A POLÍCIA FEDERAL NÃO É TUDO ISSO, NÃO

Quem exagera as virtudes supostamente excelsas da Polícia Federal entre políticos e homens públicos em geral deveria atentar para o levantamento publicado pelo jornalista João Bosco Rabelo mostrando que, de 39 operações feitas pela PF num único Estado, o Amapá, desde 2005, das quais resultaram 309 pessoas presas, não houve uma condenação sequer.

Depois há gente na PF reclamando das críticas à “espetacularização” de suas operações.

Inquéritos mal-feitos, provas inconsistentes, abusos e injustiças não são exceção nas ações da PF, algo a respeito do qual o governo silencia e boa parte da mídia costuma ignorar.

Ricardo Setti

3 comentários:

  1. A Polícia Federal realizou no ano de 2006 a operação URSO BRANCO,naquela ocasião foram apreendidas 35(trinta e cinco) quilos de pasta base de cocaína e cerca de um milhão e trezentos mil reais em dinheiro foram apreendidos,no entanto todos os acusados foram soltos por excesso de prazo.Qual repercussão teria isso se fosse a pc.

    ResponderExcluir
  2. o negocio da PF,É PROPAGANDA.operações espetaculares- e no final, nada de condenação dos acusados,quem trabalha de verdade é a pm,pois ta na rua direto-PM-BRASIL.NÓS SIM SOMOS FODAS.

    ResponderExcluir
  3. Não adianta querermos tapar o sol com a peneira. A realidade no Brasil é que a segurança pública de uma forma geral deixa a desejar..

    Quanto a condenação ou não dos presos e apreendidos pela PF, creio que pouco tenha a ver com o trabalho deles efetivamente, mas com o nosso ordenamento jurídico e ainda mais, com o "tipo de gente" que é preso nessas operações..

    Sabemos bem que o que impera nesse País é o R$$$, e, via de regra, é esse povo que a PF prende. Não esqueçamos do episódio que gerou a famigerada súmula vinculante n. 11 do STF que trata do uso de algemas..

    Pois bem, na minha humilde opinião, essa é uma crítica descabida, ou pelo menos mal direcionada. Entendo que os PFs, bem como PCS e PMs são todos "vítimas" do mesmo mal fadado sistema LEGISLATIVO brasileiro.

    Isso mesmo, LEGISLATIVO. O próprio Poder Judiciário é "refém" das normas editadas por nossos legisladores, que aliás, têm um teor de "auto preservação" bem elevado. São os "bandidos do colarinho" (salvo raríssimas exceções) criando e editando suas próprias punições! Só podia dar em MERDA mesmo!

    É desse tipo de idéia (o da reportagem), que não precisamos, pois acabamos criando rivalidades entre instituições que deveriam ser unidas e trabalharem em conjunto, enquanto os verdadeiros culpados seguem à forra!

    Sd PM Leandro

    ResponderExcluir