VEREADORA SARGENTO REGINA COTADA PARA PRESIDIR A CEI

Sargento Regina
O requerimento de abertura da Comissão Especial de Inquérito (CEI) dos Contratos será entregue na próxima terça-feira. Após a leitura, que deverá ocorrer no dia seguinte, o presidente da Câmara Municipal de Natal (CMN), vereador Edivan Martins (PV), terá 72 horas para indicar os membros. Serão indicados três parlamentares da base da prefeita Micarla de Sousa (PV) e dois da oposição para compor a comissão.

Os parlamentares da base da prefeita já assinaram acordo se comprometendo a ficar com a relatoria e ceder a presidência do inquérito à oposição. O nome mais cotado para ocupar a função é o da vereadora Sargento Regina (PDT). Na base governista, nenhum dos vereadores se prontificou ainda a ficar com a relatoria. O vereador Albert Dickson (PP), que relataria a CEI dos Aluguéis, não deverá ser indicado, por possuir contrato com a prefeitura.

A vereadora Júlia Arruda (PSB) informou que, devido à proporcionalidade das bancadas, o PSB terá a prerrogativa de indicar doismembros para a comissão. "Como meu partido indicará dois vereadores e eu sou a única do partido que faz parte da bancada de oposição, eu espero ser indicada para a comissão, junto com alguém da base governista", declarou.

Durante a audiência pública realizada ontem para debater a criação da CEI dos Contratos, presidida pela vereadora Sargento Regina (PDT), pouco se falou sobre a investigação. Os discursos enfocaram mais a vitória do movimento do que a comissão parlamentar. As palavras mais voltadas para a realização do inquérito foram da vereadora pedetista.

Regina fundamentou o requerimento de abertura da CEI dos contratos. Em pronunciamento, ela citou suspeitas de irregularidades na locação de imóveis pela prefeitura e em outros contratos do município. Estiveram presentes ao debate a bancada de oposição e os parlamentares Edivan Martins, Aquino Neto (PV) e Franklin Capistrano (PSB).

Novos atos devem acontecer na próxima semana

"Voltaremos para as ruas em breve. Na próxima semana, teremos novidades. Nosso movimento cresceu. Esses 11 dias de acampamento serviram para fortalecer nossa organização. Continuaremos na luta. Essa foi apenas uma batalha vencida. Nossa meta é tirar a prefeita, o vice e colocar um prefeito interino com credibilidade.", anunciou o universitário Marcos Aurélio, um dos articuladores do movimento "Fora Micarla", que desocupou ontem a Câmara Municipal de Natal após acordo com os vereadores. A partir de agora, disse ele, o movimento passa a se chamar "Acampamento sem Borboleta", em homenagem à ocupação da Câmara.

Fonte: DN Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário