PEC 300: GOVERNADORES TEMEM CUSTO DE NOVO PISO PARA POLICIAIS

Governadores temem os custos da eventual aprovação da emenda constitucional que cria um piso salarial para policiais e bombeiros em todo o país.

Em Pernambuco, o governo de Eduardo Campos (PSB) disse que só irá concordar com a emenda se o governo federal pagar a diferença salarial. O secretário de Imprensa, Evaldo Costa, alegou que os governadores não podem ter aumento de despesas sem ter receita para cobrir o custo.

O governo da Bahia, do petista Jaques Wagner, estimou que a aprovação da PEC terá impacto anual superior a R$ 1 bilhão nas contas do Estado e tornará impossível o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. O salário inicial na Bahia é de R$ 2.101.

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), apoiou a discussão, mas disse que a emenda trará um problema financeiro ao Estado. O Rio Grande do Sul paga um dos salários mais baixos do país a policiais, R$ 1.100.

Fonte: Folha Online

3 comentários:

  1. Esses governadores deveriam tomar vergonha na cara isso sim, quando é p aprovar o aumento dos próprios salários ou dos deputados, eles nunca pensam dua vezes antes, ou se lembram da lei de responsabilidade fiscal.
    hipócritas, é isso q eles são.

    ResponderExcluir
  2. SÃO TODOS UM BANDO DE CORRUPTOS,DIGO PORQUE É VERDADE,E SE QUIZEREM VOTAR VOTEM,NÃO SERIA NENHUMA NVIDADE,ESSES SAFADOS SEREM CONTRA TRABALHADORES NESSE PAÍS,AGORA LEIS PARA BENEFICIAR BANDIDOS ELES SABEM APROVAR.

    ResponderExcluir
  3. AS CATEGORIAS LUTAM POR MELHORAS ATRAVÉS DE GREVE E MOVIMENTOS E DIFICILMENTE CONSEGUEM O QUE QUER. JÁ PRESOS FAZEM MOVIMENTO ALGUM, EXCETO PRATICAR O MAU E CONSEGUIRAM QUE A PRESIDENTE DILMA APROVASSE A LEI ONDE MILHARES DELES(PRESIDIÁRIOS) VÃO PRA RUA.
    ISSO É BRASIL!!!

    ResponderExcluir