CORONÉIS DA PM SERÃO CHAMADOS PARA PRESTAR ESCLARECIMENTOS AO MINISTÉRIO PÚBLICO

Mais dois coronéis serão chamados a prestar esclarecimentos ao Ministério Público Estadual. Os oficiais foram apontados pelo gerente Pedro Gonçalves como também integrantes do suposto esquema de corrupção no 10º Batalhão em Assú. 

A informação é do promotor de Justiça de Investigação Criminal, Wendell Bethoven Ribeiro Agra. Para ele, a possibilidade de prisão é remota. "Os policiais foram detidos em Assú porque havia o risco de prejuízo às investigações caso continuassem soltos. Não é o caso dos coronéis, pelo menos por enquanto", declarou à reportagem na manhã desta quarta-feira, 6.

Dos 12 Pms detidos, apenas o coronel que se encontra preso ainda não foi ouvido, o que deve ocorrer ainda nesta semana. Os esclarecimentos dos outros dois coronéis ainda não têm data para ocorrer.

O atual comandante da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE), colocou-se à disposição para qualquer investigação sobre corrupção no período em que foi comandante do 10º Batalhão da PM em Assú. Nesta terça-feira, 5, o gerente da Nossa Agência, Pedro Gonçalves da Costa Júnior, disse em depoimento que o esquema de práticas ilícitas no município do interior existia há pelo menos seis anos.

O mesmo comandou o Batalhão na cidade no ano de 2006 e, portanto, no período citado pelo gerente. Em entrevista na manhã desta quarta-feira, 6, Freitas disse não ter conhecimento do teor da oitiva. "Não estou sabendo que ninguém disse isso", afirmou.O atual comandante do CPRE também declarou não ter sido contatado pelo Ministério Público Estadual ou pela Polícia Militar para prestar esclarecimentos. "Não fui contatado. De qualquer forma, me coloco à disposição para qualquer tipo de investigação", completou.

O outro coronel citado informou que se pronunciaria após a reunião com o Comando Geral na tarde de hoje.

O Ministério Público Estadual protocolou nesta terça-feira o pedido de liberdade do gerente, baseando-se no fato de que ele teria colaborado no andamento das investigações através das denúncias ao esquema de corrupção e o nome de outros envolvidos.

Fonte: Tribuna do Norte

13 comentários:

  1. Cabo posta no seu BLOG a carta de desabafo de um PM de Assú que está no BLOG do GTO ASSU, pois é muito boa.

    ResponderExcluir
  2. ACABAAAAAAAAA COM RESTINHO KKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  3. o culpado, dessa corrução na policia, é os coronéis que não pode ver dinheiro, o coitado do soldado babão vai nas cordas deles e comete o crime juntos com eles, que eu considero esses pobres policiais de laranjas, o coronel escala o soldado e se o soldado disser que não vai cumprir a escala é punido, nesses casos quem tem de responder pelos crimes tem que ser os comandantes, que determina, eles cumprir as escalas de serviço, agora não cumpra não pra ver se não é punido, cadeia para esses coronéis corruptos?

    ResponderExcluir
  4. Eu, como parte da população que sabe interpretar as notícias que acompanho, estou indignada, pois ao assistir a entrevista do Comandante Geral da PMRN, coronel Araujo Silva, afirmando que estava cortando a própria carne para acabar com "sistema de corrupção", que funciona a mais de 6 anos. Como afirmou o gerente, Pedro Gonçalves. Gostaria de saber quem era o Comandante Geral da PMRN nesse período? Por que levou todo esse tempo para descobrir este "desvio de conduta"? Quais os militares, praças e oficiais, que passaram no 10ºBPM de Assú durante esses 6 anos? Quem era o Comandante Geral da PMRN nessa época? OPS!!! É o mesmo. Será que ele está cortando a própria carne ou quer se promover cortando a carne alheia?

    ResponderExcluir
  5. Flamengo.2011 vou começar culpando o sistema pois deveria rever o ensino público como podemos verificar no texto acima.. diferente do que você descreve os culpados não "são" os conoréis,a culpa está no próprio ministério público, que deveria da assistencia necessária para o BPM, nada tem haver os soldados serem "laranjas" ou "pau mandados" como dito.. o que está em questão na atualidade é a inocência de pessoas que foram envolvidas sem terem culpa.. mas que ficaram com imagem desturpada devido a desinformação perante a mídia, concordo com você meu querido flamengo.2011 quando você fala dos comandantes mas se dirija a um em especial vamos verificar o comandante geral que está no cargo desde 2005 que foi quando tudo começou.. em parte é verdade cadeia para esses CORONEIS corruptos.. mas vamos verificar antes de ridicularizar as pessoas que estão sendo expostas.

    ResponderExcluir
  6. #foracoronelaraujo...
    Queremos um comandante de todos e não de um só...

    ResponderExcluir
  7. #foracoronelaraujo...
    Queremos um comandante de todos e não de um só...

    ResponderExcluir
  8. Gafanhotos do Ministerio Publico nunca tomam de quem tem. Predadores, são a mídia e o comandante geral que mentem. Esperem sentados a rendição, a vitória dos policiais acusados não será por acidente.
    Força companheiros!

    ResponderExcluir
  9. QUEM TIVER FÉ SE AGARRE COM SEUS ROSÁRIOS.... É A CAÇA AS BRUXAS...OFICIAL QUE TIVER TEMPO VAI PRA RESERVA AS COISAS TAO MUDANDO

    ResponderExcluir
  10. E TEM MAIS ESQUEMA POR AI....TODO BPM TEM ISSO....

    ResponderExcluir
  11. ei ministério público,peçam reforço a força nacional,para investigar este tipo de corrupção,pois todo batalhão faz isto,seja no interior ou na capital.

    ResponderExcluir
  12. muitos oficiais de boa indole e preocupados com a manutenção do batalhão,tendo em vista as pessímas codições em que vivemos,sem estrutura nenhuma,tem batalhões que parecem mais uma favela,banheiros estourados,paredes caindo aos pedaços,instalações elétricas prestes a um incêndio,viaturas paradas por falta de manuntenção e muito mais coisas.sim tem que se virar,já que os politicos não tem nenhum compromisso com a segurança pública,nós policiais existimos na teimosia mesmo,na tora.se isso é ilegal,o que os nossos governantes fazem com a segurança pública é o que pelo amor de deus?.

    ResponderExcluir
  13. falou um policial militar7 de julho de 2011 12:38

    Os soldados são culpados em muitos casos sim, pq essa "gratificação"( de postos, de fechas, de segurança em festa, escoltas etc é irregular e muitos espontaneamente ou voluntariamente querem é colocar no bolso e não pensam nas consequências desse ato, acham que não dá em nada ou ninguém vai atrás, ficam é brigando pra quere-las no bolso sim. Alguns responsáveis e de honestos não querem isso pra suas vidas. E os q fazem parte disso, sabem muito bem como é q fica a repartição do bolo, não queram dá uma de q não sabiam como era o esquema da divisão do dinheiro pago da lavação, sabem sim, ninguém é menino nessa brincadeira. Claro, em alguns casos o soldado só obedece, no entanto ele pode denunciar o crime por inúmeros mecanismos. E ainda tem outra saída: se a ordem emanada for ilegal não cumpra, peça por escrito e veja a necessidade e a fundamentação da ordem; com certeza vc terá respaldo em sua negativa. participem mais e não sejam omissos.Abraço a todos.

    ResponderExcluir