive na linha tênue do medo, sem o direito de errar. Raramente um policial vai para a reserva, após trinta anos de serviço com a saúde inabalada.

A essa altura, se leu os comentários e a repercussão de suas declarações o promotor já deve ter mudado de opinião, mesmo assim, nos preocupa esta visão, que esperamos não seja de todo o corpo do ministério público do RN, afinal, são eles os fiscais atentos da atuação de poder do estado sobre os cidadãos, que também o somos.

Pra te ser sincero nem sei por qual razão ainda me dispus a comentar tamanha sandice, pois esse é o tipo do comentário que não merece comentário...

A propósito, o outro Bethoven era surdo ou cego?


Marcos Teixeira
É sociólogo e acadêmico de direito da UERN. Atualmente diretor de comunicação da ACSPMRN.

25 comentários:

  1. é verdade, a coisa tem que se ajustar,a mentalidade tem que mudar. existe uma grande parte do efetivo policial Militar,se preparando conseguindo o curso superior,no peito e na raça sem o verdadeiro reconhecimento da corporação,quem sabe um dia a corda não se tora.

    ResponderExcluir
  2. é verdade, a coisa tem que se ajustar,a mentalidade tem que mudar. existe uma grande parte do efetivo policial Militar,se preparando conseguindo o curso superior,no peito e na raça sem o verdadeiro reconhecimento da corporação,quem sabe um dia a corda não se tora!!!!

    ResponderExcluir
  3. qual é mesmo a folga do PM. efetua prisão,tem que se fazer presente nas audiências,mesmo de folga.ou no quartel respondendo sindicância,quais prisões se faz,quantas as audiências serão necessaria para o esclarecimento de um fato.quantas forem precisas ,e o PM que rode para contribuir com a justiça.e perder seus dias de folga.vamos calcular, e cobrar como hora trabalhada quem sabe diária operacional.quem trabalha de graça é o tempo.que so faz passar,mas se resolver parar todos morreremos.

    ResponderExcluir
  4. qual é mesmo a folga do PM. efetua prisão,tem que se fazer presente nas audiências,mesmo de folga.ou no quartel respondendo sindicância,quais prisões se faz?quantas as audiências serão necessaria para o esclarecimento de um fato? quantas forem precisas ,e o PM que rode para contribuir com a justiça.e perder seus dias de folga.vamos calcular, e cobrar como hora trabalhada quem sabe diária operacional.quem trabalha de graça é o tempo. que so faz passar,mas se resolver parar todos morreremos.

    ResponderExcluir
  5. Ou esse promotor não gosta realmente de polícia ou é ruim de matemática, será q alguem pode somar a carga horária q um Policial Militar exerce por mês numa escala de 24X48hs caso ele não saiba são 240 hs mensais.
    Qual a carga horária q um civil tem q exercer por mês, alguem sabe?

    ResponderExcluir
  6. esse inseto diz isso porque não precisa fazer bico queria ver se ele ganhace o salario de um PM pra ver se ele não iria correr atraz de um bico. cabrão!

    ResponderExcluir
  7. Brilhante matéria! Existe 2 mundos, o "de cima" e "o de baixo". Por que o Sr. Beethoven não sai do mundo dele (o de cima) e tira UM, APENAS UM dia da sua longa vida para dar uma volta numa viatura da PM por 24 horas e conhecer o mundo real, a realidade policial militar, aqui "em baixo"? A opinião dele a respeito de nós certamente mudará, isso eu garanto! Não há nada pior do que a ignorância humana e isso prova mais uma vez a falta de sintonia e integração entre aqueles que fazem a justiça desse país!

    ResponderExcluir
  8. Temos que despertar a nossa consciência: para os governantes somos como ESCRAVOS e como tais PRECISAMOS NOS LIBERTAR!
    No passado, os negros e índios eram escravos e agora a escravidão independe de raça ou cor (vejam os trabalhadores do comércio, por exemplo). Não é ilusão alguma saber que somos merecedores de algo mais, e não de migalhas (16%).
    Pensem nisso!

    ResponderExcluir
  9. De fato, VAMOS DESPERTAR A NOSSA CONSCIÊNCIA! NÓS TEMOS VALOR, SE ELES NÃO SABEM NOS DAR O DEVIDO VALOR, QUE SE DANEM!
    POLÍCIA LEGAL JÁ!
    ESTATUTO JÁ
    CONCURSO INTERNO JÁ
    CÓDIGO DE ÉTICA JÁ!

    ResponderExcluir
  10. Parabens Marcos Teixeira. brilhante explanação. resposta as alturas deste promotor e de quem discordar de nossos serviços prestados.

    ResponderExcluir
  11. É interessante, nós temos uma associação que todo mês recebe nosso dinheiro, que muitas das vezes é retirado da boca de nossos filhos, no entanto quando acontece uma situação como essa não se posiciona publicamente, não procura este cidadão que está vendendo sua alma e o seu caráter aos politicos em troca de seu bém-estar ou de status, não sabe ele que temos família, que precisamos estudar, dar condições para que nossos filhos não sejam como nós.

    Tudo bem, fala-se muito em polícia legal, quantas vezes as associações entraram na justiça com ações para que não podessemos sair com as viaturas?

    Pois é, eles sabem que se nos recusarmos a sair com uma viatura que pode nos matar seremos perseguidos até a morte, eu é que não posso, sou bem sincero, tenho filho e mulher para dar de comer.

    ResponderExcluir
  12. Movimento Policia Legal1 de outubro de 2011 14:24

    Eu trabalho na 24hs por 48hs. Nem sei quantas horas dá por mês. Vou pedir ajuda a magestade (o sabiá) que me faça as contas.

    ResponderExcluir
  13. ESSE PROMOTOR DEVERIA ERA TRABALHAR E FAZER JUS AO QUE ELE É E NÃO FICAR CRITICANDO O QUE ELE NÃO SABE, ALÉM DO MAIS TEM PROMOTOTORES QUE PASSA UM ANO COM UM PROCESSO E NADA FAZ, VIVO ISSO NA PELE. EXISTE UM PROCESSO TRAMITANDO NA 3ª V.C. DO SEABRA FAGUNDES DESDE O DIA 02/10/2009 E ATÉ AGORA NADA FOI RESOLVIDO, OU SEJA O HOMICIDA ESTÁ NAS RUAS PRATICANDO MAIS CRIMES. ONDE ESTÁ A PROMOTORIA???? É INADIMISSÍVEL UM PROCESSO CRIMINAL FICAR UM ANO SEM JUIZ OU PROMOTOR FAZER NADA. OMISSÃO TOTAL POR PARTE DE ALGUNS PROMOTORES E JUIZES. MAS PARA CRITICAR POLICIAS É RAPIDINHO..... ISTO É BRASILLLLLL

    ResponderExcluir
  14. Se ele disse isso realmente ele estava num momento de insana imbecilidade.... Como Vemos de Gênio so Ludwig van Beethoven.... PROPONHO O SEGUINTE PROMOTOR VAMOS INVERTER OS PAPEIS.... REALMENTE SUA PROFISSAO É MUITO SOFRIDA.... QUAL A CARGA HORARIA MESMO DOS PROMOTORES????? HUM.... ENTÃO VA ESTUDAR AQUI NA PM EM ALGUMAS OCASIOES CHEGAM AS 70HRS SEMANAIS.....Ele ta de sacanagem... so faltou o nariz de palhaço

    ResponderExcluir
  15. O Ministério Público deve zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados na constituição promovendo as medidas necessárias a sua garantia.O que dizer quando um componente desse órgão desrespeita uma categoria a quem ele fiscaliza e, cobra respeito. Faz um bom tempo, que o promotor Wendel Beethoven de forma infeliz, trata a polícia militar com hostilidade e indiferença. Trata-nos como se não tivéssemos direitos; como saco de pancadas que possa bater a todo instante. O policial militar em muitas oportunidades, sacrifica suas horas de folga; seu seio familiar por "bico", simplismente para poder dar um conforto melhor a sua família e, com esse complemento, poder alimentar, vestir e dar educação à seus filhos. Fogamos três dias (conquista recente), porque trabalhamos 24 horas. Se nessa folga fazemos bicos; não é porque somos ociosos... É porque precisamos complementar nossa renda de forma "honesta"... Trabalhando e, ganhando. Só quero finalizar, elogiando a forma profissional que o companheiro Marcos Teixeira, utilizou para reprimir tamanho desrespeito; demonstrando cinhecimento e intelécto no repúdio a tal agressão e mostrando o que esses agressores não querem ver nem aceitar; que a polícia militar evoluiu profissional e intelectualmente.

    ResponderExcluir
  16. sr Beethoven:
    Procure se informar(e se formar) melhor para tecer comentários a respeito da polícia. Sabemos que se dependesse de você muitos de nós estariam escluídos da pm por lutar por direitos estabelecidos em lei e ignorados por parte do governo do estado. Fique na sua! se não ajuda, não atrapalhe! A propósito, acredito que você tenha lido o comentario do nobre Marco Teixeira. Aprenda!!!

    ResponderExcluir
  17. Esse cara não merece nem ser mencionado, diante de todos os problemas que enfrentamos na PM o que esse cidadão fez pra ajudar a pm a melhorar.....NADA, nossos comandantes tem que prezar mais pela independencia das suas açoes e não se vender para vereadores ou senhores que se dizem donos da justiça....LUGAR DA PM É NA RUA E NÃO EM PREDIOS DA JUSTIÇA FECHANDO E ABRINDO PORTOES PRA ESSES CARAS.... VEJA SE ELE MENCIONA ALGUMA COISA SOBRE ISSO....ELES SABEM NO DIA QUE PM RECEBER O SALARIO DE UM AGENTE DA PRF, ELES TERÃO O QUE MERECEM.... RECEBENDO O QUE RECEBEMOS AINDA TEM PRACINHAS QUE ENQUADRAM DE PROMOTOR A CORONEL.....

    ResponderExcluir
  18. Gostaria de saber se quem acha que 72h de folga é muito, se o opinante passasse 24h numa vtr, trocasse tiro com bandido, desarmasse gente armado de faca, usando apenas um bastão, corresse atraz de bandido, resguardasse um corpo por horas até a chegada do iml etc.

    ResponderExcluir
  19. "O verdadeiro desafio não é inserir uma idéia nova na mente militar, mas sim expelir a idéia antiga" (Lidell Hart) Retirado do blog da soldado Gláucia. Infelizmente a mentalidade dos DINOSSAUROS também está presente em outras esferas do serviço público.

    ResponderExcluir
  20. Senhor promotor, me leva pra tua casa pra que eu não fique na ociosidade...

    ResponderExcluir
  21. Senhor promotor, me leva pra tua casa pra eu não fique na ociosidade...!

    ResponderExcluir
  22. Esse promotor acha que é dono do mundo, só sabe maltratar o policial, será que viu a reportagem do rio, viu o que aconteceu com a juiza, cuidado promotor para não maltratar tanto a policinha, porquê nela existe homem e pai de familias.

    ResponderExcluir
  23. Bem feito para o BRASIL, que pariu um inerte intelectual assim como nosso digníssimo promotor, e coitado de nós que balançamos o berço de seres deste tipo.
    O BRASIL É PENTA
    Vamos festejar!!!!!

    ResponderExcluir
  24. que feliz comentario, meu caro cabo teixeira, esses "homens", ganham tão bem pra quê?pra ficar criticando outros profissionais?queria ver ele ser arroxado pra comentar a folga e as ferias de deputados e senadores,como vc falou tem certas coisas que dispensam comentarios, mas essa doeu no juízo vai ser retardado assim pra lá....

    ResponderExcluir
  25. oi, ai, a lavação. aconteceu que pro mode essa medida é pra economizar a sola do coturno a sola do pé regenera.
    por uma questão de valorização,

    e pegue lavação!!!!

    o soldado foi considerado apto ao trabalho, dispensado de usar sapato por quinze dias a contar de 12 de 09 de 2011 no BG 187

    , SD, do 11º BPM: Apto ao trabalho,
    dispensado de usar sapato fechado no pé direito por 15 (quinze) dias, a contar de
    12.09.11.

    acho que pode ter havido erro de digitação. ou ja pode ? isso é a evolução da especie???????

    dá uma pistola taiser para ele e escala ele na turma do BEPE KKKKKKKKK!!!!!!!

    ResponderExcluir