DESVIO DE FUNÇÃO DOS POLICIAIS MILITARES

Foto: Portal BO
Em 48 municípios do estado existem policiais fazendo outra função que não é o policiamento ostensivo.

Os números foram apresentados durante audiência pública realizada nesta segunda-feira, 05, pelo Ministério Público Estadual.

O desvio de função, de acordo com os participantes da audiência, acontece em virtude da falta de policiais civis. Para se ter uma ideia, das 167 cidades do Rio Grande do Norte, apenas 13 dispõem de escrivão da Polícia Civil.

Diante desse cenário, o promotor Wendell Beetoven Ribeiro Agra, propositor da audiência, afirmou que está sendo preparado um termo de acordos com o Governo do Estado para tentar solucionar o problema.

“O acordo é para que sejam retirados os policiais que estão com desvio de função. Até porque isso tem gerado custos para o Estado, que está sendo obrigado a pagar as diferenças de vencimentos dos policiais. Caso não seja atendido o acordo, nós seremos obrigado a ajuizar uma Ação Civil Pública”, completou o promotor criminal.

7 comentários:

  1. DESENROLA ESSA GOVERNADORA!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de saber onde que estão pagando essa difereça dos salários,pq estou dentro de uma DP até o momento n tenhom recebido nada.Detalhe,com a função de carcereiro o famoso FOLUTÓRIO .

    ResponderExcluir
  3. Interessante que toda movimentação que a policia Ccivil faz, a primeira coisa que pede: A retirada dos policiais militares das Delegacis, mas mesmo assim, muitos policiais ainda resistem em trabalharem la.

    ResponderExcluir
  4. Pagando é? Ora, tem policial ai que se for necessario paga parte do salario dele so para nao sair da Delegacia.

    ResponderExcluir
  5. Desconheço esse pagamento de diferença de salário,estou à muito tempo em uma dp e,numca recebi nada,tambem estou lá porque quero não estou obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Não concordo com este termo DESVIO DE FUNÇÃO que se está atribuindo aos policiais militares que exercem função de polícia civil. Até parece que querem culpar os policiais militares por estarem agindo assim. Ocorre que existem PMs a disposição da polícia civil que por escassez de policiais civis, exercem funções em delegacias, tudo isso ocorrendo as claras das aquiescências das autoridades CONSTITUÍDAS deste ESTADO. Por outro lado existem destacamentos policiais em que a PM além de fazer o policiamento ostensivo, também, vem realizando atividades de polícia judiciária, o que denota maior dispêndio físico e mental, aumentando-se os deveres e responsabilidades naqueles que assim labutam. O que está ocorrendo legalmente nestas duas situações é o seguinte: na primeira o Policial Militar é agregado por está exercendo função de interesse civil e na segunda um exercício concomitante as suas atividades tudo com a permissividade do ESTADO, para o bem comum.

    ResponderExcluir
  7. Todos os companheiros sabem porque muitos PM's preferem as Delegacias: Respeito. Lá,somos tratados com respeito pelos Delegados, coisa que não ocorre nos batalhões, cias e destacamentos. Estou em Delegacia por isso,e também porque recebo 500 reais por mês de diárias.é melhor ficar na Delegacia e ver o meu lado e da minha família, ou voltar para as unidades militares por "amor" a PM? Podem falar que somos cururu e mais um monte de besteiras, mas enquanto der eu fico.

    ResponderExcluir