DIREITO CONSTITUCIONAL

A candidatura de policiais militares a cargos políticos eletivos é um direito constitucional, referenda o comandante da PM no Estado, coronel Araújo.

No momento em que ele se candidata deve, imediatamente, comunicar à corporação. Quem exerce cargo de chefia também é obrigado a fazer o mesmo. No caso daqueles com mais de dez anos no serviço militar, caso não seja eleito, poderá retornar à corporação com o gozo de todos os direitos. Os dias em que esteve fora são perdidos para efeitos de promoção.

O Estado tem hoje 9.384 policiais militares ativos, incluindo, médicos, dentistas, músicos. Desse total, 3.800 estão lotados em Natal.

Segundo Coronel Araújo, como todo cidadão brasileiro, os policiais militares também têm direito a exercer o direito político de tentar um cargo eletivo.

Por Silvio Andrade, Novo Jornal

Nenhum comentário:

Postar um comentário