ASSÉDIO MORAL NO 9º BPM

Vários policiais estão denunciando a este blog que estão sofrendo assédio moral no 9º BPM. As associações estão cientes e irão apurar os fatos.

Assédio Moral é crime, e caso seja comprovada a existência medidas judiciais serão tomadas. A Comissão Estadual de Direitos Humanos também será informada sobre a apuração dos acontecimentos.

Continue enviando novas denuncias para o e-mail:
heronidesmangabeirajr@gmail.com

19 comentários:

  1. RDPM/RN

    ART. 2 - A CAMARADAGEM TORNA-SE INDISPENSÁVEL À FORMAÇÃO E AO CONVÍVIO DA FAMÍLIA POLICIAL-MILITAR, DEVENDO EXISTIR AS MELHORES RELAÇÕES SOCIAIS, ENTRE OS POLICIAIS-MILITARES.
    PARÁGRAFO ÚNICO: INCUMBE AOS SUPERIORES INCENTIVAR E MANTER A HARMONIA E A AMIZADE ENTRE SEUS SUBORDINADOS.
    ART. 3 - A CIVILIDADE É A PARTE DA EDUCAÇÃO POLICIAL-MILITAR, SITUANDO-SE COMO UM INTERESSE VITAL PARA A DISCIPLINA CONSCIENTE. É DEVER DO SUPERIOR TRATAR OS SUBORDINADOS EM GERAL, E OS RECRUTAS, EM PARTICULAR, COM URBANIDADE E JUSTIÇA, INTERESSANDO-SE PELOS SEUS PROBLEMAS. EM CONTRAPARTIDA, O SUBORDINADO É OBRIGADO A TODAS AS PROVAS DE RESPEITO E DEFERÊNCIA PARA COM SEUS SUPERIORES, DE CONFORMIDADE COM OS REGULAMENTOS POLICIAIS-MILITARES.
    PARÁGRAFO ÚNICO: AS DEMONSTRAÇÕES DE CAMARADAGEM, CORTESIA E CONSIDERAÇÃO, OBRIGATÓRIAS ENTRE POLICIAIS-MILITARES DEVEM SER DISPENSADAS AOS MILITARES DAS FORÇAS ARMADAS E AOS POLICIAIS MILITARES DE OUTRAS CORPORAÇÕES.



    FICO MUITO FELIZ EM POSTAR ESTE COMENTÁRIO, POIS ATUALMETE TENHO ESTUDADO NA FACULADADE NA MATÉRIA DE DIREITO DO TRABALHO SOBRE ASSÉDIO MORAL NO AMBIENTE DE TRABALHO, E OS DOUTRINADORES DESTA SEARA VEÊM COM ABOMINAÇÃO TAL SITUAÇÃO AINDA EXISTENTE EM NOSSO PAÍS.
    SEM PODERAÇÕES SENSSACIONALISTAS, QUERO ENFATIZAR QUE TAL CONDUTA EM NOSSA REALIDADE CONSTITUCIONAL TÊM ALTOS RESQUÍCIOS DE CARÁTER ILEGAL, IMORAL, ARROGANTE, DITATORIAL, NAZISTA, FASCISTA, PRÉ-HISTÓRICO, ATRAZADO, FEUDAL, ESCRAVOCRATA E QUE TRAZ PREJUÍZOS AO SERVIÇO PÚBLICO DE TODA ORDEM.
    A POLÍCIA MILITAR NÃO É UM ORGÃO SUPREMO E SEM SUJEIÇÕES AS NORMAS, ESTA ESTÁ TOTALMENTE SUJEITA AOS PRINCÍPIOS DA ADMINMISTRAÇÃO PÚBLICA, OS QUAIS SÃO: LEGALIDADE, IMPESSOALIDADE, MORALIDADE, PUBLICIDADE E EFICIÊNCIA. POR TANTO SE ALGUM FUNCIONÁRIO PÚBLICO PECAR CONTRA QUALQUER DESTES PRINCÍPIOS ESTARÁ SENDO IMPROBO COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, SUJEITO AS PENALIDADES ADMINISTRATIVAS, PENAIS E COM A DEVIDA REPARAÇÃO CIVIL (INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS). POR TANTO, AO SEREM DESRESPEITADOS POR SEUS SUPERIORES HIERÁRQUICOS NÃO TREMAM AS PERNAS, EXIJAM RESPEITO DE IMEDIATO. ATÉ HOJE NÃO VI NENHUM SUPERIOR HIERÁRQUICO CONTINUAR A PERSEGUIR QUALQUER MILITAR QUE TENHA COSCIÊNCIA DE SUAS RAZÕES E EXIJA SEUS DIREITOS, QUANDO ESTE SUPERIOR HIERÁRQUICO TEM QUE DIMINUIR SEU PATRIMÔNIUO PARA TER QUE INDENIZAR O SUBORDINADO PELAS BESTEIRAS QUE FEZ OU QUE DISSE. POR TANTO EXIJA RESPEITO, IMPONHA RESPEITO COM SUAS PALAVRAS E SUAS CONDUTAS, E SÓ FAÇA OU DEIXE DE FAZER O QUE É PREVISTO EM LEI. SE ELES QUEREM POLICIAIS CUMPRIDORES DE ORDENS, ENTÃO CUMPRA SOMENTE A LEI, E TÃO SOMENTE A LEI.

    O DIREITO NÃO ALCANÇA O RITIMO ACELERADO DA SOCIEDADE E SUAS TRANFORMAÇÕES, POR ISTO A SOCIEDADE É QUEM FAZ O DIREITO.
    SEI QUE É VONTADE DE MUITOS QUE A PM SE DESMILITARIZE, MAS A DESMILITARIZAÇÃO DEVE VIR DE DENTRO DE NÓS, JÁ FAZ MAIS DE OITO ANOS QUE SOU MILITAR DE DIREITO, MAS NÃO TOTALMENTE DE FATO, POIS JÁ NÃO CABE MAIS POLÍCIA SER MILITARIZADA.
    NÃO USO CHAVÕES MILITARES, TAIS COMO GORRO, GANDOLA, GERREIRO ETC.
    EU FALO CHAPÉU, CAMISA, E EM VÉS DE GERREIRO FALO POLICIAL.

    MAS PODEM TER CERTEZA, QUE TODO O SISTEMA JÁ NASCE COM O HUMUS DE SEU FRACASSSO. UM SISTEMA QUE LUTA CONTRA OS SEUS PRÓPRIOS INTEGRANTES ESTÁ FADADO A DESTRUIÇÃO.
    A POLÍCIA NÃO VAI MUDAR NUNCA SE NÃO MUDAR-MOS, POIS NÓS SOMOS A POLÍCA.
    QUEM ERA O MINISTÉRIO PÚBLICO ANTES DA CONSTITUIÇÃO DE 1988, ERA NADA, FICAVA CALADA EM UM BANQUINHO NO CANTO DA PAREDE, MAS HOJE EM DIA TODOS SABEM A FORÇA QUE TEM.
    E NÓS VAMOS CONTINUAR NO CANTINHO DA PAREDE TAMBÉM ???
    JÁ FOI O TEMPO DE DIZER: PEÇA BAIXA, VOCÊ ESTÁ SE PERDENDO AQUI.

    É HORA DA MUDANÇA

    ResponderExcluir
  2. Ficou muito vago..quem estaria cometerndo tal crime? cocntra quem? e por que?
    Seria bom da o minimo de informação a esse respeito.

    ResponderExcluir
  3. Trabalhar onde o policial não é reconhecido, onde o comando nao respeita o seu policial, isso não deveria existir mais, pois sabemos nossos direitos e as reivindicações estão ae para quem quiser fazer uso. Ser policial em uma atividade dificil como é, tem que ter o devido reconhecimento, hoje passamos por comandantes que não sabem nem o nome dos proprios policiais, porque não estão comandando e sim querendo passar por cima e cobrar resultados

    ResponderExcluir
  4. TEMPO BOM DO PAI ULISSES, TEMPO DE LUZ, AGORA SO ESCURIDÃO, VI UM DIA UM POLICIAL QUE PASSABA POR PROBLEMAS PSCICOLOGICOS E CALTELAVA ARMA NO 9°BPM, E O SEU COMANDANTE CHEGOU ATE ELE DIZENDO: "CB FULANO, NO DIA EM QUE EU PEGAR O SENHOR NOVAMENTE CALTELANDO E LEVANDO ARMA PARA CASA , TE PRENDEREI, VOCE TEM DINHEIRO PARA COMPRAR SUA PROPRIA ARMA E SAIA DA JUNTA E ASSUMA A RUA QUE É O SEU LUGAR", O CABO PEDIU A PALAVRA E DISSE, SENHOR COMANDANTE, O SENHOR NAO ESTA DENTRO DO MEU LAR PARA SABER DAS MINHAS CONDIÇÕES , NAO SABE SE EU TENHO FILHOS COM COLEGIO, PAGO VARIAS CONTAS, E A JUNTA É POR A POLICIA NAO ME DAR O TRATAMENTO NECESSARIO PSCICOLOGICO POIS NA ATIVIDADE POLICIAL SOFRI TAMANHO TRAUMA. O COMANDANTE DIRETO VIROU A CARA E SAIU , O QUE DEIXOU O POLICIAL COM MAIS BAIXA ESTIMA AINDA. POR SORTE DEUS ESTAVA DO LADO DESTE POLICIAL E O CONTROLOU EMOCIONALMENTE.

    ResponderExcluir
  5. outro dia o comandante disse, se tiver problema venha ate mim, para que , para agravar o problema, não sei o que eles pensam, será que estão pensando que tratar com praça é tratar com o que??

    ResponderExcluir
  6. Ummma verdadeira vergonha ... Foram-se os tempos bons deste sofrido batalhão

    ResponderExcluir
  7. Ainda falam de polícia cidadã. Isso é uma balela, desde sua formação o policial é tratado no grito, como um empregado. Como é que querem que o policial trate bem o cidadão quando ele mesmo assim não á tratado. A estrutura da hierarquia superior funciona da seguinte forma: utilizar a força de trabalho dos tidos como ignorantes para a subserviência às autoridades que nem sempre têm boas intenções com a tropa, somente.

    ResponderExcluir
  8. o que é assédio moral numa instituição militar?
    como deveria ser tratado o militar?
    como estão tratando?
    qual a maneira certa?
    EU JPA OUVI TANTAS RECLAMAÇÕES DE CARAS QUE UM DIA FORAM SOLDADOS E RECLAMAVAM.
    HOJE OFICIAIS, NÃO RECLAMAM DE NADA.
    QUAL O MOTIVO DA RECLAMAÇÃO?
    O QUE SÃO PROBLEMAS PSICOLÓGICOS NESSA PROFISSÃO?

    ResponderExcluir
  9. Parabéns ao Blog pela preocupação constante no desenvolver das atividades policiais, sem deixar passar nada despercebido. Que esse mau seja logo sanado com a mudança nesses comandos arrogantes

    ResponderExcluir
  10. "TAIS COMO GORRO, GANDOLA, GERREIRO ETC.
    EU FALO CHAPÉU, CAMISA, E EM VÉS DE GERREIRO FALO POLICIAL."

    Isso porque faz direito e se sente doutor.....

    ResponderExcluir
  11. Para os colegas que enfatizam que estão estudando ou que têm nível superior, e às vezes, se acham até melhores que os outros, vamos observar a forma correta de grafar as palavras, pois erros grosseiros não se justificam, pois um bom dicionário, em caso de dúvidas, pode ser consultado a qualquer momento, e o texto, com certeza, fica mais plausível aos olhos e mais prazeroso à leitura. Uma boa ortografia não depende somente de nível superior, mas de uma base bem feita, isto é, o ensino fundamental, assim como o conhecimento em sentido geral, também depende da capacidade individual de cada um, pois a sabedoria, o conhecimento e e a inteligência, são coisas distintas..

    Para reflexão segue um questionamento feito a MAX GEHRINGER que é comentarista corporativo, autor de sete livros sobre o mundo empresarial e escreve semanalmente em ÉPOCA, por um jovem recém saído da faculdade:

    PERGUNTA:
    Eu me formei no ano passado. De meus quase 80 colegas de classe, apenas três conseguiram emprego.
    Eu mesmo já fiz vários testes, mas nunca fui chamado. Há alguma explicação? Ass.: Grégor

    RESPOSTA:
    Grégor
    Há duas, Grégor. A primeira é mais óbvia. Há poucas vagas e muitos candidatos. A segunda, nem tanto. Uma coisa que está pegando nos processos de seleção é o português. Jovens que saem da faculdade estão perpetrando erros primários de concordância verbal, acentuação e ortografia. Em seu caso específico, Grégor, eu tive de editar sua mensagem. Em apenas um parágrafo curto, você cometeu cinco falhas elementares. Se você fez testes escritos em empresas, é bem possível que esse tenha sido o motivo de sua rejeição. Nem sei se vale a pena discutir se a culpa é do aluno ou do sistema educacional, mas você precisa corrigir essa deficiência.

    ResponderExcluir
  12. Vamos respeitar uns aos outros, tanto superiores, quanto subordinados.

    ResponderExcluir
  13. SERÁ QUE O "PORTUGUÊS" QUE IMPORTAMOS DE PORTUGAL, REGADO A MUITAS CHIBATADAS, PELOURINHOS, ESCRAVIDÃO E EXPLORAÇÃO PERPÉTUA, É O MAIS CORRETO? E A FAMIGERADA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRA - ABL? SERÁ QUE DEVE CONTINUAR SENDO A PRINCIPAL FONTE DE LITERATURA FALADA E ESCRITA POLITICAMENTE CORRETOS, DITANDO REGRAS ABSOLUTAS PARA ISSO?

    Uma vaga na ABL só é aberta com a morte de um de seus 40 membros. Ao fim da chamada Sessão de Saudade, em que o acadêmico morto é homenageado, é declarada oficialmente a vacância da cadeira. A partir de então, os interessados podem se candidatar num prazo de 60 dias.

    De acordo com as regras da Academia, para se candidatar é preciso ter nacionalidade brasileira e ter publicado ao menos um obra de reconhecido valor cultural ou literário. Desde sua origem, porém, a ABL previa a reserva de alguns assentos para "personalidades", pessoas que se destacassem em outras áreas. Essa determinação foi expressa na correspondência trocada, por exemplo, entre Machado de Assis e Joaquim Nabuco às vésperas da criação da instituição, em 1897. Isso significa que, na prática, o destaque em áreas políticas ou sociais é levado mais em conta do que, de fato, suas obras literárias. Isso explica a presença de personagens como Ivo Pitanguy, que como escritor é um ótimo cirurgião plástico, ou o ilustre desconhecido Tarcísio Padilha.

    O termo imortal foi retirado da Academia Francesa (PORTUGUESA, NÃO!). A palavra foi retirada da frase À l'immortalité, que está estampada no selo oficial da Academia. Na versão brasileira, ser imortal significa ser ou já ter sido membro da Casa de Machado de Assis. Além de ter garantidos para o resto da vida os famosos chás e bolinhos das tardes de quinta-feira, nas quais os acadêmicos trocam amenidades e, às vésperas de eleições, farpas.

    Oficialmente, as funções da Academia Brasileira de Letras são zelar pela língua portuguesa e divulgar a literatura nacional de alto nível. Assim, ela faz publicações de livros, distribui prêmios, elabora dicionários, analisa e referenda mudanças gramaticais ou ortográficas do idioma. Porém, as críticas de que há tempos a Casa de Machado de Assis não produz algo de relevância cultural são procedentes.

    PELO CONTRÁRIO A CADA ANO, PERMITE MUDANÇAS ABSURDAS QUE VAI DESDE AS REGRAS DA ABNT, COM RELAÇÃO À PUBLICAÇÃO DE OBRAS E TRABALHOS CIENTÍFICOS ATÉ A NOVA ORTOGRAFIA, QUE NÃO VAI MELHORAR EM NADA, APENAS CONFUNDIR MAIS AINDA QUEM LEVA A VIDA EM ESCREVER E ATÉ QUEM NÃO LEVA.

    PORTANTO SENHORES, NOS COMENTÁRIOS PRESENTES NESSE BLOG, VAMOS SER MAIS SOLIDÁRIOS E PARCEIROS DE NOSSOS COLEGAS DE PROFISSÃO, ESSA FERRAMENTA FOI CRIADA JUSTAMENTE PARA ISSO, PARA FICARMOS UNIDOS NUM SÓ IDEAL E NÃO PARA TENTAR DESMERECER ESSE OU AQUELE QUE BUSCA UMA FAZE A MAIS DE SEUS CONHECIMENTOS. SE ALGUÉM GALGOU UM ENSINO SUPERIOR, PARABÉNS PARA ELE, SE NÃO, OU AINDA NÃO, PARABÉNS TAMBÉM, O QUE IMPORTA É QUE CHEGAMOS EM ALGUM LUGAR DENTRO DE NOSSAS POSSIBILIDADES.

    FALAR OU ESCREVER POLITICAMENTE CORRETO, OU NÃO, NÃO QUER DIZER NADA, O QUE VALE É A COMUNICAÇÃO MAIS MODESTA E AS CRÍTICAS DESTRUTIVAS, NÃO LEVAM A NADA.

    PARABÉNS ÀQUELES QUE BUSCAM O CONHECIMENTO E SE ORGULHAM DISSO, MAS PARABÉNS TAMBÉM ÀQUELES QUE INDA NÃO BUSCAM, MAS CONSEGUEM SE COMUNICAR. E ÀQUELES QUE SÓ CRITICAM SEM NADA ACRESCENTAR, É BOM TER UMA NOVA VISÃO ACERCA DE SEU PRÓPRIO FUTURO, ENQUANTO VOCÊ CRITICA SEM NADA AGREGAR, FAÇA UMA REFLEXÃO PROFUNDA DO SEU EU, NÃO DOS OUTROS.

    SEM QUERER OFENDER NINGUÉM, É SÓ UM TOQUE PARA CONTINUARMOS FOCADOS NUM SÓ OBJETIVO: VALORIZAÇÃO SOCIAL DA CATEGORIA.

    ResponderExcluir
  14. valorização sem a famosa humilhação, se coloque no seu posto de comando que nos colocaremos no de comandado.

    ResponderExcluir
  15. kkkkkkk. Nossa estão falando de assédio moral ou da lingua portuguesa?
    Vamos chamar então o professor pasquale para o comando do 9, pereçe que tem gente mais preocupada com o português dos colegas do que com os problemas que estes estão passando.

    ResponderExcluir
  16. Não se envergonhem, denuncie qualquer abuso sofrido pelos péssimos comandantes que temos, deixe o português de lado e venha expor o seu dia a dia nas relações interpessoais de trabalho, dentro da organização policial militar.

    ResponderExcluir
  17. Só pode ter sido um estrelado dispeitado que posto essa da língua portuguesa

    ResponderExcluir
  18. É POR ISSO QUE SAÍ DE LÁ QUE FOI MINHA CASA DURANTE 10 ANOS E HOJE ESTOU NO 12° QUE POR INCRIVEL QUE PAREÇA AS COIAS ESTÃO BEM MELHORES!! FORÇA E CORAGEM AOS COMPANHEIROS DO 9° BPM!!

    ResponderExcluir
  19. Caros companheiros de farda, sou policial graduado e próximo de ir para a reserva. Me orgulho de dizer que tenho serviços prestados no estado, e graças a deus nunca fui desmoralizado e como poucos tenho a minha ficha limpa. Mas gostaria de passar um pouco do meu aprendizado,e conscientizar os senhores de que aprendi no decorrer de todos esses anos, que do Cmt. Geral, ao segundo tenente mais moderno, agem como se a instituição fosse deles, agindo como raça superior a nossa. nos tratando como os alemães tratavam os judeus. O pior que é verdade, embora muita coisa tenha mudado para melhor. Mais é preciso que consigamos respeitar nossos superiores, e fazer com que seja reciproco este tratamento; Sob pena da nossa instituição perder totalmente o respeito interno, como o respeito da sociedade.

    ResponderExcluir