REUNIÃO DAS ASSOCIAÇÕES E COMANDO GERAL DA PM COM A CONSULTORIA GERAL DO ESTADO

Após a reunião com a consultora geral do estado, Drª. Tatiana Mendes Cunha, podemos afirmar o seguinte:

  • A análise do texto ainda está em curso, o parecer da CGE só deverá ser apresentado em Setembro;
  • As negociações ainda não começaram realmente. Isso só vai acontecer quando a matéria chegar à Equipe Econômica do Governo do Estado (Secretaria de Administração e Recursos Humanos e Secretaria de Planejamento e Finanças);O trâmite tem que ser acelerado, sob pena de “perdermos” o prazo de submeter o texto à Assembléia Legislativa em tempo hábil de ser recepcionado pela Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser votada em Novembro;
  • A velocidade do trâmite será igual a nossa capacidade de mobilização e demonstração de organização.

Importante:

Não tem NADA certo. O Estado ainda não apreciou a proposta sob a perspectiva orçamentário-financeira. O boato que vamos receber a partir de Setembro não passa de BOATO. Difundido não sei por quem e nem com que objetivo é pura CONVERSA.

No próximo dia 25 de agosto iremos realizar um ato publico alusivo ao dia do Soldado, com o intuito de defender a Valorização Profissional do Militar do Estado e, se for possível, informar aos Policiais Militares e Bombeiros Militares sobre o POSICIONAMENTO OFICIAL do Governo do Estado quanto a Lei do Subsídio.

Fonte: ABM/RN, editado por Cabo Heronides.

21 comentários:

  1. meu caro cb heronildes,eu já sabia que não tinha nada certo,pois a governadora não tem interesse para com a policia militar.essas reuniões,na minha humilde opinião,não serve,nem servirá para nada.somos adultos e sabemos que só vai melhorar quando o "o bicho pegar"em outras palavras:mobilização,greve..mas também tem outra coisa:ninguém acredita mais nas associações,vc´s perderam a confiança da tropa.

    ResponderExcluir
  2. enquanto demais funcionarios do estado fizeram greves nós policiais militares trabalhava-mos em dobro para manter tudo em funcionamento, eles já conseguiram o deles e nós vamos ficar é so na conversa fiada como sempre, a realidade é nua e crua somos os escravos do Brasil e nunca vamos ser libertados pois o regulamento eo o estatuto que nunca fica pronto, são os coroneis do passado, a rossa mudou um pouco agora é as cidades,eu quero so ver quando os garis fizerem greve, adivinha quem vai varrer as ruas e recolher os lichos? é claro que vai ser os praças.

    ResponderExcluir
  3. Seria importânte agora aparticipação de todos os praças pois isto é algo que interessa atoda população,porém e evidente que muito poucos irão participar com medo ou por simples desleixo.Não reclamem participem pois a simples presença já ajuda em muito os nossos desejos de melhora.

    ResponderExcluir
  4. O drama se repete ano após ano.Se não entrar pro orçamento do ano que vem ficaremos sem reajuste!O governo trava uma luta de braço com as categorias para que as mesmas fiquem de fora,então voltamos ao sacrifício:mobilização,operação zero-que nunca acontece,além de que mesmo entrando no orçamento o governo poderá remanejar a verba com o bem entender.De qualquer forma temos que nos unir.Lembro-me que depois de um acordo,inclusão no orçamento e tudo mais,ainda foi preciso uma paralisação que custou muito caro aos guerreiros que por ideologia se sacrificaram em prol de muitos que por motivos diversos não suportaram as pressões.O terror.O Estado mantém a (ordem)baseado no terror,na força legitimada,na ameaça com a demissão,já que o desemprego é o martírio do semi-escravo,das formigas laboriosas.Consciência de classe,companheiros,mobilização,ideologia ou se contente com a situação vegetativa.Nem bico se pode mais fazem,é a pressão do Estado moderno de direito;paradoxal.Entre a cruz e a espada:saída pela direita.Já que esquerda é hipócrita.

    ResponderExcluir
  5. Eu já vi esse filme.Antes deram o nome de escalonamento,depois lei 474,ou foi 473,bem não importa,ai mudaram pra PEC 300,Que virou pec 441,bolsa copa,e por fim subsídio.Como podemos constatar,estas são as várias faces de uma história de trancoso.Já estou tentando advinhar qual será o próximo nome.

    ResponderExcluir
  6. Tudo como dantes no quartel de abrantes, mais uma vez vamos ficar a ver navios

    ResponderExcluir
  7. Companheiros sou do interior do estado da cidade de pau dos ferros e,quero aqui concordar com o guerreiro anônimo,precisamos nos unir e deixar de reclamar,quando deixamos de apoiar ficamos do lado do gonverno,quando dizemos à já vi esse filme,vamos ficar a ver navios é isso que o gonverno quer vamos partir pra luta e se unirmos somos mais fortes que qualquer outra categoria,na reeleição a Rosa vai querer contar com o nosso voto e,se as coisas não milhorar vamos dar o troco.

    ResponderExcluir
  8. ENQUANTO OUTRAS INSTITUIÇÕES FAZEM GREVE NÓS DA FALIDA PMRN,PENSANDO :"NÃO VAMOS FAZER NADA, POIS O GOVERNO VAI NOS CHAMAR DE BONZINHOS E VAI NOS DAR AUMENTO, NÉ?LEDO ENGANO MEUS CAROS.

    ResponderExcluir
  9. a unica coisa que eu sei que é certa é que os presidentes de associações de cabos e soldados serão os futuros associados como sargentos, isto ja esta garantido em acordãooooo secret! top secret! a massa de manobra do governo mais precisamente o aparelho repressor do estado não tem importancia, a gente segura na peia, ja tem magistrado mamando no governo, se houver greve prende todo mundo! policia desmotivada,desvalorizada,desmobilizada,desorganizada,desrespeitada..

    ResponderExcluir
  10. Essa proposta de subsídio é nada mais que um sonho para nós policiais militares. Em Pernambuco as associações apresentaram propostas bem parecidas com essa nossa, onde um soldado ganharia em torno de R$4500 Reais, e o governo simplesmente desconsiderou pois achou os valores muito altos, resultado, deram um aumento parcelado e somente em 2014 é que um soldado ganhará 2800 Reais brutos, ou seja muito menos que as associações pediram. Aqui não será diferente, e no máximo o que esse governo vai querer dá será uns 2300 a um soldado e é pra ser feliz, muito dificilmente passará desse valor, pois esse governo é medíocre e quer escravizar a PM e vejam que até os agentes penitenciários querem equiparação com a civil e vão conseguir.

    ResponderExcluir
  11. boa noite meus amigos pm guereiros de ludas de todas as horas estamos olhando o governo não esta ligando para nos,que estamos no trabalho dia a dia sem greve sem briga com o governo nos olhos da nossa governadora nos samos nada e vamos fica ganhado 1.800 reas, vamos para vamos faz greve vamos briga vamos para rua mostra que samos fotes se nos não para o governo nao vai da nada vamos fica ver navios.

    ResponderExcluir
  12. a coisa é que muitos so querem mamada e poucos fazem alguma coisa, a escora é grande minha gente e tbm um tal de fala pra ki outro pra li e assim vai e os praças so entrando pelo cano hehehehe.

    ResponderExcluir
  13. é necessario uma paralização de um dia com mobilização total em todo o estado, como isso , o governo sabera a força da PM, pois levamos toda area de seguração nas costa.

    ResponderExcluir
  14. E esse boato maldoso que espalharam por ai, dizendo que em SETEMBRO teremos um aumento de salários,é só para levantar o moral da tropa, pois sabemos que não passa de brincadeira de mal gosto e o governo do estado ainda não se pronunciou sobre essa possibilidade de haver ou não esse aumento.Em suma,aumento de vencimentos,só se houver paralisações tem que ser na base da força mesmo,pois é assim que o governo quer nos tratar. outra coisa que acaba atrapalhando o andamento de qualquer melhoria salarial para a tropa, é essa maldita, famigerada e miserável diária operacional, que acaba fazendo com que muitos PMs se acomodem e se sintam plenamente satisfeitos com essa situação. É claro que as D.O ajudam no orçamento, é verdade, porém a forma com que elas são oferecidas é que deixa a desejar, pois enquanto muitos tem que ir dormir na quadra do QCG, Outros mais espertos apenas ligam de casa e conseguem marcar as diárias sendo dessa forma uma falta de respeito com os demais colegas de farda. no mínimo já que o estado não quer mesmo dá aumento e acha que somos escravos, deveria implantar essas famigeradas DO no contra cheque do praça, assim cada policial teria por exemplo 10 D.O garantidas e na folga ele teria que cumprir essas diárias, seria então uma forma mais justa .

    ResponderExcluir
  15. Eu já sabia,em entrevista na tv união ele disse que só no proximo ano talvez,si o tal do limite não estorase.

    ResponderExcluir
  16. Nao sei porque falamos tanto em uniao, greve e tal, tambem nao entendo porque ainda aparece quem critique as associacoes, as ultimas tentativas de mobilizacoes atraves de assembleias, sabemos que a participacao da tropa foi triste de vergonha, estamos tendo o queremos, as associacoes estao mais que certas em ficar so esperando alguma migalha do governo, pois sabem que nao pode contar com o apoio da tropa. Eu trabalho de pedreiro pra tentar complementar o que coloco na mesa de minha familia.

    ResponderExcluir
  17. ...Continuando.

    Governo desse tipo, aqui na minha cidade tem por R$ 5 no beco da troca, se eu dependesse so desse salario, minha familia estaria passando fome.

    ResponderExcluir
  18. a pm está morta desde a última greve.
    aumento só de trabalho.

    ResponderExcluir
  19. Ei sou afavor da paralizção, pois só assim seremos notados.

    ResponderExcluir
  20. Pessoal, tentem construir uma ponte cada um por si para ver se terão resultado, sem chance. A única chance de vcs conseguirem alguma coisa é unindo forças e comparecendo em massa para as mobilizações. Vcs reclamam do governo, que o estatuto da PM é arcaico, mas não fazem nada para mudar, só reclamam. Estou nessa última turma do concurso da Pm, e já fui a várias mobilizações. O próprio cabo Heronides viu de perto lá em mossoró na formatura dos novos praças o que a mobilização pode fazer, falamos com a governadora, com o secretário de segurança e saimos satisfeitos de lá. Sou ex-militar do EB, e uma coisa que eu não esqueço até hoje é de que, quem não é visto não é lembrado!

    ResponderExcluir