07 DE SETEMBRO - DIA DA INDEPENDÊNCIA

recado para orkut

3 comentários:

  1. CADÊ O MOVIMENTO DE PARALIZAÇÃO NO DIA 07 DE SETEMBRO?
    ESTAMOS VIVENDO NO MUNDO DA UTOPIA, ONDE AS PESSOAS SÃO ENGANADAS POR PROMESSAS, POR DISCURSOS FALIDOS E POR ASSOCIAÇÕES QUE SIMPLESMENTE NÃO DEFENDEM A CLASSE POLICIAL MILITAR.
    QUE POR TRAS DE TUDO ISTO, TEM APENAS UM FIM ELEITOREIRO.
    NÃO PRECISO DIZER NOMES, BASTA APENAS VÊ EM MOSSORÓ, EM ASSU, MACAIBA E EM NATAL, AS PESSOAS QUE ESTAM A FRENTE DAS ASSOCIAÇÕES E DIZEM LUTAR PELA CLASSE,JÁ ESTÃO TODOS FAZENDO PESQUISA PARA CANDIDATURA A VEREADOR.
    E EM TROCA DE SEUS COMPROMISSOS FIRMADOS COM OS PRAÇAS, APENAS SE CALAM POR DETERMINAÇÃO NÃO SABEMOS DE QUEM!
    OU SABEMOS DE QUEM!
    ISTO É UMA VERGONHA...
    0 QUE TEMOS É APENAS UMA POLICIA MILITAR FORMADA DE OFICIAIS E PRAÇAS, VIVER NUM DISCURSO FALIDO DE SEGURANÇA PUBLICA.
    ESTA FITA DE LUTO QUE USAREMOS NO DIA 07 DE SETEMBRO, ERAMOS PARA COLOCAR NA BOCA, COMO GESTO DE PROTESTOS DOS FAMILIARES QUE TIVERAM SEUS ENTES QUERIDOS LEVADOS EM CUMPRIMENTO DO DEVER OU PARA BUSCAR UMA MELHORIA PARA SUA FAMÍLIA.
    AQUI NA POLÍCIA MILITAR DO RN QUEREM CALAR ATÉ NOSSAS CONSCIÊNCIAS, POIS NOSSOS DEVERES E DIGNIDADE JÁ FORAM LEVADOS.

    ResponderExcluir
  2. INDEPENDÊNCIA...QUAL? ONDE?

    QUEM VIU OS DOCUMENTÁRIOS E FILMES BASEADOS NA REALIDADE DA VERDADEIRA HISTÓRIA DO BRASIL, SABE QUE ESSA "INDEPENDÊNCIA" É FOLCLORE.

    “Viva a nossa Pátria! Saudemos o nosso Brasil!”
    Desde os períodos mais remotos do atual sistema de educação brasileira, aprendemos na escola que temos que amar, significativamente, todos os valores contidos em meio a este território denominado Brasil. Convém-nos!

    Aprendemos a cantar todos os hinos, especialmente, a música de Francisco Manuel da Silva, na qual, choramos quando a cantamos pelas vitórias olímpicas ou quando olhamos, pela TV, a seleção brasileira de futebol, mesmo sem saber a maioria dos jogadores a letra de Joaquim Osório Duque Estrada, o Hino Nacional.

    Admiramos a Bandeira do Brasil por sua representação simbólica, consistida pelas extensas florestas amazônicas, pelas inumeráveis fontes de riquezas e por outras belezas do Brasil, seja pelos rios, seja pelo azul do mar ou do céu, à noite, do Cruzeiro do Sul.

    Contemplamo-nos com os excêntricos desfiles de fanfarras e pelotões dos núcleos das Forças Armadas ou dos distritos educacionais, com componentes trajados com uniformes que nos lembram os heróis imortais dos grandes conflitos de guerra, que a história da nação brasileira tem em nos contar a partir do ano de 1500. Por ventura, parece-nos não haver história antes à demarcação da pequenina colônia portuguesa, cujos povos, que antes eram os donos desta “Pátria”, não em uma nação, mas, em várias nações, foram quase todos dizimados, também, por outras “pátrias”, por conquistadores debelados da Inglaterra, da França, da Holanda, da Espanha. Patriotas convencidos pelo significado de seus valores, pouco menos interpretados como torcidas de olimpíadas ou jogos de futebol, em campeonatos mundiais.

    PORTANTO, TODAS AS VEZES QUE AS CÂMERAS CORTAVAM PARA OS PALANQUES ERGUIDOS PARA FESTEJAREM ESTA DATA, ONDE ESTAVAM OS ROBUSTOS E SORRIDENTES POLÍTICOS BRASILEIROS, TODOS ACENANDO PARA AS CÂMERAS E PARA OS SOFRIDOS E HIERÁRQUICOS MILITARES, PERCEBI QUE JAMAIS POSSO SER PATRIOTA, PARA NÃO SER CONFUNDIDO COM UM PERFEITO "IDIOTA".

    ResponderExcluir
  3. Independencia?? somos independentes? policiais sem amor proprio....foram desfilar....nada iria acontecer...nada...Não somos independentes, não somos livres...vivemos em um militarismo ditatorial...ACORDEM.

    ResponderExcluir