ENTREVISTA DO CORONEL ARAÚJO SOBRE A ATIVIDADE EXTRA DO POLICIAL

Confira a seguir, a entrevista do Coronel Araújo divulgada no jornal Tribuna do Norte:
Os policiais à paisana que defenderam o malote estavam prestando serviço a uma empresa, fazendo um "bico", como isso é conhecido. Há ilegalidade? Não. Eles estavam de folga e não há nada que contrarie o fato de eles prestarem serviços informais durante a folga. A legislação proíbe vínculo empregatício com qualquer empresa. Mas não há impedimento quanto a um trabalho informal lícito, como era o caso. 
Por isso, não há por que a PM tentar coibir esse tipo de prática? Sim, como eu falei, não há impedimento, desde que a atividade exercida seja lícita. O policial está unicamente procurando melhorar a sua própria condição de vida e da sua família. É preferível que ele pratique uma atividade lícita do que se envolva com práticas fora da lei. 
Existe a informação de que uma das linhas de investigação aponta para a participação de policiais militares. O que o senhor acha disso? Se houver, a PM irá colaborar com todos os esforços para identificar e responsabilizar os culpados. Faremos todo o possível para ver essa questão elucidada. 
Por conta das circunstâncias, o senhor acredita na possibilidade dessa participação? Eu acho que a Polícia Civil terá toda a possibilidade de resolver esse crime, até porque um dos participantes do assalto foi pego, está no Hospital. A partir disso, a Polícia terá total condição de chegar aos demais participantes.
O Coronel Araújo foi bastante claro e objetivo em sua entrevista!

14 comentários:

  1. coronel realmente falou a verdade cabe o governo fazer o justo dar o aumento que realmente merecemos ao invez de esta procurando culpado para os problemas sociais envolvendo militares que a 5 anos nao veem aumento e sim só a inflaçao aumentando...parabnes coronel o sr.merece esta nessa posiçao porque entende o que passamos....

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao CMt Geral pelas suas palavras nesta entrevista.
    Como bem falou o editor, foi bastante claro e preciso.
    Agora, cabe a Polícia Civil investigar o caso e dar satisfações concretas à sociedade, e não ficar com especulações e divulgando informações precipitadas fazendo jogo de marketing para promoção pessoal diante da imprensa e população.

    ResponderExcluir
  3. parabenizo a maneira como o nosso comandante está conduzinddo a nossa pm, era de uma pessoa como ele que nós precisavamos, homem sincero em suas palavras e sem demagogia e realmente falando a verdade doa a quem doer, é assim mesmo cel se quizermos sair da mesmice desse jeito pode ter certeza as "coisas" vão mudar.

    ResponderExcluir
  4. É VERDADE O QUE EU LI DIREITO O QUE O CMT. FALOU! QUER DIZER QUE O VELHO "BICO" NAUM É PROIBIDO? E OS PRACINHAS QUE RESPONDEM A SINDICANCIAS, PAD´S, E ATÉ CONSEHOS DE DISCIPLINA SOBRE TAL ASSUNTO DE BICO? EI! QUANDO TEM "OFICIAL NO MEIO A CONVERSA É DIFERENTE, SE EU NAUM MIM ENGANO DIAS ATRÁS ESSE MESMO CMT. GERAL REUNIU A TROPA E FALOU A TODOS QUE NO COMANDO DELE IA COMBATER DE FERRO A FOGO O VELHO "DESVIO DE FUNÇÃO" MAS AGORA A CONVERSA MUDA, ACABA!

    ResponderExcluir
  5. Companheiros o Cmt. foi bem claro,trabalhos ilícitos comoguardar casas de jogo ou tráfico coisas contra o principio da legalidade e que teram de ser combatidos.Complementar o salário em atividades dentro da leí são normais,anão ser que tenha vinculo empregaticio,pois como militares isto não é tolerado.Não podemos ter registro em carteira quanto afunção policial militar.Os companheiros militares que foram atacados em parnamirim,não estavam cometendo algo ilícito pois não tinham vinculo em carteira.A gora se existir criminosos fardados que colaboraram para este assalto,estes devem ser punidos comtodos os rigores da leí,pois enquanto uns querem melhorar de vida complementando osalário da familia outros dentro da ilegalidade colaboram com o crime e prejudicam os verdadeiros policiais.

    ResponderExcluir
  6. a questão do trabalho extra ser lícito ou ilicito é uma contradição, uma vez que ilicito é o trafico de drogas, roubo, furto etc. Fazer trabalhos extras, se não tipificado como crime é LÍCITO, a contradição está no fato de que se não tiver assinado carteira de trabalho então pode, mas se tiver na carteira é crime. Quando aceitamos um trabalho sem nada escrito estamos contribuindo para um crime na esfera trabalhista, ou seja, empurrando alguém para o ilicito. A questão é: o estado sabe que paga pouco pelo que nos cobra (A NOSSA VIDA), mas não abre espaço de forma clara para que busquemos melhorar, há uma situação problema a se resolver e protelar a solução é caminhar para uma crise.

    ResponderExcluir
  7. Oração do Policial Militar

    Senhor, muitos não sabem, mas Vós sabeis que não tenho dia certo, hora certa, local certo, obrigação certa, e a qualquer dia, a qualquer hora, onde houver alguém violando a lei, ali haverei de estar para fazê-la acatada e respeitada.

    Senhor, Vós bem sabeis quão dura e difícil é minha missão. Quase sempre incompreendida pelos homens.

    É triste, Senhor, empenhar-me no cumprimento de uma árdua missão e depois não me sentir recompensado, sendo injustamente alvo de todas as críticas, ataques e injúrias por uma imprensa apaixonada e mal informada.

    É triste despedir-me do lar ao sair para um serviço e não poder, talvez, a ele retornar.

    É triste, Senhor, partir alegre, feliz para o trabalho e em vez de retornar ao lar ser levado a um hospital.

    Muitos não sabem, mas Vós sabeis, que num instante, numa fração de segundo, ante a iminência do perigo, terei de tomar uma decisão imediata, certa ou errada mas uma decisão que, mais tarde, calculada e friamente, na calma de um momento que não aquele, na tranqüilidade acolhedora de gabinetes, será apreciada e julgada.

    Muitos não sabem, mas Vós sabeis que nas Vossas noites, nas madrugadas frias, estarei sozinho, anônimo, perdido nas ruas silenciosas e desertas, mas vigilante, velando para que a população tenha um sono tranqüilo, sem saber, sem ter certeza de que alguém, vela pelo sono dos que em casa ficaram.

    Mas, apesar de tudo é compensador, é consolador o sentimento do dever cumprido e o que é mais importante:

    Saber, Senhor, que sou útil à sociedade.

    É consolador saber que a minha simples presença evitou que um delito se consumasse.

    É consolador saber que o delinqüente que matou, que feriu, que assaltou, que perturbou a tranqüilidade alheia, não mais matará, não mais ferirá, não mais assaltará, não mais perturbará a ninguém porque foi entregue á Justiça.
    É consolador ver o sorriso inocente das crianças alegres seguras nas escolas, nos parques, ao atravessarem as ruas, porque ali estarei sempre atento e vigilante.

    Senhor, dai-me coragem e serenidade para enfrentar o inimigo da lei e da sociedade e que nunca, Senhor, nunca, seja obrigado a usar a arma que o Estado coloca em minhas mãos e que eu possa sempre empregar o poder da palavra, da persuasão, da astúcia e da inteligência.

    E quando porventura, falharem todos esses argumentos e tiver que empregar a violência, iluminai-me, Senhor, para que eu possa usar tão somente o mínimo necessário.

    Dai-me, enfim, coragem, força e ânimo para renovar diariamente, o compromisso solene que prestei perante Vós, de defender a honra e a integridade da pátria e da sociedade até com o sacrifício de minha própria vida.

    ResponderExcluir
  8. pode lícito, mas o uso de arma de fogo nesses serviços acho que não tem nada legal não

    ResponderExcluir
  9. Vão ser tapados assim lá na caverna de Platão.. o Cmte da PM não tá sendo bonzinho coisíssima nenhuma, a verdade é que a dedicação exclusiva ao serviço policial militar continua vigendo, nenhuma lei foi derrogada, nem o cel pode descriminalizar a conduta senão incorre em prevaricação; o que tá acontecendo é que não se pode ser hipócrita e sair a caça de PMs que estão fazendo "bicos", quando o Estado, na pessoa da sra Enrolalba,finge que paga o suficiente para os cidadão policiais se manterem dignamente; então, temos PMs assumindo tudo que é "bico", seja se "lavando" em CDUCs ou Presídios, ou pegando arregos nas ruas, seja desviando-se de sua função constitucional, para garantir um trocadinho em forma de gratificação, seja se "matando" nas folgas para tirar as misérias das DOs, seja até vendendo picolé nas praias.. o que vale é 'se virar".
    Agora um recadinho para o Governo do Estado: não tem bico pra todo mundo e se não quiser que as coisas fiquem como no estado do Rio de Janeiro, onde a PM é uma fábrica de bandidos, pois os policiais não estão nem aí para o que ganha no contracheque, pois o seu patrimônio é feito na maioria das vezes a custa da associação com o crime!!!!
    AINDA TÀ EM TEMPO De MUDAR O FINAL DESSA HISTÒRIA!!!!

    ResponderExcluir
  10. SÃO FATOS QUE PRECISAM SER MAIS BEM DIGERIDOS.

    A OCORRÊNCIA DE ROUBO QUE CULMINOU COM A MORTE DE UM IRMÃO DE FARDA E FERIU OUTRO, EM PARNAMIRIM, NÃO REFLETE PONTUALMENTE A SITUAÇÃO QUE ENFRENTA A SOCIEDADE, A FAMÍLIA POLICIAL E O PROFISSIONAL NA LINHA FINAL DA PRODUÇÃO ESTATAL.

    SOMOS INTEGRANTES DE UMA CORPORAÇÃO SECULAR QUE DESDE QUANDO FOI IMPLANTADA COMO GUARDA IMPERIAL, DESFIGURADA, POIS A GRAVURA QUE SE ENCONTRA EXPOSTA NO MUSEU DO IPIRANGA EM SÃO PAULO, É UMA MENTIRA, ASSIM COMO TODA A HISTÓRIA DESTE PAÍS. PARA QUE PUDESSE SE "LIBERTAR" DE PORTUGAL, O PRÍNCIPE REGENTE, MONTADO EM UM "BURRO", SIMULOU O GRITO DE LIBERDADE, ÀS MARGENS DO RIO IPIRANGA, MAS ATÉ PARA ISSO, FOI PRECISO TOMAR DINHEIRO EMPRESTADO DA INGLATERRA, QUE ATÉ BEM POUCO TEMPO, DEVÍAMOS ESSE FINANCIAMENTO, POR SUCESSIVAS RENOVAÇÕES DO MESMO.

    VOLTANDO À OCORRÊNCIA DE PARNAMIRIM, NÃO ADIANTA, PERDERMOS TEMPO EM ELOGIAR OU DESQUALIFICAR AS PALAVRAS DO COMANDANTE, POIS COMO TAL AGE POLITICAMENTE CORRETO.

    AS LINHAS DE INVESTIGAÇÃO APONTAM PARA UMA TRISTE REALIDADE QUE É A ARMAÇÃO SUPOSTAMENTE PREPARADA POR PESSOAL QUE DETINHAM INFORMAÇÕES PRIVILEGIADAS, O QUE NÃO DEIXA DE SER REAL, POIS NUMA ABORDAGEM AUDACIOSA E PRECISA, COMO A QUE OCORREU, NÃO PODE SER DE OUTRO JEITO. PENEIRA FOI FEITA, PARA PENEIRAR E NÃO PARA TENTAR TAPAR O SOL.

    A CAUSA DE TODO ESSE SANGRAMENTO DE MORTE DE UM E FERIMENTOS GRAVES EM OUTRO, SE DEU POR CONTA DA NECESSIDADE DE COMPLEMENTAR A RENDA QUE É ÍNFIMA E INSUFICIENTE. NOSSA FONTE DE RENDIMENTO SÓ SE DÁ ATRAVÉS DE PAGAMENTO MENSAL DE SALÁRIO, QUE ATUALMENTE É FEITO NA MODALIDADE DE SOLDO, SOMADO ÀS GRATIFICAÇÕES E VANTAGENS QUE COMPLEMENTAM UM SALÁRIO QUE NÃO DÁ NEM PARA PAGAR AS CONTAS VENCIDAS, MUITO MENOS AS VINCENDAS.

    ENQUANTO ISSO NAS SALAS IMPERIAIS DO PALÁCIO DO GOVERNO E DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, CORREM OS PROJETOS (SUBSÍDIO, ESTATUTO E CÓDIGO DE ÉTICA), DENTRE OUTROS, QUE COM A LENTIDÃO FAMOSA DE NOSSOS GESTORES E PARLAMENTARES, VÃO SE ARRASTANDO, COM A PROMESSA DE ESTUDO NO IMPACTO ECONÔMICO, DIVISÃO EM PARCELAS, LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL, ORÇAMENTO DE 2012, ENFIM AS DESCULPAS, SÃO AS MAIS CONVINCENTES E LUDIBRIANTES.

    SURGIU A ÚLTIMA NOTÍCIA, QUE APESAR DE ESTAR TUDO CERTO PARA A QUESTÃO DO SUBSÍDIO, NA ORDEM CRONOLÓGICA, PRIMEIRO VAI A PROPOSTA NO ORÇAMENTO, PARA DEPOIS DISCUTIRMOS AS PARCELAS E AS DATAS DE PAGAMENTO. TEMOS QUE ABRIR OS OLHOS COM RELAÇÃO A ISSO, POIS QUANDO ESTIVER INSERIDO NO ORÇAMENTO, NÃO HÁ COMO MUDAR, ENTÃO, COMO É QUE VAI UMA COISA E NÃO VAI OUTRA, PARA SER ACERTADO DEPOIS, O QUE JÁ FOI AMPLA E EXAUSTIVAMENTE DISCUTIDO????

    NÃO HÁ MAIS O QUE DISCUTIR, É COLOCAR NO ORÇAMENTO JÁ COM AS PREVISÕES DE PAGAMENTO, DO MÊS QUE COMEÇA E EM QUANTAS PARCELAS E SEUS VALORES, JÁ ACORDADOS ANTERIORMENTE, NÃO DEPOIS QUE O ORÇAMENTO FOI APROVADO.

    TEMOS QUE DISCUTIR SOBRE ISSO MAIS AMPLAMENTE, E, NÃO FICAR QUERENDO SABER SE O COMANDANTE FALOU CERTO OU SE A POLÍCIA CIVIL FICA FAZENDO ILAÇÕES INJURIOSAS.

    TEMOS QUE ABRIR MAIS A MENTE E OS OLHOS, PARA ENXERGAR MAIS ALÉM.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns CMT pela coragem de falar o que pensa e não ceder a pressão do tribuna em falar que o pms estava errados....

    ResponderExcluir
  12. É VERDADE! QUEM TEM SUAS DIARINZINHAS CERTAS É FÁCIL FALAR ASSIM COMO VC´S, MAIS LEMBREM-SE DE UMA COISA, TODOS VC´S QUANDO ENTRARAM NA POLICIA MILITAR DO RN FORAM AVISADOS QUE "PRAÇAS" NAUM SE MISTURAM ENTRE "" COM "OFICIAIS" OU ESTOU ERRADO? MAS QUANDO ALGUM DE VC´S UM DIA ESTIVER EM UMA SITUAÇÃO COMPLICADA AI SEUS OLHOS E MENTES SERAM ABERTOS, NAUM ESTOU AQUI DESEJANDO MAL A NINGUÉM, MAS POLICIAL "BOM" É AQUELE QUE É "ARISCO, ESPERTO, ATENTO ETC..." FICA O QTC.

    ResponderExcluir
  13. Ten cel Ângelo Júnior8 de setembro de 2011 19:11

    Acho que a atividade do “BICO” exercido por policial militar de folga, utilizando arma de fogo é ilegal, pois não é para esse fim que a legislação vigente (Estatuto do desarmamento e Portaria que normatiza o porte de arma para o efetivo PM) atribui ou permite ao policial militar tal prática. Quando o PM de folga age assim, aumenta mais ainda o seu risco de vida, pois, não sendo identificado pode até ser confundido com bandido, podendo ser abordado pela Polícia Militar, civil e Federal e se for pela Polícia Civil e/ou Federal pode, quiçá, até ser preso. Para esse fim existem as empresas privadas reguladas e autorizadas pela Polícia Federal para esta atividade (transporte de valores), quando Policiais militares atuam nesta função, estão agindo na clandestinidade, tal qual, aos veículos particulares que transportam pessoas quando para isso existem as empresas de ônibus para o transporte. Pode ser até legitimo esta atividade “BICO”, porém, é ilegal. É o meu entendimento.

    ResponderExcluir
  14. TC Angelo Jr, o seu entendimento esbarra na necessidade de 90% dos praças, cito essa porcentagem porque existe, e o sr sabe, tem alguns "PRAÇAS" que ganhão muito e não trabalhão "BABAM, isso é fato e nem o sr pode negar, e outra coisa cel,como diz o nosso poeta Flavio José "BOI COM SEDE BEBE LAMA" e não é porque quer.

    ResponderExcluir