POLICIAIS PODEM TER PARTICIPADO DO ASSALTO

Delegado Geral da Polícia Civil, Fábio Rogério
A polícia civil suspeita da participação de policiais militares no assalto quem ocorreu em frente ao Banco do Brasil da cidade de Parnamirim.

Confira um pequeno trecho da reportagem da Tribuna do Norte:
Fontes na própria Polícia Militar citaram a possibilidade, confirmada pelo delegado geral da Polícia Civil, Fábio Rogério, e pelo titular da Delegacia de Furtos, Márcio Delgado. As suspeitas são motivadas pelas circunstâncias do assalto. Segundo Márcio Delgado, trata-se de uma das linhas de investigação, mas ainda não há nada concreto a esse respeito.
Entre as circunstâncias apontadas pela Polícia Civil estão a ousadia do assalto, a proximidade com o 3o. Batalhão, que fica ao lado do Banco do Brasil, e a existência de informações privilegiadas. Aparentemente, os assaltantes - suspeita-se de cinco participantes até o momento - sabiam com antecedência que naquele momento o batalhão estaria vazio. Outras informações dão conta que a proximidade com o batalhão possibilitaria uma observação mais detalhada da rotina de entrega do malote. Estima-se que além dos R$ 90 mil recuperados, havia R$ 50 mil no malote, mas essas informações ainda não foram confirmadas pela empresa responsável pelo depósito do dinheiro.
Tirem suas próprias conclusões!

13 comentários:

  1. Como sempre a CIVIL apontando PMs como suspeitos. Acredito que isso aó deveria ser divulgado após a prisão dos suspeitos, dessa forma só expõe de forma negativa a PM. Não é de hoje que esse Del. tenta usar a PM como tranpolim, quero eu que o salto tenha sido bem planejado, se não,... caso essa suspeita dele não fique comprovada, as Associações deveriam adotar alguma postura, pois esse tipo de informação (suspeita), se é que existe, deveria ser retida para as investigações, não jogada na mídia sem nenhuma conclusão sobre o fato! Esse cara é um IRRESPONSÁVEL!

    ResponderExcluir
  2. A Polícia Civil tem a obrigação de investigar, não somente este crime, mas vários outros.
    O que não deve ocorrer é a divulgação de informações precipitadas, apenas para aparecer e demonstrar um serviço que não está sendo feito.
    Aliás, essas entrevistas coletivas para mostrar resultados de operações com detalhes, nem deveriam acontecer, pois, são somente jogo de "marketing".
    Investiguem, corram atrás do prejuízo, prendam quem for encontrado culpado, e assim, quando estiver algo de concreto, deve-se mostrar para a sociedade.
    O que não pode, é se tirar conclusões precipitadas como já falei, apenas para aparecer.
    Pelo menos o Cmt Geral deu uma entrevista "curta e precisa", sem detalhar e nem ao menos falar em envolvimento de policiais, sejam eles civis ou militares.
    Como ele bem falou. a PC que investigue e se houver culpados, que seja apurado para que sejam punidos na forma da lei.
    Não se pode de maneira nenhuma querer macular a instituição PM para justificar a audácia dos bandidos, que agem sem o menor escrúpulo e sem medo, desafiando até mesmo as instituições de segurança, diante de um governo fraco.

    ResponderExcluir
  3. È esse delegado pode ate ter razão,
    mais não se inluda que na policia civil não tem nenhum santinho não, respeito esta instituição tem homens de bem mais tambem tem a outra banba chamada de banda podre do mundo sabe.

    ResponderExcluir
  4. Realmante os pc só fazem Bo e Bo e nada mais, essa e a realidade da maioria deles, principalmente os de cargos mais altos, que estão lucrando com segurança privadas de posto etc, se tiverPm que tais paguem pelos erros, idem se tiver pc?

    ResponderExcluir
  5. De conversa fiada e planos de segurança, a sociedade está cheia. São somente palavras jogadas ao vento, pois nada de novo é apresentado, apenas paliativos.
    Exemplo disso é o Rio de Janeiro, onde as autoridades só exploram a sociedade com promessas e planos fantasiosos.
    Taí o resultado! Como é que se faz uma incursão em qualquer território e não se preocupa em prender nenhum traficante ou aprender armas e drogas. Tudo isso em nome de uma política de segurança fraca e medrosa, que se desculpa "em não querer atingir inocentes".
    Uma guerra para ser vencida tem que haver luta. E em uma luta, sempre há baixas, inclusive inocentes, às vezes. Mas esse é o preço que se paga para dar uma resposta concreta com resultados convincentes e positivos para que a maioria das pessoas de bem saiam ganhando.
    Mas isto não é o caso. Querem apenas aparecer. Então, os bandidos tentam se reestruturar e assim, desestruturar o poder público, desafiando a tudo e a todos para por em prática suas ações criminosas.
    Por isso mesmo, é que a Segurança Pública jamais pode ser tratada apenas com planos que tenham um resultado temporário, mas sim, que tenham firmeza, solidez com uma ação efetiva do Estado, para se ter resultados eficientes e eficazes. Caso contrário, a coisa só tende a piorar. Infelizmente!
    Portanto, a sociedade pede e clama por políticas sérias, incluindo-se aí, uma polícia com salários dignos e toda uma estrutura de trabalho para um funcionamento eficiente e eficaz, uma justiça célere e que funcione também, sob o risco de termos sempre uma sensação de impunidade junto às pessoas, o que só vem a aumentar a violência.

    "A justiça atrasada não é justiça, senão injustiça qualificada e manifesta". Rui Barbosa - Jurista brasileiro

    ResponderExcluir
  6. Não se corrige aquele que se enforca, corrigem-se outros através dele.
    (Michel de Montaigne)

    Se tu não avisas o injusto para que mude de comportamento, o injusto morrerá por causa da sua própria culpa, mas é a ti que Eu pedirei contas do seu sangue. Mas se avisares o injusto para que mude de comportamento, e ele não mudar, ele morrerá por causa da sua própria culpa, mas tu terás salva a tua vida.
    (Ezequiel 33, 8-9)


    É isso que a sociedade brasileira quer. Uma política de segurança pública que funcione, incluindo-se aí todo sistema: Polícias (seja ela qual for), Ministério Público, Justiça e Sistema Penitenciário.
    Nada de especulações e falácias, mas somente a verdade, doa em quem doer. Investigue-se primeiro e depois divulguem os resultados com os verdadeiros culpados para que sejam rigorosamente punidos na forma da lei. Isso, se forem competentes para isto.
    Parabéns ao Sr Cmt Geral pelas suas poucas e sábias palavras, sem conclusões antecipadas ou imprudentes.

    ResponderExcluir
  7. Ten cel Ângelo Júnior8 de setembro de 2011 07:47

    Acho que este delegado está se precipitando, em vez de fazer a investigação de forma comedida, expõe, antecipadamente, os fatos de forma que já condenou a PM, mesmo que ao final do Inquérito não fique provado à participação de Policiais Militares. E como sempre nossas autoridades aceitam este tipo de comportamento. Não defendo policiais bandidos, mas, entendo que todo pronunciamento deve ser revestido de uma certeza real e não hipotética.

    ResponderExcluir
  8. A possibilidade de haver o envolvimento de PMs nesse assalto não é nada que se possa estranhar. Recentemente em São Paulo, foi feita uma operação conjunta entre as Policiais militar e civil,para desbaratar uma quadrilha que explodia caixas eletrônicos e foram presos 13 PMs além de outros 90 estarem sendo investigados. Com certeza é um número expressivo de policiais bandidos que assaltam os caixas e que também prestam apoio para que esses crimes ocorram. Resta agora , investigar, apurar com rigor e excluir esses criminosos da nossa instituição pois aqui não é lugar de bandidos.

    ResponderExcluir
  9. Só vamos fazer uma observação, se por "um acaso" isso for verdade. Não são Policiais Militares e sim "Bandidos Fardados".

    No meu dicionário:
    POLICIAL: É o profissional que, trabalhando na polícia, zela pela manutenção da ordem, pela segurança dos cidadãos etc.;

    ResponderExcluir
  10. QUEREM DIRECIONAR O FOCO PARA A PM PARA PRENDER ALGUNS SUSPEITOS ASSIM, A SOCIEDADE FICA SATISFEITA, O NOME DA PM AFUNDA CADA VEZ MAIS, A CIVIL GANHA OUTRO AUMENTO, OS BANDIDOS QUE PARTICIPARAM CONTINUAM SOLTOS E OS PMS SUSPEITOS SÃO LIBERADOS POR FALTA DE PROVAS.

    ResponderExcluir
  11. Sgt Oliveira; a PMRN está dando a sua contribuição para que a verdade chegue a tona, seja ela qual for,o que não se pode e fazer um um julgamento antecipado,e macule a imagem da instituição que tem 176 anos de combate.mesmo ganhando Mal,esta sempre presente para defender a sociedade em geral.em respeito a familia policial militar,com certeza nos proximos dias nos estaremos ai com a verdade e que os culpados tenham o varão da justiça como consolo.

    ResponderExcluir
  12. É fácio fazer os outros de escadas,principalmente fezer de escada policiais militares, investigar que é bom alguns não faz,conheci bons delegados, escrivões e agentes,policiais que não precisam de se precipitar para chegar a verdades dos fatos, poderia até citar alguns, mais seria antietico, mais um recado pra vc "DELEGADO" sou PM e participei de uma operação com vc, sei que vc é uma pessoa inteligente,talves estaeja mal acessorado, e sei que vai rever os seus conceitos, ESTUDE MAIS,vc tá precisando conhecer mais antes de meter a carroça na frente dos bois, tais parecendo um investigador antigo, (R.N.)olhava pra o cidadão e dizia, "JÁ SEI DE TUDO,PODE ME FALAR A VERDADE" e no final não descobria nada.Dr. MARCIO, não seja como boi de carroça, olhe pos lados.

    ResponderExcluir
  13. POLICIAL CIVIL NÃO ROUBA NÃO???? QUANDO SE TRATA DE UM AGENTE DE SEGURANÇA ENVOLVIDOS EM ATOS ILÍCITOS, TODAS AS VEZES SE TRATA DE POLICIAL MILITAR. CHEGA DE TANTO DENUNCISMO CONTRA A PM!!!!!

    ResponderExcluir