SARGENTO SE MOSTRA DECEPCIONADO COM CONDUÇÃO DE OPERAÇÃO

O sargento PM Francisco Xavier Leonez, detido no início da semana passada em virtude da Operação Batalhão Mall, mostrou-se decepcionado com a condução da operação realizada em Assú. O praça permanece preso sob suspeita de corrupção nas instalações do BOPE, na zona Norte de Natal, e conversou de forma rápida com a reportagem da TRIBUNA DO NORTE durante a manhã desta terça-feira, 12.

De calção azul, chinelos de dedo e com a camisa cinza da PM onde está gravado seu nome, o sargento tinha um semblante decepcionado. Sempre olhando para baixo, leu com calma o documento que autorizava a entrevista e disse calmamente: "Não tenho nada a declarar".

Não demorou para cortar o silêncio e dizer que não estava confortável com a situação como foi tratado. "Não precisava ser desse jeito", afirmou em relação a forma da abordagem realizada. "Teve policial carregado na mala", continuou.

O praça sustentou o argumento da aplicação de força desnecessária. "Se o comando tivesse convocado todos nós para sairmos de Assú, a hora que fosse, pra estar aqui em Natal. Viríamos todos, sem ser necessário os policiais invadirem as casas e os quartéis da cidade", completou.

Leonez retomou o silêncio e escutou o restantes das perguntas calado. Foi perguntado se, como o tenente-coronel Wellington Arcanjo de Morais declarou, também iria se desligar da Corporação depois do encerramento das investigações. Não comentou e se afastou da cerca de um metro e meio que dividia a equipe de reportagem dele.

O sargento e o soldado Demétrio Rebouças Torres são os únicos praças detidos na operação que permanecem presos. Outros oito já conseguiram habeas corpus. O pedido aos dois primeiros foi negado pelo desembargador Rafael Godeiro e os praças já tentam recurso, ainda sem previsão de resultado.

Os oficiais - major Carlos Alberto Gomes de Oliveira e o tenente-coronel Wellington Arcanjo de Morais -, também estão detidos, mas em outros quartéis da capital. Outros três empresários detidos sob suspeita de corrupção ativa conseguiram a liberdade através de liminar. Dos 15 detidos na operação, 11 já estão soltos.

Fonte: Tribuna do Norte

3 comentários:

  1. SD/Natal-RN
    Os verdadeiros bandidos são tratados com flores pois é assim que a sociedade quer.Os homens que adefendem são tidos como os verdadeiros marginais onde muitos querem fazer seu nome com a prisão dos PMs.Cadê que a policia civil atua desta forma com seus semelhantes.Só na PM que as coisas são desta forma,nem mesmo os coronéis estão sendo poupados,toda PM está sendo tratada como marginais fardados.Está na Hora de mudarmos e termos atitudes.Nada contra o ministério público que deve com certesa fazer o seu trabalho.Noentanto este está atuando sem respeitar os principios da legalidade e utilizando avaliações a seu modo e aesmo.Para mostrar trabalho não é necessário atuar desta forma,não massacrar homens rendidos,já que esta é a filosófia cobrada por estes,deveriam ser racionais e não imorais.Nós que defendemos o estado de suas mazelas sociais queremos apenas respeito,não queiram mostrar serviço de forma errada já que cobram tanto da PM.Lembrem-se que os homens presos nesta operação,também são pais de familha e não estupradores ou homicidas e mesmo que fossem mereceriam um tratamento contido dentro da legalidade tanto citada nos direitos humanos.Ou será que para os funcionários do estado de um modo geral este não existe?Ou será somente pra os pobres praças?

    ResponderExcluir
  2. Decepção com toda razão! Conheço esse graduado apenas de vista, mais sei da sua índole no oste e médio oste potiguar, só tenho a lastimar pela vergonha que nos faz passar os integrantes do BOPE, sejam do RN ou de qualquer Estado do Brasil (CASO DOS BOMBEIROS NO RJ). Cumprem ordens absurdas e tratam seus camaradas como bandidos, por usarem uma farda diferente se acham melhores que o restante da tropa, na verdade se acham outra polícia, com certeza passam pelos mesmos problemas que nós, mas, se não lutarmos eles não conseguem nada porque na hora do vamos ver se acovardam e colocam suas vidas, companheiros e famílias em último lugar! A maioria desses praças que foi preso pertencia ao GTO de Assú, uma das forças operacionais mais respeitadas do Estado, ao contrário do BOPE, eles trabalham! Espero que os companheiros humilhados abram os olhos e vejam que ordem absurda não se cumpre! BOPE-RN (BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLÍTICAS ESPECIAIS)VERGONHA! No Rio os Bombeiros deram a volta por cima, aqui, com certeza sairemos vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Esse Sd Natal deve ser mais um de tantos que enoja nossa gloriosa Polícia Militar, seja quem for o infrator deve ser investigado sendo culpado que pague pelo o crime que cometeu, pois a "lei" é feita pra todos.

    ResponderExcluir