AUMENTO DE EFETIVO DA PM SERÁ INVESTIGADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO

O Ministério Público vai investigar o aumento do efetivo da Polícia Militar durante o mandato de Iberê Ferreira de Souza.

O foco será a criação das 1.374 vagas para o quadro de soldados, através da Lei Complementar Estadual nº 449/2010, de 21 de dezembro de 2010.

O ex-governador Iberê Ferreira tem o prazo de 15 dias para prestar esclarecimentos ao MP a respeito da mensagem enviada para a criação da lei que permite a criação das vagas na PM.

O esclarecimento deve detalhar origem de recursos, previsão de dotação orçamentária, justificativa para as novas contratações e a comprovação de que as despesas não afetariam as metas fiscais do estado.

Escrito por Cabo Heronides.

2 comentários:

  1. O MP DEVERIA IR INVESTIGAR PORQUE QUE EXISTEM CIDADES DO INTERIOR COM CERCA DE 3000 HABITANTES EM QUE UM UNICO PM TRABALHA DURANTE 24 HORAS ,COM VIATURAS EM PESSIMO ESTADO, DELEGACIAS CAINDO AOS PEDAÇOS COM PORTAS ARROMBADAS INCLUSIVE CORRENDO O RISCO DE DESABAR,BANHEIROS EM PESSIMOS ESTADO. E AINDA QUEREM QUE A POLICIA RESOLVA DÊ SEGURANÇA, COMO?

    ResponderExcluir
  2. Esse ministério público na realidade é um atrazo no desenvolvimento do estado fazendo tudo para aparecer,impede costruções de estádios,contratação de policiais e outra série de coisas.Porque não tenta investigar os salários absurdos dos deputados e veriadores e suas longas jornadas de trabalho.

    ResponderExcluir