POTIGUAR 01: DEZESSETE HOMENS SEMPRE ALERTAS

Dezessete homens são responsáveis por manter o Potiguar 01 em alerta permanente. A rotina é puxada e não permite falhas. As escalas de vôo são previamente planejadas e levam aos céus, além do piloto e do co-piloto, três tripulantes operacionais. Dependendo do tipo de ocorrência, um policial civil, um PM e um bombeiro podem compor a formação. Todos eles, é importante destacar, capacitados para atendimentos de primeiros socorros. A equipe, que também conta com mecânicos de plantão para manutenção e abastecimento, fica de prontidão 24 horas.


“Há casos em que há a necessidade de dois pilotos participarem das operações. Se um deles for baleado durante o vôo, o que graças a Deus nunca aconteceu, o outro tem total condição de assumir imediatamente o controle da aeronave”, frisou o coronel Aldrian Brito.

Além do coronel, compõem a equipe mais dois oficiais, sendo dois tenentes da PM, dois agentes da Polícia Civil, dois militares do Corpo de Bombeiros e mais dez policiais militares, com atribuições operacionais e mecânicas. Duas viaturas para reabastecimento em solo e condução do pessoal em terra integram o time.

“Nosso objetivo é dar total apoio às ocorrências que envolvem a segurança da população”, ressaltou o coronel Brito, acrescentando que, para o sucesso das missões, a tripulação passa por constantes cursos de capacitação.

Um dos responsáveis em qualificar a equipe do Ciopaer é o agente da Polícia Civil Farias Júnior. Piloto há 15 anos, foi ele quem ensinou o coronel Brito a voar. “Na próxima semana o comandante Brito será mais um piloto formado aqui no estado”, comemorou o colega, lembrando que o tenente Romualdo Galvão também já foi habilitado a voar.

O piloto Farias Júnior, que é natural de Goiânia (GO), é integrante da Força Nacional de Segurança Pública e, no próximo mês, completa um ano em atividade no Rio Grande do Norte. “Enquanto for necessário, aqui ficarei”, disse ele, feliz em contribuir diretamente com a formação dos potiguares.

“Além do Rio Grande do Norte, a Força Nacional também vem preparando equipes de atuação policial aérea em Tocantins, Amazonas e Acre, de onde eu vim antes de chegar aqui”, ressaltou.

OCORRÊNCIAS

O Ciopaer ocupa um hangar alugado pelo governo no aeroporto Augusto Severo. Porém, a Secretaria de Segurança Pública já está em busca de uma base própria.

Enquanto isso não acontece, é de lá, de Parnamirim, que o helicóptero esquenta as turbinas e parte sempre que é solicitado. A média é de 23 horas de vôo por mês.

Este ano as estatísticas ainda não foram contabilizadas, mas pela quantidade de ocorrências registradas ano passado, e que tiveram a participação direta do Potiguar 01, já dá pra se ter uma noção de sua importância.

Segundo os dados, foram registradas, em 2010, 335 ocorrências que contaram com a presença do Potiguar 01. Destas, 88 foram chamadas policiais. Outros 114 vôos foram realizados como patrulhamento de rotina, sem a necessidade de intervenção. Em outras nove oportunidades foi preciso utilizar os equipamentos de resgate aquático para salvamento de banhistas e oito remoções aeromédicas foram realizadas, com um transporte de órgãos humanos. Este ano, outros três transportes desta natureza já foram feitos.

Por Anderson Barbosa
Fonte: Novo Jornal
Editado por Cabo Heronides.

Um comentário:

  1. Comunicado urgente

    UNIÃO NACIONAL

    PELA PEC 300 - BOMBEIROS, POLICIAIS CIVIS E MILITARES

    DIA 12 DE JULHO TODOS OS ESTADOS DEVERÃO IR A BRASILIA

    MIL HOMENS POR ESTADO

    NÃO SE ESQUEÇAM QUE "O NOSSO GENERAL É CRISTO"

    Acessem os links abaixo

    http://www.sosguardavidas.com/2011/07/comunicado-urgente.html

    http://www.sosguardavidas.com/2011/07/mensagem-urgente.html

    ResponderExcluir