JUSTIÇA DETERMINA EXONERAÇÃO DE 88 POLICIAIS CIVIS

O Tribunal de Justiça nega provimento ao agravo de 88 policiais, dentre agentes de investigações e escrivães de polícia (suplentes), que estavam na condição de subjudice do concurso realizado no ano 2000. Os mesmos conseguiram serem nomeados graças a uma liminar, devido a brechas no edital do concurso.

Com isto alguns que já se mantinham no cargo a aproximadamente 6 anos, poderão deixar a corporação Policial Civil de mãos vazias e ainda condenado a pagar as custas processuais, bem como honorários em favor da parte vencedora (Estado do Rio Grande do Norte), estes arbitrados no equivalente a 10% sobre o valor da causa.


O ofício da decisão já foi encaminhado ao Delegado Geral para as providências cabíveis.

Com isto no final do ano, mais de 200 policiais civis deverão se aposentar, já que esperavam a aprovação do plano de carreira da categoria para pôder ir a inatividade com dignidade. Portanto, no final do ano deverão deixar a corporação mais de 200 policiais em decorrência da aposentadoria.

E agora, com esta decisão do TJ, tudo indica que são mais 88 policiais civis que deverão deixar a corporação, com uma simples matemática percebe-se que 200 + 88 = 288 policiais civis a menos na corporação no final do ano e começo de 2012.

O número de concursados aprovados no último concurso, por causa das desistências - devido a demora na nomeação - é de aproximadamente 450 policiais, com isto mesmo o Governo do Estado nomeando todos estes novos policiais civis, a instituição continuará carente de homens.

Esta notícia soou bem aos ouvidos dos suplentes da Polícia civil deste último concurso (2008), que parece surgir uma luz no fim do túnel. Já quanto a sociedade, parece que vai ter que esperar mais um pouco pra ter a Polícia civil atuando como deveria.

Confira a sentença no link do processo AQUI

Cesar Alves, Nominuto.com

10 comentários:

  1. Vão fazer pouca falta! Bando de burocrata preguiçosos!!!

    ResponderExcluir
  2. Só queria saber por um minuto o tem na cabeça um JUIZ desses as leis como estão, UMA BST,pouco policiamento,muito roubo e esses cidadões com critérios próprios exonerando policiais, pais de familia de suas funções, isso é que é um pais sem lei, ta bom de botar esses juizes nas ruas pra enfrentar bandidos com pouca condição de trabalho, não duraria nem meio dia, É BRINCADEIRA.

    ResponderExcluir
  3. O Governo quer economizar até com isso?

    ResponderExcluir
  4. ESSE Páis é realmente vergonhoso...agora a nosa lei vai demitir homens e mulheres que já se dedicam e trabalham na Instituição PC há seis anos por decisão da própria justiça e agora toda luta deverá ser "in glória"! QUE PAÍS É ESSE????

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus do Céu!!! Ainda falam que a Justiça não falha... Isso é uma vergonha, pois a própria justiça os colocou lá e vários anos depois vão tirar.

    Que país é esse???!!!

    ResponderExcluir
  6. Em relação ao comentário do anômino, às 13:41, só posso dizer que foi, no mínimo, lamentável o que você falou. Deve ser perdoado pois certamente não passa de um IMBECIL.

    ResponderExcluir
  7. O TJ poderia aproveitar e acabar de vez com a polícia civil.
    Era um favor que faria a sociedade.
    Polícia inútil!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá companheiros. Acho q esse é um momento de se pensar até mesmo nos nossos cargos e pdir a Deus q uma dessas "leis" nao nos atinjam. e sobre vários comentários desfavoráveis aos companheiros PC's penso q devam ser respeitados (os comentários), mas devemos pensar e nos solidar-mos com as 88 famílias (ESPOSAS, FILHOS, PAIS, PARENTES E Os PROPRIOS POLICIAIS) que estão sendo afetadas de forma danosa com esse processo, pois creio q os mesmos constituiram sonhos, responsabilidades, ideais e familias durante esses anos em q estão servindo a sociedade norte rio grandense. aqui fica a minha súplica as nossas autoridades (q Deus as constituiu)q repensem essa ação e nos danos irreversíveis nos niveis social, familiar, institucional e, sobretudo, individual q afetarão a esses homens e mulheres q escolheram doar suas vidads em função da nossa segurança pública (inclusive de nossas autoridades). finalizo pedindo, com sensatez e prudência, q nos mobilizemos até com orações por tds nós, e nesse momento, especiamente pelos nossos colegas. Fkm tdos com Deus.

    ResponderExcluir
  9. A VERDADE, SEM RETOQUES É UMA SÓ: iNFELIZMENTE, A POLÍCIA CIVIL NÃO FAZ FALTA A SOCIEDADE DO RN. Em Natal, apenas duas ou três unidades funcionam de fato. No interior, nem isso.Podem criticar, espernear, dizer que todos os policiais são companheiros, mas nada muda os fatos. A PC é uma policia inútil e dispendiosa.Ah, antes que algum agente magoado diga que sou PM, informo que sou Delegado da PC.

    ResponderExcluir