POLICIAL MILITAR É MORTO DURANTE ABORDAGEM EM PARNAMIRIM

Policial Militar
O policial militar Antônio Pereira de Melo, de 53 anos, foi morto na noite desta quarta-feira, na cidade de Parnamirim, região Metropolitana de Natal. O crime ocorreu na rua Pico do Cabugi, no bairro Belo Vista.

De acordo com o oficial do 3ºBPM, tenente Crisanto, o policial era da reserva e estava à disposição da Polícia Civil. Ele teria reconhecido um homem foragido da Justiça, anunciando que era policial e foi alvejado com um tiro na perna e outro no peito. “Ele reconheceu o indivíduo como sendo procurado pela polícia e resolveu abordá-lo”, disse o o oficial.

O PM foi socorrido para o hospital Deoclécio Marques, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Delegado divulga foto do acusado

César Aleijado
De acordo com o delegado Lordão, o responsável pelos disparos é César da Silva Costa, um velho conhecido da polícia. O rapaz é conhecido como César Aleijado, por ter um problema no joelho, já em virtude de um confronto com a polícia município de Monte Alegre.

“Atualmente, César estava traficando drogas em Parnamirim, tendo sua base no bairro de Bela Vista. Nós já tínhamos informações da sua atuação no crime e estávamos tentando localizá-lo. Acredito que o Antônio passou por ele e reconheceu. Ele tentou render o acusado, quando houve um luta corporal e o policial acabou baleado”, conta o delegado.

Ainda segundo Graciliano Lordão, César já havia sido preso no ano passado também por envolvimento com o tráfico. “Quando eu estava trabalho no 14º Distrito, fiz a prisão dele por manter um viciado em drogas em cárcere privado. Pouco tempo depois ele do 11º DP”, lembra.

PORTAL BO

9 comentários:

  1. e isso que acontercer quando nos aposentamos temos que continua trabalhando para podemos vive dignamente e muitas da vezes perdemos nossas vidas

    ResponderExcluir
  2. I S E G U R A N Ç A.
    Ifelizmente é isso que acontece, a polícia prende e a justiça solta, se no brasil tivesse léis severas esse nunca tinha saido da cadeia e esse cidadão não tinha morrido, se nada for feito esse criminoso vai continuar tirando vidas por ai. João Batista. assu/rn

    ResponderExcluir
  3. Um policial morreu, ninguém liga,mas se este marginal for morto irão investigar se sua morte teve circunstânciasmistériosas.Não adianta ser herói pois esta sociedade não nos merece. Saibam que nosso sangue é vermelho igual ao de todos e não adianta dizer que aprofissão corre nas veias pois se o policial tivesse matado este bandido,com toda certeza ele hoje estari preso.E agora?,será que vamos deixar mais um companheiro impune? Nós cazacos cinzentos"PMs" só temos por nós,nós mesmos.Vamos prender este marginal e dentro da leí fazer justiça e se ele resintir que se utilize a mesma proporção.
    Saibam que ninguém nos respeita mas e principalmente os marginais querem dar na nossa cara pois sabem eles que se chegarem na corregedoria e inventarem mil e uma mentiras,nós e que iremos ser tratados como marginais.

    ResponderExcluir
  4. Eu pessoalmente participei da prisão deste infrator,ele faz parte do bando de coloral,no ano passado em Felipe Camarão atirou com uma escopeta 12 nas VTRs,inclusive uma bala ficou cravada no teto da blazer,pulou um quintal pois não pode correr pela deficiencia,o delegado fez a parte dele mas a lei é muito frágil foi acusado de porte ilegal de arma e cárcere privado e vejam só , em menos de 1 ano já estava livre pela própria justiça que o condenou.Salvamos a vida da vítima e nos disseram que iriamos receber um elogio em ficha (palavras do CPM 5) mas nem isso o fizeram,este é o reconhecimento que nós recebemos de nossos superiores,apenas promessas não cumpridas.

    ResponderExcluir
  5. A mãe da vítima nos disse " Agradeço primeiro a Deus e em segundo a polícia militar" , são palavras como essas que me fazem sorrir e me emocionar, me fazem ter a certeza de o quanto sou importante e o quanto minha profissão é nobre,se os sábios administradores da PMRN preferem elogiar apenas os falecidos em combate eu os dispenso em vida e em morte,prefiro a certeza de dever cumprido e a satisfação de fazer o bem ao próximo.

    ResponderExcluir
  6. Sabes quando chega a reserva tem que ir para casa heróis so em historia de quadrinhos,trabalhamos demais e não somos reconhecidos,sei que policia é do sangue se aparecer resolvemos,e infelismente nosso companheiro buscou achou,agora vamos ver o apoio que ele vai ter,ou melhor sua familia que todos nos ja sabemos desde ja que nehum

    ResponderExcluir
  7. adeus pereira,companheiro da turma 1988.um verdadeiro guerreiro, fica aqui a saudade. sd.angelo

    ResponderExcluir
  8. As vezes devemos para um pouco e refletir,ser+a que o que eu estou fazendo vale a pena,combater essas injustiça onde o poder judiciario,nos observam como nas maiorias das vezes um bandido,passamos noites e madrugadas esguarnecendo e cuidando de uma sociedade que quando aparece umas das primeiras oportunidades vao e nos agridem fazer o que ne,adeus pereira que deus lhe abençoe,e que muitos de nos tenhan como exemplo que a justiça nunca vai vim pra nos mas essa e nossa cina fizemos um juramento de servir e protejer,quem realmente vai nos protejer so deus

    ResponderExcluir